Há muitos benefícios a serem obtidos com a colaboração entre os líderes de Marketing em Recursos Humanos.

No entanto, a maioria de nós continua trabalhando predominantemente em nichos. Mas o mundo do trabalho mudou.

Como essa colaboração pode ser positiva? E como colocá-la em prática? É o que você vai ver nesse post.

 

A colaboração nas empresas

Lynda Gratton, professora de prática de gestão na London Business School e fundadora do Hot Spots Movement, escreveu um artigo sobre as “Cinco mudanças que futuros líderes deverão encarar” e uma delas foi a necessidade de todos os líderes trabalharem de forma mais colaborativa.

Com o talento sendo a principal preocupação entre os CEOs, a marca das empresas estão se tornando rapidamente uma estratégia crítica para lidar com a falta de talentos atuais e futuros.

Com menos de 20% das organizações tendo uma estratégia de branding e apenas 30% das companhias com equipes de dois ou mais departamentos responsáveis ​​pelo gerenciamento da marca, vemos uma grande oportunidade para os líderes de Marketing e Recursos Humanos colaborarem nessa questão crítica.

 

A relação entre Marketing e Recursos Humanos

É surpreendente que RH e Marketing não colaborem com mais frequência, pois têm muito em comum. Ambas as áreas estão focadas em influenciar e motivar as pessoas. Para fazer isso, precisam de um bom entendimento das pessoas e de psicologia.

Apesar das semelhanças, há habilidades e capacidades adicionais que uma área pode aprender com a outra. Sabemos bem que o impacto final é para o negócio como um todo.

 

O que o RH pode aprender com o marketing

1. Segmentação de talentos

Enquanto a segmentação de clientes é uma prática comum entre os profissionais de Marketing, os de RH segmentam candidatos a funcionários. E neste ponto há oportunidades para que os processos de seleção se apurem com as ideias do marketing.

Por exemplo, o desenvolvimento de proposições de valor para a segmentação de candidatos ou funcionários e a adaptação da mensagem ao público-alvo na hora do recrutamento podem fazer parte da estratégia de branding das empresas.

Com que frequência você visita um site de carreira e vê as mesmas mensagens apesar do fato de estarem recrutando para funções tão diversas com necessidades diferentes? Está na hora do RH pensar mais como adaptar a linguagem para esses candidatos.

Afinal de contas, uma pessoa especializada e talentosa, não vai se seduzir por qualquer vaga.

 

2. Adotar a tecnologia para se envolver com funcionários e prospects

Embora existam muitos profissionais de RH tecnicamente experientes, os profissionais de marketing tendem a conhecer e ter acesso às mais recentes tendências tecnológicas para se comunicar e se envolver com seus clientes.

Como o marketing utiliza as mídias sociais para atrair, reter e engajar os clientes? Como você pode aplicar essas ferramentas para atrair, reter e engajar os talentos da empresa?

Leve a estratégia de branding também para as redes sociais. Crie uma identidade e mensagem únicas para atrair os candidatos desejados, expressando seus valores e potenciais de desenvolvimento no mercado.

Fale sobre a empresa, seus serviços, seus resultados e como seus funcionários atuais encontraram boas oportunidades na carreira com você. O storytelling é uma ótima ferramenta para isso.

 

O que o marketing pode aprender com o RH

1. Influenciar o comportamento e estratégia de negócios

Como profissional de marketing, você geralmente tem uma plataforma de comunicação tangível de produto e/ou marca.

Ao trabalhar ao lado do setor de Recursos Humanos, existe a oportunidade de entender melhor o envolvimento, os comportamentos, as crenças e os desafios dos funcionários. Por quê? Em RH, o produto é a organização, as pessoas e seus valores.

A colaboração com a área de recursos humanos permite que os profissionais de marketing possam trocar conhecimentos sobre como as pessoas pensam, como elas agem e aplicar essa “psicologia” no dia a dia do marketing e na criação de campanhas.

 

2. Colocar as pessoas em primeiro lugar

O marketing pode aprender com o RH que a organização existe primeiro internamente e depois externamente. De fato, a marca vive através de pensamentos, comunicações e comportamentos de seus funcionários.

O departamento de Recursos Humanos pode ajudar o Marketing a obter respostas para as seguintes perguntas:

  • Quem são nossos funcionários?
  • Que tipo de organização é essa?
  • Qual é o caráter da organização e de seu pessoal?
  • Qual é o objetivo social e ambiental da organização?

Juntos, ambos descobrirão as respostas e fornecerão maneiras autênticas de comunicar o verdadeiro valor da sua organização.

Esse propósito estimulará a inovação e impactará seus funcionários, seus clientes e partes interessadas. Juntos, os departamentos moldarão o futuro da organização.

 

Marketing em Recursos Humanos: como trabalhá-los juntos

A colaboração é uma habilidade e, se você está acostumado a trabalhar como colaborador individual, isso requer alguma prática.

Veja abaixo algumas dicas rápidas para ajudá-lo a colaborar (engaje seus funcionários da Geração Y e pergunte-os sobre colaboração, pois eles preferem trabalhar em equipes em comparação a outras gerações).

Seja você da área de Marketing ou RH, entender o processo de colaboração entre qualquer área é essencial para toda empresa.

 

Reconheça que você tem o mesmo propósito e responsabilidade social

Sua organização provavelmente tem uma ótima solução ou produto para atender às necessidades das pessoas.

O marketing estratégico, a gestão de marcas e o RH usam esse propósito como um fator de motivação para todas as tomadas de decisão.

Tenha isso em mente e aproveite-o como sua razão mais significativa para existir na organização. Colabore para que isso aconteça.

 

Esclareça papéis e responsabilidades

As pessoas trabalham melhor juntas quando sabem qual é o seu papel. Qualquer que seja a estratégia com a qual você decidir colaborar com seu(s) colega(s), certifique-se de primeiro esclarecer os papéis e responsabilidades para garantir uma execução eficiente e excelente.

 

Seja autêntico e não tenha medo de conflitos

Conflito é inevitável sempre que as pessoas trabalham juntas em um objetivo comum. Aprenda a administrá-lo e observe a criatividade fluir.

 

Meça o impacto

Discuta com seu colega de marketing ou de RH como você pode consolidar seus painéis ou métricas para demonstrar o ROI de sua estratégia.

A marca como empregador complementa sua marca mestre, portanto, gerenciar o funcionamento interno da marca principal é uma responsabilidade conjunta entre Marketing e RH.

 

A marca deve refletir o que acontece na organização

Considere que uma marca é uma experiência com uma organização ou seus produtos, não apenas com as mensagens criativas – deve refletir a realidade do que está acontecendo diariamente dentro da organização.

Trabalhar o aspecto de confiança dentro das organizações é um caminho longo e de constante crescimento. Quando RH e Marketing se unem para colaborar em uma estratégia de marca juntos, eles garantem que a mensagem da empresa tenha o mesmo tom e coerência dentro e fora do negócio.

Por exemplo, você não toma uma decisão de vender hipotecas, mas toma uma decisão de trabalhar para uma instituição financeira específica. Se você está procurando emprego, essas instituições são irrelevantes para você se elas tentarem convencê-lo a se juntar a elas apenas para vender hipotecas.

No entanto, se elas lhe disserem sobre as políticas, cultura e valores que você pode adicionar à sua vida como funcionário, a conversa se torna interessante.

O Marketing em Recursos Humanos traz desafios interessantes aos profissionais de ambas as áreas. Apesar das tarefas diferentes, a união dessas áreas fortalece a comunicação interna e externa da empresa, fazendo com que ela seja coesa e confiável em todos os momentos.

A decisão de comprar um produto é diferente da decisão de escolher um novo emprego ou mesmo de manter-se em um.

As pessoas querem ter a certeza de que estão escolhendo a melhor opção – seja entrar ou ficar – e, por isso, unir sua mensagem de marketing com a de seleção de novos talentos mostrará que sua empresa tem um caminho claro por onde seguir e aqueles que vierem juntos terão muito sucesso.

 

Este post foi escrito pelo Vooozer, uma startup de Audio Marketing que pode ajudar a sua empresa a turbinar suas estratégias de conteúdo com materiais em áudio que engajam e aumentam o alcance do seu conteúdo. Aproveite e solicite uma consultoria gratuita de Audio Marketing agora mesmo!