Independentemente da sua idade, é fundamental considerar desde já o melhor investimento para aposentadoria. Afinal, isso agrega mais controle ao seu futuro, ainda mais com os trâmites da reforma da previdência em andamento. Para ajudar você a tomar a melhor decisão, reunimos as melhores alternativas, como:

 

  • Tesouro Direto;
  • LCI e LCA;
  • Previdência privada;
  • Fundos de investimentos.

 

Com a reforma da Previdência Social ainda em trâmite, no Congresso Nacional, muitas pessoas foram levadas a um pensamento que, até então, era pouco considerado: o melhor investimento para aposentadoria.

Tudo porque o governo afirmou que, do jeito está, atualmente, muitos brasileiros sofreriam com os valores propostos de aposentadoria no futuro imediato. 

Portanto, que tal assumir o controle do seu próprio futuro, e começar agora mesmo? Para isso, acompanhe-nos ao longo desta leitura, e descubra quais são as melhores alternativas, para você decidir-se entre o melhor investimento para aposentadoria! 

Por que preocupar-se desde cedo com a aposentadoria?

Como destacamos, a reforma da previdência tem agitado o mercado e feito com que as pessoas se preocupem mais com o seu futuro. Afinal de contas, depender exclusivamente, da aposentadoria do INSS pode dificultar a realização dos seus objetivos devido às mudanças projetadas para o projeto.

Então, não conte antecipadamente que você vai preencher todos os requisitos da aposentadoria em algumas décadas. Isso é uma dependência perigosa — quem sabe, afinal de contas, o que o futuro nos reserva?

O próprio SPC já alerta: atualmente, 21% dos aposentados continuam trabalhando. E 47% deles, inclusive, buscam alternativas de renda extra. Agora, antecipando-se a isso, você adquire o conforto e a segurança desejados em um momento propício.

E, consequentemente, o futuro que aguarda você tem muito mais regalias e perspectivas de repouso ou de curtir a aposentadoria como bem entender.

Como planejar a sua aposentadoria?

A melhor forma de considerar o futuro financeiro sem grandes surpresas desagradáveis é iniciar, o quanto antes, o seu investimento para aposentadoria.

Para isso, tenha em mente algumas questões que podem ajudar a tirar do pensamento — ou mesmo do papel — esse tipo de planejamento. Responda para si:

  • o quanto você consegue poupar, todos os meses;
  • o mínimo de tempo que você tem à frente, ainda, até a sua aposentadoria;
  • a renda mensal que você deseja conquistar e ter, ao aposentar-se;
  • a idade que você pretende se aposentar.

Isso tudo importa porque, começando a poupar agora, em curto prazo, você já tem essas principais características devidamente calculadas. Uma espécie de segurança para saber, antecipadamente, o tipo de vida que você quer ter (e consegue almejar) durante os próximos anos — independentemente da sua idade atual.

Sem falar na perspectiva que isso traz para a sua rotina. Um plano de longo prazo permite que você tenha mais disciplina, foco e ambição contínuas para alcançar as suas metas sem perder a motivação.

 

Avalie os custos que você terá ao se aposentar

Em seguida, considere como vai ser a sua vida pós-aposentadoria. Além da renda, calcule os custos aproximados, mês após mês, para que não existam imprevistos.

Isso inclui também uma pequena reserva financeira. Por exemplo: se você consegue poupar 10% da sua renda todos os meses, tente estender para 1% a mais, e deixe essa quantia em um local separado e que nunca vai ser mexido.

Dessa maneira, todo problema que aparecer, lá na frente, você não vai ter o seu orçamento impactado porque será possível contornar os problemas com essa pequena reserva — ou seja: sem influenciar negativamente o seu investimento para aposentadoria. 

Qual é o melhor investimento para aposentadoria?

A melhor maneira para fazer valorizar a quantia poupada periodicamente é o investimento para aposentadoria. Uma maneira rápida e eficiente de aumentar os seus ganhos e garantir mais segurança aos montantes poupados. 

Tudo, é claro, pensado de acordo com os seus objetivos e perfil de investidor. E, se você ainda não sabe qual é, aproveite para fazer uma simulação de sua aposentadoria!

Para tanto, é fundamental compreender como funciona cada modalidade de investimento para que você consiga poupar para alcançar o seu objetivo principal no tempo estipulado — ou seja: tenha você 20, 40 ou 60 anos de idade.

Aqui vão algumas das melhores opções de investimento para aposentadoria!

 

Tesouro Direto

 

 

Essa popular modalidade de investimento para aposentadoria — e também funcional para outros objetivos financeiros — consiste na aquisição de títulos públicos em resposta a uma espécie de empréstimo que o investidor faz ao governo.

Vale dizer que essas ações, por sua vez, geram rentabilidade às pessoas (um retorno, portanto, ao “empréstimo” feito ao governo). 

Para quem está em busca de um bom investimento para aposentadoria, é bastante indicado o Tesouro IPCA, um tipo pós-fixado que rende a partir da somatória de juros pré-fixada, além da variação da inflação em todo o período que o dinheiro ficou investido.

Assim, a opção se mostra mais interessante para quem vai investir e “esquecer” esse dinheiro por um bom tempo. Além disso, quanto maior esse período investido, menores são os impostos a serem pagos por isso — um tributo feito de acordo com uma tabela regressiva, portanto.

 

LCI e LCA

Siglas para Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), elas também são títulos, só que atreladas aos setores imobiliário e do agronegócio, respectivamente. 

Aqui, no entanto, a rentabilidade dos títulos está associada ao CDI, que é um índice de referência da renda fixa. E, assim, o seu investimento para aposentadoria vai render de acordo com uma porcentagem específica desse indicador. 

Vale a pena conferir a disponibilidade desse tipo de investimento para aposentadoria — principalmente, se a rentabilidade estiver pertinho de 100% do CDI ou, quem sabe, ainda mais. 

E, se você está em busca de mais atrativos, a LCI e a LCA são isentas de Imposto de Renda para as suas aplicações — e que também são garantidas pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

 

Previdência privada

Mais um tipo de investimento para aposentadoria que está em alta. A previdência privada gera flexibilidade para que você considere um planejamento financeiro de acordo com os seus objetivos — ou, até mesmo, que se beneficie de um benefício corporativo que a sua empresa ofereça.

Assim, os depósitos ocorrem periodicamente no valor e na frequência que você pretende, ajudando na construção de uma estrutura financeira segura e estável.

Vale ter em mente, apenas, o cuidado com relação às taxas aplicadas pelas instituições (geralmente, estão em torno de 1%). Acima disso, os seus ganhos não vão ser tão compensadores. Até por isso, a previdência deve ser usada com bastante cautela.

 

Fundos de investimentos

Por fim, pode ser uma boa ideia explorar os fundos de investimentos, que são alternativas mais seguras para embarcar no setor imobiliário sem tantos risos. Isso porque o investidor tem opções distintas, como:

  • fundos de investimento em imóveis;
  • ações, com opções de acesso mais avançadas e diversificadas;
  • fundos de investimento multimercado e cambiais.

Tudo isso costuma ser administrado por um profissional especializado. Normalmente, de uma corretora de valores, cuja taxa tende a ser, no máximo, de 1%. Isso agrega uma oportunidade interessante até mesmo para quem conhece muito pouco a respeito de boas opções de investimentos.

E então, deu para entender como idealizar um bom investimento para aposentadoria? Queremos saber um pouquinho mais sobre os seus objetivos e, para isso, convidamos você a compartilhar os seus desafios e experiências no assunto, no campo de comentários deste post!