integração de sistemas de negócios

Motivos pelos quais sua empresa deveria investir na integração de sistemas de negócios

Por meio da integração de sistemas de negócios, o seu RH consegue ainda mais agilidade, produtividade e precisão na tomada de decisão. Afinal de contas, os dados integrados permitem insights eficientes para o desenvolvimento sustentável da empresa, focando no crescimento de todos os setores, mais e mais integrados.

 

Eficiência, hoje em dia, tem tudo a ver com uma boa integração de sistema de negócios. Afinal, uma vez que as tecnologias permitem novos insights com base nesse cruzamento de dados, a sua empresa vai longe quando faz o mesmo em diferentes setores produtivos. O RH está incluso nessa lista, com certeza.

Só que um ponto que levanta a atenção de muitos especialistas é: se o RH lida exclusivamente com pessoas, e não com os dados gerados por computadores, por que se preocupar com a integração de sistema de negócios?

Pense, por um instante, que a produtividade dos colaboradores pode ser monitorada, bem como o absenteísmo deles e, até mesmo, o engajamento das equipes e o índice de rotatividade na empresa, entre outras métricas.

Com isso, fica evidente que a preocupação com a integração de sistemas de negócios pode estar no topo da lista de suas implementações em curto prazo. Confira, aqui, tudo a respeito do assunto!

Por que aplicar a integração de sistemas de negócios?

A integração de sistemas de negócios faz com que o seu RH assuma um papel mais estratégico na empresa. Monitorar as métricas citadas na abertura deste artigo já permite uma elucidação clara desse benefício.

No entanto, muitos especialistas logo associam o conceito à necessidade em ter tudo integrado em uma só plataforma. E o equívoco pode residir aqui, ainda que a integração seja altamente recomendada.

E sabe por quê? Uma só solução, que aborde todas as atividades do RH, dificilmente vai ser uma boa ferramenta em todas as nuances necessárias.

Tomemos como exemplo a solução da Xerpa, cujo software lida muito com a jornada do colaborador, mas abre espaço para a integração de sistemas de negócios com outras ferramentas do setor.

Assim, você adquire mais flexibilidade e versatilidade para lidar com as funções e objetivos do setor sem depender, exclusivamente, de um só instrumento para isso tudo.

Sem falar que você pode cruzar as informações com ferramentas específicas de outras áreas. Aí vai mais um exemplo: você pode ter uma integração de sistemas de negócios entre o software que lida com a folha de pagamento e uma integração inteligente com a solução do seu departamento de contabilidade.

Consegue imaginar os benefícios disso?

O que considerar ao investir nesse tipo de tecnologia?

O primeiro ponto a ser observado é, justamente, aquele que foi abordado no tópico anterior: quais dados podem ser relevantes para um ou mais departamentos. Assim, a integração de sistemas de negócios se torna, de fato, relevante para o desenvolvimento da empresa.

Dessa maneira, os colaboradores não precisam preencher os mesmos dados mais de uma vez. Com a integração, RH e contabilidade — apenas para seguir com o exemplo citado anteriormente — só precisam checar as informações compartilhadas e encaminhar o trabalho para a etapa seguinte.

Para que obtenha sucesso na integração de sistemas de negócios, a sua empresa deve:

  1. começar pelo mapeamento de dados que passam pelos departamentos;
  2. em seguida, identificar as soluções que permitam a integração de sistemas de negócios;
  3. em seguida, avaliar quem são os responsáveis pela inserção — e o monitoramento — desses dados.

Assim, a empresa deixa de sofrer com riscos e imprevistos, além do desencontro de informações. Com a tecnologia certa para explorar os dados estrategicamente, a sua empresa deixa de fazer “apostas”: a decisão vem acompanhada de certezas para acompanhar as performances dos seus objetivos e de tarefas do dia a dia, como a já citada folha de pagamento e o controle de ponto, entre outras atividades.

 

Pontos importantes para a decisão de investir na integração de sistemas de negócios

Confira quais outras questões devem ser consideradas antes de você apostar em uma integração de sistemas de negócios desenfreadamente:

  • a API aberta consiste em um tipo de tecnologia que permite a personalização de integração entre sistemas. Se a solução tem esse produto inserido na sua programação, você consegue dialogar facilmente com outros softwares e, assim, ter uma integração maior entre os sistemas da sua empresa;
  • um sistema de verificação do fluxo de tarefas. Trata-se de um modelo que aponta quais integrações podem ser realizadas, personalizando o tipo de ação a ser realizada quando ocorrer o cruzamento entre os dados programados entre ambos os softwares;
  • plugins que são as atualizações de cada tipo de sistema que você utiliza. Por meio deles, a personalização dos sistemas é cada vez maior, e de acordo com os seus objetivos e necessidades.

Entenda, então, que a integração de sistemas de negócios é fundamental, hoje em dia, para a assertividade de toda a empresa e a uniformidade no direcionamento de objetivos — e na jornada até eles.

Por isso, gostaríamos de expandir essa discussão com as suas opiniões: sua empresa já lida com esse tipo de tecnologia entre os sistemas utilizados entre os departamentos? Quais foram os desafios enfrentados e quais são os benefícios que você vê nessa prática? Escreva pra gente, no campo de comentários!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.