Inscreva-se

Líder democrático: quem são eles e como contribuem para os resultados
Cultura da Empresa

Líder democrático: quem são eles e como contribuem para os resultados

O líder democrático é um gestor inovador que segue um novo modelo de gestão. Ele busca construir um consenso coletivo por meio da participação de todos. Muito buscado pelas empresas atuais, para um profissional ser um líder democrático, é necessário:

  • ter capacidade para ouvir e considerar as opiniões de seus subordinados;
  • conseguir incentivar todos a se comunicarem abertamente e de forma clara e eficaz;
  • ser flexível com às constantes mudanças que o mercado e o avanço da tecnologia impõem às empresas;
  • avaliar seus colaboradores de forma contínua e conseguir apontar o que pode ser melhorado. Além de ajudar nessa missão.

 

Atualmente, há diversos estilos de liderança adotados pelas empresas. Cada um deles visa oferecer o direcionamento necessário para que o profissional deste cargo conduza sua equipe para o sucesso dos negócios.

A relação que o líder terá com seus subordinados é estratégica para o bom funcionamento da corporação. Ela deve ser constantemente acompanhado pela gestão de pessoas feita pelo RH.

É fundamental entender sobre os tipos de liderança e seguir aquele que seja ideal para o tipo de negócio. A partir do modelo certo, a empresa possa agir estrategicamente para aproveitar seu potencial humano e alcançar melhores resultados.

Como funciona a liderança na sua empresa? O modelo democrático pode trazer grandes vantagens para seu negócio. Confira a seguir como ele funciona!

 

O que é um líder democrático?

O profissional no cargo de líder democrático busca coordenar todo o pessoal de forma horizontal, disseminando uma cultura organizacional de proximidade entre gestores e equipe. Ele preza por um ambiente participativo, em que a colaboração dos empregados é valorizada, incentivada e recompensada.

Por meio da troca de ideias entre subordinados e gestores, o objetivo do líder democrático é melhorar a satisfação e moral de seus colaboradores.

O estilo de liderança democrática pode trazer o melhor de uma equipe experiente e profissional. Esse líder capacita seus talentos e suas habilidades, permitindo que estes compartilhem seus pontos de vista, em vez de simplesmente aceitar ordens.

Ele deve assumir uma posição de auxílio e se integrar a equipe. Ele tem o papel de apoiar todos os demais colaboradores e sugerir alternativas de melhorias para os possíveis problemas.      

Para ser um verdadeiro líder democrático, o profissional precisa ter algumas características – como saber ouvir o grupo antes de tomar alguma decisão. Ele precisa tomar as atitudes adequadas quando necessário, mas também incentivar o time a participar. Assim, pode pesar todas as opiniões para tomar a palavra final.

Após finalizar a leitura, recomendamos que você baixe esse eBook gratuito. Nele você irá entender ações efetivas para reter os melhores talentos! Responda o formulário e receba agora mesmo:


Quais são as características desse líder?

Para que um profissional seja considerado um líder democrático, ele precisa ter algumas características e tomar certas atitudes diante de sua equipe. As principais são:

  • capacidade para ouvir e considerar as opiniões de seus subordinados;
  • conseguir incentivar todos a se comunicarem abertamente e de forma clara e eficaz;
  • ser flexível para estar aberto às constantes mudanças que o mercado e o avanço da tecnologia impõem às empresas;
  • avaliar seus colaboradores de forma contínua e conseguir apontar o que pode ser melhorado. Além de ajudar nessa missão;
  • incentivar a colaboração entre a equipe;
  • agir como um membro da equipe, sem assumir uma posição superior, ao mesmo tempo em que não se envolve totalmente nas atividades;
  • ser proativo e agir para manter, ao mesmo tempo, a produtividade dos funcionários e o bem-estar no ambiente de trabalho.

Tudo isso aplicado as ações diárias, formam um perfil de líder democrático e gera resultados significativos para a equipe de colaboradores.

 

Como identificar esse perfil na empresa?

Determinar o funcionário correto para se tornar um líder democrático na empresa não é uma tarefa fácil. Portanto, é necessário ficar de olho naqueles profissionais que se colocam como orientadores de seu grupo.

Normalmente, os profissionais certos para se tornarem líderes democráticos são aqueles que ajudam a solucionar problemas e incentivam a equipe a participar. Ao longo do processo, ele busca coordenar as atividades e sugere ideias para ajudar a empresa.

Portanto, para identificar os profissionais com habilidades natas para liderar, é necessário identificar as seguintes características:

  • administração participativa;
  • incentivador da equipe;
  • interdependência entre os profissionais;
  • boa comunicação;
  • tomar decisões, levando em conta a opinião dos demais.  

Ao identificar o colaborador com perfil de líder democrático, busque ampliar suas atividades que necessitam das características citadas acima. Desta forma, a empresa estará incentivando o desenvolvimento e preparando o colaborador para exercer a sua função futuramente.

 

Quais as vantagens e desvantagens desse líder?

Vantagens

Há diversas vantagens ao contar com um líder democrático em sua empresa. Esse tipo de liderança favorece a relação com os colaboradores e aumenta a produtividade.

Isso acontece porque os colaboradores passam a fazer parte dos processos de decisão da empresa. Assim, todos passam a se sentir mais motivados e parte importante da empresa.

Trabalhar sob a direção de um líder democrático, costuma ser mais prazeroso para os colaboradores. Dessa forma, as equipes tendem a ter um maior rendimento e se comprometer mais com os resultados da organização.

O líder democrático se torna uma inspiração, o modelo a ser seguido pelo seu time. Consequentemente, os funcionários passam a admirá-lo ao invés de temê-lo.  

Além disso, quando as situações na empresa mudam com frequência, a liderança democrática pode oferecer uma grande flexibilidade para que os funcionários se adaptem às melhores maneiras de desenvolver suas atividades.

 

Desvantagens

Por outro lado, a liderança democrática também pode apresentar alguns desafios. Esse tipo de abordagem costuma não ser ideal em situações de emergência, quando não há tempo suficiente para reunir a equipe para uma tomada de decisão.

Muitas vezes, o líder pode se tornar refém dos próprios funcionários, os quais começam a se manifestar em momentos que não deveriam. Assim, a liderança precisa ter pulso firme para equilibrar a abertura de espaço para diálogo.

Além disso, pode acontecer de as equipes serem grandes demais, não sendo possível manter todos os funcionários informados o suficiente para que contribuam na busca de soluções estruturadas e válidas.

Nesses momentos, o líder democrático acaba precisando buscar a experiência e opinião de seus superiores para resolver problemas.

 

Como ser um líder democrático?

Para aqueles profissionais que já ocupam a liderança, uma ótima forma de se tornar um líder democrático é começar a ouvir mais seus colaboradores. É necessário envolver todos nas tomadas de decisão, incentivando-os a participarem ativamente.

Busque realizar reuniões para que os colaboradores se soltem e sejam criativos, dando suas ideias e opiniões. Sempre que possível, deixe nas mãos do grupo a definição de papéis em um determinado projeto.

Assim, o líder pode acompanhar de perto e observar o papel que cada colaborador desempenha. Ao final, é importante realizar feedback com todos, levantando os pontos positivos e negativos. Além disso, é preciso ouvir a todos e unir o grupo para que tudo saia como o planejado.

É claro que, para se tornar um líder democrático, não é apenas isso. Abaixo, listamos as principais ações para obter esse perfil. Confira!

 

1. Manter a comunicação aberta

É necessário fazer com que a equipe se sinta à vontade para se comunicar e dar sua opinião. Esse modelo de liderança apenas funciona quando, o superior é capaz de considerar todas as ideias de seu grupo antes de tomar uma decisão.

 

2. Respeitar opiniões diferentes

Ainda que não concorde, um verdadeiro líder deve saber ouvir e respeitar todas as ideias de seus subordinados. É importante, no entanto, criar um ambiente saudável, como citaremos a seguir, onde essas ideias sejam abordadas e discutidas.

 

3. Criar um espaço agradável para as reuniões

Os funcionários precisam se sentir à vontade para falar. Portanto, o ambiente em que as reuniões acontecem, precisa ser agradável. A equipe deve ser orientada a ouvir e não realizar julgamentos de seus colegas.

 

4. Aceitar a responsabilidade quando algo der errado

Ainda que as decisões sejam tomadas pelo grupo, é o líder que toma a decisão final. Portanto, ele deve tomar a frente quando algo der errado e assumir a responsabilidade.

Nesse momento, o líder democrático deve saber conversar com sua equipe para que ninguém se sinta culpado pelo o ocorrido e deixe de contribuir com sua opinião.

 

O líder democrático é um verdadeiro elo entre as pessoas e objetivos da empresa. Ele tem o papel de fazer com que os subordinados se sintam parte do processo e o resultado disso é muito vantajoso para as organizações. Elas passarão a contar com equipes motivadas a trabalhar com responsabilidade e comprometimento com os resultados.  

 

Gostou desse conteúdo? Quer contribuir com sua opinião? Deixe um comentário para a gente!

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *