Investir o décimo terceiro salário é uma excelente maneira de rentabilizar o seu dinheiro sem esforço. Isso significa, é claro, evitar aquelas compras por impulso, em decorrência do dinheiro em conta. No entanto, com disciplina e objetivos claros, você consegue estabelecer uma rentabilidade proveitosa ao longo do tempo. Algumas opções para isso:

  1. Use-o para quitar as dívidas;
  2. Experimente o CDB;
  3. Avalie o Tesouro Direto;
  4. Saiba mais sobre os fundos multimercados;
  5. Considere investir o décimo terceiro em ações.

 

Quando chegam os últimos meses do ano, muitos profissionais já sondam o valor do décimo terceiro salário para quitar as dívidas, fazer as compras de Natal ou mesmo presentear-se com alguns mimos.

Mas, neste post, queremos dar uma dica diferente: que tal investir o décimo terceiro salário para dar o primeiro — e significativo — passo rumo à sua educação financeira e conquista de objetivos?

Pense nessa quantia inicial como um verdadeiro adiantamento das suas promessas de fim de ano. E, a seguir, vamos mostrar para você as melhores opções para investir o décimo terceiro. Confira!

Por que investir o décimo terceiro salário?

A importância desse exercício pode ser percebida assim que você coloca na ponta do lápis os cálculos da sua renda e os seus gastos.

Experimente: avalie quanto você obtém de renda ao mês, e o quanto você custeia as suas necessidades fixas (como o aluguel e contas) e as variáveis (as comprinhas por impulso, por exemplo).

Se o resultado for maior do que a sua renda, tem algo errado. E é aí que uma boa educação financeira pode ajudar você a deixar de adiar os seus objetivos financeiros. Ao investir o décimo terceiro e desenhar um bom planejamento em curto, médio e longo prazo, você adquire mais consciência a respeito da sua realização.

E, complementarmente, você já dá um primeiro passo para criar esse hábito de poupança.

Onde investir o décimo terceiro?

Não basta, apenas, ter um objetivo e investir o décimo terceiro na poupança ou mesmo na previdência privada. Afinal de contas, o seu perfil de investidor pode permitir um planejamento mais estratégico.

Com base em decisões mais inteligentes, você tem como gerar mais rentabilidade mensal para os seus recursos. Portanto, vale a pena observar quais modalidades são acessíveis para qualquer investidor.

Ou seja: aquelas que não exigem elevadas cifras como capital inicial. Dessa maneira, independentemente dos valores que você queira investir o décimo terceiro, é possível fazê-lo sem esbarrar em exigências.

E tem também uma sugestão preliminar aos investimentos. Ou seja: algo que pode ajudar você a poupar com mais segurança e prevenir-se contra os imprevistos econômicos e o estresse financeiro.

Aí vão as nossas 5 dicas para você investir o décimo terceiro salário!

 

Use-o para quitar as dívidas

De que adianta fazer investimentos se, mensalmente, você permanece lidando com os elevados juros do cheque especial e de outras dívidas?

Assim, que tal investir o décimo terceiro na quitação dessas dívidas? Por meio disso, você consegue começar o ano seguinte com um planejamento mais assertivo para poupar, mês após mês. Tudo porque você destinou essa renda bem-vinda de final de ano para acabar com as dívidas!

Experimente o CDB

Falando especificamente em investir o décimo terceiro em uma das muitas modalidades populares do país, podemos começar com o CDB (Certificado de Depósito Bancário). 

Ou seja: trata-se de uma maneira de “emprestar” o seu dinheiro para o banco, que devolve os seus recursos com modelos de rentabilidade mais vantajosos. E o mais interessante é que o aporte inicial tende a ser baixo — a partir de R$ 100.

Assim, você pode investir o décimo terceiro e seguir com aplicações mensais de acordo com as suas necessidades planejamento e objetivos.

Atenção apenas, para as taxas vinculadas de cada instituição bancária. Geralmente, os maiores bancos são aqueles que menos oferecem retornos aos investidores, enquanto as instituições menores oferecem taxas de rentabilidade mais atrativas.

 

Avalie o Tesouro Direto

Uma das modalidades mais populares de investimentos, atualmente, é o Tesouro Direto, e que tem criado uma discussão interessante entre aqueles que começaram a investir o décimo terceiro agora: previdência privada ou Tesouro Direto?

Podemos dizer, sem dúvidas, que o Tesouro Direto e as suas variações — como o Tesouro Selic — é mais vantajoso, independentemente do seu perfil de investidor. Afinal, os rendimentos são maiores e você pode sacar os seus recursos a qualquer momento, sem perder o valor já investido.

Só vale conhecer, a fundo, essa modalidade para conhecer as taxas e impostos envolvidos. Assim, você tem mais precisão para fazer o seu planejamento financeiro e construir uma periodicidade para a aplicação de novos investimentos.

 

Saiba mais sobre os fundos multimercados

Para quem está em busca de novas opções para investir o décimo terceiro, os fundos multimercado podem ser uma alternativa interessante ao Tesouro Direto (especialmente, se a taxa Selic não estiver rendendo bem, ultimamente).

Para tanto, aqui você vai encontrar uma atuação diferenciada por meio do auxílio qualificado de uma corretora de valores. Assim, ao investir o seu décimo terceiro, você está colocando-o no planejamento estratégico que essas empresas podem oferecer. Sempre tomando como base os seus objetivos, é claro.

 

Considere investir o décimo terceiro em ações

Muita gente pensa que as ações são áreas de investimento para quem joga alto, no mercado, mas a verdade  é que o investimento inicial pode ser baixo. Inclusive, você pode fracionar os recursos ao investir o décimo terceiro.

Vale sempre ter em mente quais vão ser os seus objetivos e como você tende a equilibrar a sua renda e custos. Dessa maneira, você evita os imprevistos e consegue obter retornos interessantes.

Nossa dica: procure conversar com diferentes corretoras de valores. Entenda as taxas e valores que cada uma prática, e avalie qual é a melhor opção para você investir com segurança e, ainda assim, obter rendimentos vantajosos.

Já sabe onde investir o décimo terceiro?

E aí, o que você considerou com base nas dicas acima? Já sabe onde investir o décimo terceiro salário e mudar o seu planejamento financeiro? Compartilhe as suas ideias conosco, no campo de comentários deste post!