investimentos Banco do Brasil

Conheça as 5 opções de investimentos Banco do Brasil

Todo mundo tem problemas com dinheiro, e todo mês tenta tenta economizar para pagar os boletos e ainda ter alguma sobrinha. Entretanto, de nada adianta sobrar dinheiro se você não souber o que fazer com ele. Nesse caso, os investimentos Banco do Brasil podem ajudar.

A prática de poupar no Brasil ainda é baixa. Segundo pesquisa realizada pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), apenas 33% dos brasileiros guardaram alguma quantia em 2018.

O levantamento apontou ainda que 47% das pessoas que pouparam investiram em algum produto bancário. Em outras palavras, o índice de investidores vem crescendo ao longo dos anos, porém, nem todos conhecem as variadas opções de investimento disponíveis no mercado.

Uma das melhores opções para as pessoas físicas são os investimentos Banco do Brasil, uma das mais tradicionais instituições financeiras do país. Mas para saber no que investir, é importante que cada um conheça seu perfil de investidor: conservador, moderado ou agressivo.

Os investimentos podem ser de alto, moderado ou baixo risco, que determinam as suas chances de perder o dinheiro aplicado. Quanto maior o risco, maiores as chances. Neste artigo vamos conhecer algumas opções de investimentos Banco do Brasil. Confira!

As melhores opções de investimentos Banco do Brasil

Para facilitar sua escolha na hora de fazer o seu dinheiro trabalhar por você, vamos elencar as cinco principais formas de investimentos Banco do Brasil.

  1. Caderneta de Poupança
  2. Certificado de Depósito Bancário (CDB)
  3. Tesouro Direto
  4. Letra de Crédito Imobiliário (LCI)
  5. Fundos de Investimento

Entenda melhor como funciona cada um dos investimentos Banco do Brasil e faça uma escolha consciente.

1. Caderneta de Poupança

A mais conhecida da população brasileira é a caderneta de poupança, porém, é também a que tem menor rendimento para o investidor. É uma opção de baixo risco e que não há necessidade de declaração em Imposto de Renda.

Apesar da caderneta de poupança ser segura, com taxa de rendimento fixa mensal, o dinheiro corre o risco de desvalorização ao final de um período, se considerar a inflação do momento.

2. Certificado de Depósito Bancário (CDB)

Esse é um dos bons investimentos Banco do Brasil para quem sabe que poderá utilizar o dinheiro investido a qualquer momento. O CBD é um título de crédito, que você adquire diretamente da instituição financeira.

Resumidamente, ao adquirir um título de crédito você empresta dinheiro ao banco e, após um tempo, receberá de volta com juros aplicados. O valor mínimo de investimento é de R$500 e há necessidade de declaração de Imposto de Renda (taxa regressiva de 22,5% até 15%).

Nos investimentos Banco do Brasil, são três tipos diferentes de CDB: BB CDB DI, BB CDB Pré e BB CDB Estilo. A primeira segue as taxas da CDI (Certificado de Depósito Interbancário) e não apresenta possibilidade de perder dinheiro, sendo indicada para um perfil mais conservador.

Já a BB CDB Pré, você sabe ao adquirir o título qual o valor de juros que irá receber ao final do investimento. O ponto negativo desse tipo de CDB é que com o aumento da inflação pode haver perda para o investidor.

O BB CDB Estilo também possui juros diários. A diferença é que há liquidez diária, ou seja, é possível fazer saques a qualquer momento. Os juros são indexados pela CDI, com porcentagens definidas de acordo com o dia do investimento.

Trata-se de uma forma de investimento segura com garantia de Fundo Garantidor de Crédito (FGC) para valores de até R$250 mil, sem taxa de administração.

3. Tesouro Direto

Uma das diferenças entre o CDB e o Tesouro Direto é que nessa categoria o investidor adquire um título do tesouro nacional. Isso significa que ao invés de emprestar dinheiro para o banco, o empréstimo vai para o governo.

Para investir no Tesouro Direto, que é um rendimento de renda fixa, é necessário abrir uma conta em uma corretora ou banco. É possível fazer esse investimento pelo Banco do Brasil. Para isso, é preciso desembolsar no mínimo R$30.

Você pode comprar frações (a partir de 1% do valor) ou títulos inteiros, porém, nunca pode investir menos que o valor mínimo determinado. Após abrir a conta no banco, já é possível comprar títulos do tesouro nacional pela internet.

É um investimento mais atrativo a longo prazo, para quem não tem pressa de resgatar o dinheiro. Você, geralmente, pode vender os títulos quando necessário, mas é necessário avaliar os prazos de cada um.

Além disso, existe pagamento de imposto sobre o rendimento (taxa regressiva de 22,5% até 15%).

4. Letra de Crédito Imobiliário (LCI)

O título de crédito LCI é utilizado pelos bancos para captar recursos para financiar empreendimentos imobiliários. É um tipo de investimento seguro, inclusive por contar com garantia do FGC, no valor máximo de R$250 mil.

A taxa nos investimentos Banco do Brasil é pós-fixada e varia de acordo com o CDI. Por isso, a rentabilidade do investimento depende do CDI do momento da aplicação. O valor mínimo para investir pode variar, mas, costuma ser a partir de R$500.

Os investimentos Banco do Brasil nesse modelo possuem carência de 90 dias, ou seja, você só pode sacar o valor depois desse período. Inclusive, o saque precisa ser realizado em até dois anos ou o valor será creditado na conta corrente.

5. Fundos de Investimento

Trata-se de uma aplicação financeira, na qual vários investidores se unem para aplicar em um mesmo investimento. Cada investidor terá cotas proporcionais ao dinheiro aplicado.

Assim como nos demais, para fazer investimentos Banco do Brasil será necessário ter uma conta corrente. Existe opção de aplicar em fundos de baixo, médio e alto risco, com curto e longo prazos. Isso também vai depender do seu perfil de investidor.

O valor de aplicação pode variar entre R$50 e R$250 mil. Por isso, antes de investir o dinheiro que você poupou, faça uma análise detalhada das opções de investimentos Banco do Brasil e defina seu perfil de investidor.

 

Gostou desse texto sobre as opções de investimentos Banco do Brasil? Assine nossa newsletter e receba mais conteúdos de gestão de pessoas, gestão financeira e RH.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.