Que tal usar os recursos que você recebe, mensalmente, para considerar a conquista de novos objetivos financeiros. Para isso, é importante saber onde — e como — investir o adiantamento salarial para não prejudicar o seu orçamento e, mesmo assim, dar passos seguros rumo à sua independência financeira. Algumas dicas para isso:

  1. Equilibre a renda e os custos;
  2. Quite as dívidas;
  3. Defina os seus objetivos;
  4. Saiba mais a respeito dos diferentes tipos de investimentos.

 

Quando as pessoas dizem que é possível investir o adiantamento salarial sem prejudicar o orçamento, muitas pessoas já torcem o nariz, em reprovação. 

Acontece que, com um pouquinho de educação financeira, nós entendemos que os hábitos que assumimos no dia a dia são prejudiciais. Não é (apenas) a falta de dinheiro em si.

Por isso, é importante saber como investir o adiantamento salarial para agregar objetivos financeiros, mas, em curto prazo, como uma medida responsável para evitar o estresse financeiro.

Interessou-se pelo assunto? Então, siga com a leitura deste post!

 

O que é o adiantamento salarial?

Não se trata de uma regra, mas existem empresas que fazem uso de uma citação do artigo 462 da CLT, na qual consta que pode-se autorizar o adiantamento salarial. Uma possibilidade, portanto, de fracionar o pagamento do salário.

Em geral, essa prática é realizada para que as pessoas consigam obter um planejamento financeiro mais eficiente. Por exemplo: com o salário realizado apenas no final do mês ou no quinto dia útil do mês seguinte, pode ocorrer de a verba chegar ao fim antes do esperado.

Sem educação financeira, o estresse se avizinha à rotina das pessoas. E, aí, entra a necessidade de uso do cheque especial e outros meios de empréstimos que dificultam a realização de objetivos financeiros.

Sendo assim, a possibilidade de ter o salário sob demanda evita os juros excessivos cobrado pelos bancos. A Xerpa possui um benefício para as empresas adiantarem o salário sem mexer na folha de pagamento

Até por isso, investir o adiantamento salarial pode ser uma maneira interessante de fazer com que a empresa se preocupe mais com a saúde e a qualidade de vida dos seus funcionários.

Complementarmente, os profissionais adquirem mais autonomia e flexibilidade para montarem os seus respectivos calendários financeiros. Menos imprevistos e dívidas, no dia a dia: a base para a redução de um dos principais problemas na América, atualmente.

Como investir o adiantamento salarial?

Para que a sua vida dê uma guinada positiva, reunimos algumas considerações interessantes para você aproveitar melhor a sua renda. Confira, a seguir, 4 dicas para investir o adiantamento salarial!

 

1. Equilibre a renda e os custos

Não comece aplicando um dinheiro que pode ser usado estrategicamente de outra maneira. Para isso, entenda quais são os seus custos mensais (todos eles) e compare-os com a sua renda.

Se você gasta mais do que recebe, reavalie as suas contas. É sempre possível enxugar algo antes de investir o adiantamento salarial. Afinal de contas, provavelmente, os juros e taxas vão ser mais elevados do que a rentabilidade do seu investimento.

 

2. Quite as dívidas

Hora também de avaliar os juros que você tem acumulado, mês após mês. Comece identificando quais são os que mais geram taxas, com o tempo, pois são eles que dificultam ainda mais os seus objetivos.

Dessa maneira, você traça um plano no qual você pode investir o adiantamento salarial para ocupar-se principalmente das dívidas mais perigosas. Assim, em curto prazo, você consegue acabar com os problemas financeiros — abrindo caminho para novas possibilidades de investimento.

 

3. Defina os seus objetivos

Você quer comprar um imóvel? Ter uma aposentadoria tranquila? Quais são os seus objetivos?

Com base nas respostas que você obtiver, é possível entender:

  • em quanto tempo você pretende alcançar esse objetivo;
  • a média que você pode poupar, mensalmente;
  • a projeção de imprevistos e cenários adversos para que você contorne-os antes que aconteçam;
  • as melhores possibilidades para alocar os seus recursos e, assim, melhorar a rentabilidade deles.

Assim, resta apenas ter o seu orçamento estabelecido. Uma boa dica consiste em ter uma planilha que ajude a monitorar a sua renda, custos e o seu objetivo.

Digamos, por exemplo, que você consiga poupar mais, em determinado mês. Isso ajuda a avaliar quais gastos são supérfluos e permitem mais engajamento e disciplina para alcançar a meta estabelecida.

 

4. Saiba mais a respeito dos diferentes tipos de investimentos

O país está, a cada dia, mais voltado para as novas opções de fazer render o dinheiro dos brasileiros. Só que, mesmo assim, 58% das pessoas ainda desconhecem os produtos de investimentos.

É por isso que vale a pena dar uma conferida mais atenta nesta dica. Por meio dela, você aprende como investir o adiantamento salarial e rentabilizar os seus ganhos.

Consequentemente, você pode almejar as suas conquistas em um prazo mais curto. Além, é claro, da possibilidade de ambicionar novas conquistas financeiras com o tempo.

Para ajudar, nós reunimos alguns dos principais tipos de investimentos. Esse pode ser um primeiro contato para inspirar você a investir o adiantamento salarial com precisão e mais estratégia:

  • o Tesouro Direto é um investimento seguro, acessível (baixo custo para o primeiro aporte) e com boa rentabilidade;
  • o Crédito de depósito bancário (CDB) é outra modalidade que possui baixo risco e tem um bom retorno financeiro para o brasileiro — independentemente do seu perfil de investidor;
  • a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) e a Letra de Crédito Imobiliário (LCI) são títulos de crédito com destinos definidos: os setores de agronegócio e imobiliário, respectivamente. Assim, o investidor recebe uma rentabilidade interessante com base no tempo que mantém seus recursos alocados nesses títulos;
  • a previdência privada já não é mais tão atrativa para os investidores, principalmente, porque existem alternativas mais rentáveis e acessíveis — como as acima citadas —, mas podem se encaixar nos seus objetivos.

 

São essas dicas, então, que têm tudo para aproximar você dos seus objetivos em curto, médio e longo prazo. Tudo começa, afinal, com o objetivo que você tem em mente para investir o adiantamento salarial.

Quer saber um pouco mais sobre o assunto? Então, aproveite para conferir um artigo nosso que explica, detalhadamente, os motivos pelos quais uma empresa deveria considerar a aplicação do adiantamento salarial na sua rotina!