Intrapreneur

Intrapreneur: o que é e como usar o espírito empreendedor de um colaborador a favor do seu negócio

Inovar é fundamental para se destacar no mercado e conseguir novos clientes, mas não é algo simples de se fazer. Criar projetos surpreendentes vai muito além da tecnologia: é importante que cada iniciativa seja conduzida e pensada pelas pessoas que trabalham na empresa. E para isso, é preciso contar com colaboradores que tenham o perfil de Intrapreneur.

O conceito de Intrapreneur está diretamente relacionado com o tão falado senso de dono que as organizações tanto buscam atualmente.

Neste artigo, explicamos tudo o que você precisa saber para estimular esse espírito nos seus colaboradores. Quer saber mais? Confira a seguir!

O que é Intrapreneur?

Intrapreneur (intraempreendedor, em inglês) é o colaborador que empreende dentro da organização onde atua.

Esse tipo de perfil profissional é guiado pela vontade de inovar e superar desafios, fazendo pela empresa o mesmo que um empresário faria por sua startup.

Em uma definição mais romântica, pode-se dizer que são sonhadores que fazem.

Um dos maiores diferenciais do Intrapreneur é a sua visão de negócios.

Mesmo trabalhando como empregado, ele não olha para empresa como ela está, e sim para como ela deveria estar. É um perfil raro de ser encontrado, mas altamente requisitado pelas empresas atuais.

Com tudo isso em jogo, investir no intraempreendedorismo é a melhor estratégia para oxigenar as ideias do negócio. Estimular esse espírito na equipe:

  • garante o desenvolvimento de projetos criativos;
  • gera resultados positivos;
  • estimula a evolução profissional para os colaboradores.

Como estimular o espírito empreendedor nos colaboradores?

Tirar o máximo proveito do que um Intrapreneur tem a oferecer é um dos maiores desafios de lidar com esse tipo de colaborador. Porém, com as medidas adequadas, é plenamente possível oferecer as melhores condições de trabalho aos intraempreendedores. Veja abaixo algumas dicas valiosas de como fazer isso.

>> Uma das propostas do bem-estar no trabalho é promover a qualidade de vida na empresa! Para isso, criamos um e-Book recheado de dicas para criar um programa de qualidade de vida na sua empresa. Clique aqui e acesse agora mesmo!

1. Saiba identificar intrapreneurs

O intrapreneur costuma se diferenciar dos colegas de trabalho que não têm esse perfil. Via de regra, é uma pessoa que:

A diferença é que, enquanto o empreendedor é responsável por cuidar de toda uma operação, o intrapreneur utiliza o mesmo estilo de trabalho, para resolver demandas específicas.

Observe os seus funcionários no dia a dia e comece a reparar em quais deles têm esse espírito mais arrojado.

Saber identificar essas pessoas é o primeiro passo para desenvolver as características delas e aproveitar 100% do seu potencial.

2. Capacite a equipe

O fato de um profissional ter perfil empreendedor é uma vantagem, mas não é suficiente para garantir o sucesso dele como intrapreneur.

De nada adianta ter um projeto ambicioso para a empresas se os funcionários ainda não entendem como funciona o processo de gestão inovadora.

Por isso, é essencial investir treinamento e capacitação de funcionários. Treinamentos como foco em prototipagem e gestão do tempo são ótimos pontos de partida para contar com um ótimo time de intrapreneurs no futuro.

3. Dê autonomia

Intrapreneurs naturalmente:

  • assumem a responsabilidade pela inovação dentro da organização;
  • são vistos como agitadores, subversivos e inquietos;
  • dificilmente se limitam a executar projetos dentro das coordenadas dadas.

Têm a sua própria maneira de fazer as coisas e isso deve a ser respeitado.

Jamais tente fazer com que o intraempreendedor trabalhe fora das suas características.

Dê espaço para que ele:

  • sugira novas ideias;
  • corra riscos calculados;
  • enfrente seus desafios.

Para inovar, é preciso valorizar o colaborador, dando-lhe espaço para:

  • criar;
  • tomar decisões;
  • assumir responsabilidades.

Tudo isso, é claro, entendo os limites da organização para não prejudicar a saúde financeira do negócio.

Sem a devida autonomia, o caminho natural do funcionário com alma empreendedora é pedir as contas e abrir o próprio negócio. Mas, se a empresa oferecer as condições de trabalho adequada, ele se sentirá motivado a permanecer e se tornará um dos maiores aliados da organização.

4. Permita que o intrapreneur conheça a fundo o negócio

O intrapreneur deve conhecer tudo sobre as engrenagens do empresa, desde a conduta de negócios até o fluxo de caixa.

Só assim será possível traçar boa estratégias e criar produtos, serviços e sistemas realmente inovadores.

No fundo, é tudo uma questão de lógica: você não pode mudar o que você não conhece.

Uma das melhores medidas para fazer isso acontecer é promover o job rotation.

Nesse conceito, o funcionário passa por todas as áreas do negócio, atuando por um tempo em cada uma. Ao ver de perto os processos e rotinas dos departamentos, o colaborador ganha um conhecimento ímpar sobre como a empresa funciona.

5. Esteja aberto à inovação

Toda empresa diz que quer inovar, mas na prática a história é bem diferente.

Em muitos casos, os líderes da organização não têm a visão ou a coragem necessários para colocar em prática as ideias de seus intrapreneurs. E isso pode custar muito caro para o negócio.

O caso Kodak é um ótimo exemplo. Como funcionário da empresa, o engenheiro elétrico Steven Sasson criou a primeira câmera digital da história em 1975. Porém, a alta cúpula enxergava a ideia como uma ameaça para o negócio da empresa, que era de fotos impressas.

Embora Steven tenha sido autorizado a desenvolver um protótipo, ele ficou na gaveta. Mesmo depois de melhorado, nunca foi lançado pela empresa.

Resultado: as câmeras digitais tomaram o mercado nos anos 2000, sem que a Kodak participasse dessa revolução. Em 2012, a empresa declarou falência por não estar preparada para competir no mercado de tecnologia digital.

A lição que fica é: apoie ideias dos seus intrapreneurs.

Tenha visão para estar um passo à frente, sem se apegar aos modelos que funcionam atualmente ou fizeram sucesso no passado. Nenhum negócio sai do lugar sem assumir riscos, por isso não hesite em ser inovador e criativo.

Sua empresa tem algum intrapreneur na equipe?

Com as dicas que apresentamos por aqui, você com certeza vai conseguir estimular esse espírito na sua equipe e conseguir ótimos resultados. Basta acreditar no potencial dos colaboradores e capacitá-los para criar projetos diferenciados e inovadores!

Para ter um departamento de RH capaz de identificar e gerenciar um colaborador Intrapreneur, é preciso que funções rotineiras do setor sejam automatizadas, por isso aproveite e conheça também a plataforma de Recursos Humanos que vai ajudar sua empresa a ter uma gestão de pessoas muito mais eficaz. Com a Xerpa sua empresa terá acesso a benefícios como:

  • reduzir o tempo nos seus processos de admissão de desligamento de funcionários;
  • ter um processo mais claro e seguro;
  • evitar penalizações, multas ou qualquer risco relacionado à questões legais e gestão de informação da empresa.

Xerpa é a única que entrega uma experiência incrível e ainda resolve o problema real que o cliente tem. Fale com um especialista e descubra como reduzir 30% dos custos do seu RH.

Gostou do post? Não se esqueça de nos seguir nas redes sociais! Assim, você recebe em primeira mão todos os nossos conteúdos sobre gestão de pessoas. Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.