Investir em bem-estar financeiro

Investir em bem-estar financeiro: aprenda por onde começar!

Para uma empresa ser considerada realmente inovadora e se consolidar no mercado, os seus diferenciais devem ir além da tecnologia utilizada em sua operação e nas metodologias aplicadas. Ser horizontal, ter um ambiente mais leve,  oferecer um pacote de benefícios corporativos interessante, investir em bem-estar financeiro, são algumas ações necessárias.

E é exatamente sobre este último exemplo que vamos discutir neste artigo, mais especificamente sobre o diferencial de investir em um programa de bem-estar financeiro para uma empresa e seus colaboradores.

Para isso, falaremos sobre:

  • o que é um programa de bem-estar financeiro;
  • os oito principais motivos que estão levando empresas a investirem em programas de bem-estar financeiro;
  • por onde começar;
  • impacto direto nos resultados.

O bem que uma empresa colhe com a criação de um bom programa não é só em relação à sua imagem no mercado, mas principalmente na transformação do ambiente de trabalho como um todo.

O que impacta, diretamente, é claro, em suas entregas e em seus resultados, aumentando a produtividade e consequentemente, o lucro!

Por isso, para entender quais são os reais motivos que estão levando as empresas a investirem em bem-estar financeiro, continue conosco! Boa leitura!

O que é um programa de bem-estar financeiro

Um programa de bem-estar financeiro nada mais é do que um projeto bem estruturado que uma empresa desenvolve para orientar os seus colaboradores na administração de suas finanças e no planejamento financeiro do mês.

Esse projeto pode conter palestras, treinamentos, grupos de apoio, mentorias individuais, gamificação, entre outras iniciativas educativas

A educação financeira, infelizmente, não faz parte do ensino básico e, portanto, não é uma realidade no Brasil e nem algo que os brasileiros conheçam e apliquem. Essa questão torna a relação da população com o dinheiro extremamente desafiadora e muitas vezes, caótica.

Assim, o estresse financeiro já é uma realidade para a maioria das pessoas, o que traz péssimas consequências para as suas vidas pessoais e até mesmo profissionais.

Por conta disso, oferecer um programa de bem-estar financeiro bem estruturado com o propósito de auxiliar os colaboradores, pode gerar um impacto muito positivo para uma empresa. Pois, uma iniciativa como essa impacta diretamente na satisfação e na eficiência de seus profissionais.

Aprender e ser incentivado a manter a vida financeira organizada transforma todo o contexto de um indivíduo. 

Por isso, a partir do momento que uma empresa se coloca como provedora de conteúdo de qualidade e, principalmente, de bem-estar aos seus colaboradores, a motivação de todos se transforma. E a empresa passa a ser ainda mais próspera.

Os 8 principais motivos que estão levando as empresas a investir em bem-estar financeiro

O objetivo de ter um bom programa de bem-estar financeiro não deve ser apenas atrair e reter os melhores talentos, mas também, e principalmente, apoiar os colaboradores a alcançarem as suas metas pessoais

Ter como funcionários da sua empresa pessoas realizadas –  e sendo apoiadas diariamente a se desenvolverem nas mais diversas áreas de suas vidas – faz toda a diferença, não apenas no aspecto pessoal dos seus colaboradores, mas também no crescimento da companhia como um todo.

A verdade é que esse relacionamento empresa-colaborador deve ser um caminho de mão dupla: a empresa apoia o desenvolvimento do colaborador e o colaborador entrega o seu melhor trabalho para a empresa. 

Por isso, os principais motivos para investir em um bom programa de bem-estar financeiro, que analisaremos a seguir, envolvem diretamente esse crescimento dos colaboradores. Acompanhe conosco e confira oito motivos que estão levando as empresas a investirem em bem-estar financeiro.

1. Maior produtividade do funcionário

Com certeza o motivo número um para investir em um bom programa de bem-estar financeiro não poderia ser diferente: o aumento na produtividade do funcionário.

Além da garantia de uma boa aposentadoria, um bom programa de bem-estar financeiro pode oferecer:

  • Aconselhamento orçamentário;
  • Assistência para a tomada de crédito;
  • Incentivo à redução de dívidas;
  • Suporte para reembolso de empréstimos estudantis;
  • Preparação para a casa própria;
  • Opções para serviços bancários básicos.

Tudo isso, automaticamente, permitirá que o colaborador reduza as suas dificuldades financeiras pessoais e todas as preocupações que essas dificuldades trazem. 

Assim, um programa abrangente de bem-estar financeiro pode reduzir as interrupções do tempo do funcionário com preocupações com dívidas, chamadas de cobrança, pagamentos perdidos e baixa pontuação de crédito.

2. Estresse moderado e melhoria da saúde

Pesquisas mostram, regularmente, que as finanças são a principal causa de estresse aos colaboradores. Acima, até mesmo, das obrigações familiares, da saúde e da entrega ao trabalho. 

Os sinais físicos que indicam o estresse situacional são, principalmente, muito suor nas mãos e o aumento da frequência cardíaca. Já o estresse crônico, pode levar ao aumento da fadiga, incapacidade de concentração e aumento da irritabilidade. 

Todo esse contexto pode, além de tudo, aumentar a suscetibilidade a doenças graves e, consequentemente, o afastamento do colaborador.

Além de todos esses problemas, muitos funcionários com estresse crônico adotam hábitos pouco saudáveis ​​como mecanismos de enfrentamento, como fumar, comer demais e beber. 

Por isso, ao relacionarmos todas essas reações físicas e psicológicas aos problemas financeiros, não é de se admirar que as empresas estejam recorrendo a programas de bem-estar financeiro. 

Ajudar os colaboradores a minimizar e eliminar o estresse financeiro significa tê-los muito mais saudáveis para dias produtivos de trabalho e entrega.

3. Aumento da satisfação dos funcionários

Os colaboradores com acesso a ferramentas que os ajudam a definir e atingir metas financeiras pessoais relatam maior satisfação pessoal e profissional.

Um funcionário que está financeiramente preparado para as eventualidades esperadas e inesperadas, consequentemente demonstrará maior envolvimento com as suas atividades profissionais.

A satisfação, aqui, é sentida pelo colaborador em diversos níveis: com a empresa que o auxilia, com a vida financeira organizada e próspera e com o sentimento de disposição para realizar o seu trabalho diariamente. 

4. Maior longevidade e retenção de talentos

Ao oferecer programas de bem-estar financeiro, a empresa auxilia todo o time a construir uma vida financeira mais estável e segura

Dessa forma, com uma equipe inteira sentindo-se segura e contemplada, a confiança na empresa aumenta consideravelmente. Assim como a sua reputação perante ao mercado.

E são por motivos como esse que a longevidade dos colaboradores na empresa aumentam consideravelmente. Quem não quer permanecer por um bom tempo em um local no qual se sente seguro e valorizado?

Ou seja, a retenção de talentos é também um dos principais motivos que estão levando as empresas a investirem em bem-estar financeiro. 

É verdade, sim, que com o mercado tão aquecido, não é fácil manter os melhores especialistas em uma só empresa, mas esses incentivos com certeza fazem toda a diferença.

5. Menos pedidos de adiantamentos na folha de pagamento

Com a administração das finanças pessoais indo de vento em popa, automaticamente os pedidos de adiantamento dos colaboradores diminuem consideravelmente. 

Com isso, não acontecem mudanças inesperadas no planejamento da folha de pagamento. Além de economizar um tempo considerável da equipe de Recursos Humanos no gerenciamento que esses cálculos demandam.

6. Menos empréstimos consignados

Um dos empréstimos mais populares no Brasil é o consignado. Esse tipo de empréstimo tem como garantia parte do salário do colaborador, ou seja, o valor da parcela é descontado diretamente na fonte.

Com uma vida financeira desorganizada, os riscos de pedidos de empréstimos desse tipo aumentam muito. E, consequentemente, no final do mês o salário que de fato cai na conta do colaborador é muito menor.

É claro que esse problema não é culpa da empresa, que paga o salário integral mensalmente ao seu colaborador. 

Mas, o desconto dessas parcelas, que muitas vezes carregam juros exorbitantes, pode causar uma insatisfação tão grande nesse colaborador a ponto de fazê-lo relacionar esse desconto à empresa, por exemplo.

Por isso, garantir que todo o time permaneça com a vida financeira organizada, pode até mesmo fazer com que sensações não tão racionais sejam evitadas. Além, é claro, de evitar prejuízos aos seus funcionários. 

7. Recrutamento mais atraente

Com o mercado altamente aquecido, os empregadores estão buscando todas as opções disponíveis para atrair e manter os melhores talentos. 

Os benefícios oferecidos pela empresa são importantes e um fator decisivo para muitos candidatos no momento do recrutamento

Os benefícios podem ser a porta de entrada para profissionais diferenciados do mercado, que se importam em colaborar com o desenvolvimento da inovação e da transformação cultural das empresas, trazendo mais credibilidade para elas.

Com a oferta de um bom programa de bem-estar financeiro, por exemplo, a empresa mostra que valoriza os funcionários em potencial por meio de sua disposição de fornecer suporte para a vida financeira pessoal do seu time. 

E é importante sempre ter em mente que sentir-se valorizado é um requisito de trabalho comum entre os millennials.

8. Redução do absenteísmo

O absenteísmo, também conhecido como turnover, nada mais é que a alta rotatividade de colaboradores de uma empresa. 

É, na maioria das vezes, um grande problema, pois indica que a empresa não tem conseguido manter times estruturados por muito tempo. Ou seja, os colaboradores que entram na empresa, logo escolhem sair

Para melhorar esta questão, sem dúvidas o oferecimento de um programa de bem-estar financeiro é uma estratégia eficaz. Afinal, quem sabe se não são problemas financeiros que estão desestimulando os funcionários? Auxiliá-los nessa questão pode se tornar o grande diferencial que o fará escolher permanecer. 

>> Administrar o próprio dinheiro parece uma tarefa fácil, mas muitas vezes não é. Perder o controle das finanças pode causar diversos problemas, como dívidas a altos juros, por exemplo. Saiba como ser um bom administrador do seu próprio dinheiro e evite esses problemas. <<

Mas… por onde começar?

Uma das maiores dúvidas das empresas em relação à aplicação de um programa de bem-estar financeiro é: por onde começar? 

Sobre isso, em entrevista para o portal Consumidor Moderno, Haroldo Eiji Matsumoto, sócio-diretor e consultor da Prosphera Educação Corporativa (consultoria multidisciplinar especializada em gestão de negócios), orienta:

“Vale a pena aplicar uma pesquisa de clima organizacional e, dentro das questões levantadas, a gestão financeira pessoal e nível de endividamento dos colaboradores. Assim, será possível traçar perfis e cargos para formar turmas homogêneas e a abordagem do assunto respeitar o nível escolar e a capacidade cognitiva.

Desta forma, o programa é adaptado para ser o mais compreensível possível e visa trazer os resultados da melhoria de qualidade de vida e  bem-estar esperado. 

Um dos cuidados que recomendo é que não peça para o gerente financeiro fazer palestras ou ministrar cursos. Uma coisa é gerenciar a tesouraria da empresa e a tomada de decisão. A outra é sensibilizar uma pessoa dos cuidados que ela deve ter com as finanças dela e como pode melhorar e controlar.

Por último, feito o programa de financial wellness, vale aplicar outra pesquisa para avaliar o grau de aplicação no dia a dia das pessoas e quais os benefícios que estão colhendo com a dedicação e cuidado financeiro.”

Quanto à motivação

Abordando pontos ainda mais interessantes e profundos em relação às motivações que as empresas devem levar em consideração, o especialista alerta:

A educação financeira para seus colaboradores é o caminho ideal. Não se trata de pagar mais com aumento de salários e benefícios, pois ele, na verdade, precisa saber utilizar com responsabilidade. Quando a empresa investe nessa questão com cursos, palestras e orientações, o colaborador consegue evitar melhor endividamentos.

Outro benefício é a segurança financeira a partir do momento que ele controla seus gastos, pode começar a guardar e preparar um fundo de emergência para qualquer situação. Seja na saúde ou na queda de renda, o colaborador não entra em desespero se isso acontecer.

Por fim, quando o colaborador consegue se programar para projetos e sonhos maiores como, por exemplo, a conquista da casa própria, a faculdade do filho, a viagem dos sonhos e a aposentadoria na terceira idade, ele vê a organização como um caminho para estabilidade e qualidade de vida”.

Interessante como um programa de bem-estar financeiro incentiva todo um processo de mudança de hábitos, não é mesmo?

E o resultado é muito claro: Incentivar a realização de projetos e sonhos dos colaboradores impacta diretamente na qualidade da performance da empresa como um todo.

Impactos direto nos resultados

Como vimos, as motivações que levam as empresas a investirem em um bom programa de bem-estar financeiro estão diretamente ligadas à melhora de performance em absolutamente todos os níveis. 

No ambiente de uma empresa, ter pessoas física, emocional e financeiramente saudáveis é essencial para o desenvolvimento de toda a cadeia de trabalho. 

O profissional saudável produz um trabalho de qualidade. O trabalho de qualidade traz bons resultados à empresa. A empresa com bons resultados pode oferecer ainda mais recursos para a qualificação e o bem-estar de seus profissionais. 

E dessa forma cíclica e fluida, além de garantir que a empresa produza muito lucro e riqueza, o empregador também pode se tornar uma referência de gestão positiva e inspiradora para todo o mundo. 

 

Agora que você já sabe como pode ser benéfico para a sua empresa ter um programa de bem-estar financeiro, não deixe de conferir nosso artigo Como criar um programa de bem-estar financeiro na sua empresa e desenvolva logo o seu!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.