índice de absenteísmo aceitável nas empresas

Qual é o índice de absenteísmo aceitável nas empresas?

Em excesso, as faltas dos seus colaboradores sobrecarregam os outros membros de suas respectivas equipes e reduzem a capacidade produtiva da empresa.

Consequentemente, os lucros são menores e, se não investigada as causas para tantas ausências, os gestores podem ter um problema acumulativo nas mãos.

É por isso que o RH deve saber, antecipadamente, qual é o índice de absenteísmo aceitável nas empresas. Com base nesse valor, há como mensurar o que são as faltas de baixo impacto e quais são potencialmente prejudiciais para todos os envolvidos.

Confira conosco, então, uma maneira de considerar o índice de absenteísmo aceitável nas empresas e entenda como reduzir esse número elevado de faltas — justificadas ou não!

O que é absenteísmo?

Como destacado anteriormente, o absenteísmo é o volume de faltas que os colaboradores acumulam em determinado período.

Não confundir, por exemplo, com o presenteísmo, que é a presença física do funcionário, no dia de trabalho, mas ausente “mentalmente”. Ou seja: sem foco, concentração e motivação.

O problema, portanto, não está em uma ou outra falta, mas no descontrole de ausências que geram infortúnios de toda espécie para a organização. Quer ver só?

Como isso impacta a empresa?

Quando não se sabe o índice de absenteísmo aceitável nas empresas, essa linha se torna imensurável para o RH, incapacitado de entender quando as faltas são um problema.

Mas, no geral, isso pode ser percebido de maneira gradual, no dia a dia, com base nos prejuízos que esse descontrole pode causar, como:

Ou seja: uma situação que pode fugir, mesmo, do controle dos gestores e do RH se não estiver devidamente monitorada.

>> A Xerpa elaborou uma Planilha que pode ajudar – e muito – a sua empresa no controle do absenteísmo e nos custos que ele gera para a sua empresa. Clique aqui e acesse agora! Ah, você pode baixá-la para compartilhar com os seus colegas também.

Qual é o índice de absenteísmo aceitável nas empresas?

Todo caso de falta — justificada ou não — deve ser analisado pelo RH e, também, pelo líder de cada setor. Afinal de contas, algumas questões devem ser relevadas.

Mesmo assim, o controle deve ser feito para saber, exatamente, quando o problema de faltas tem alguma motivação extra — como a desmotivação e o desejo de sair da empresa.

Portanto, confira uma maneira prática de calcular e, assim, entender qual é o índice de absenteísmo aceitável nas empresas para saber se o seu ambiente de trabalho passa por um problema ou uma situação recorrente, apenas!

Como calcular o índice de absenteísmo na empresa?

A fórmula para entender o índice de absenteísmo aceitável nas empresas é o seguinte:

Total de horas ausentes * 100 / total de horas trabalhadas de um funcionário.

Com isso, você tem uma porcentagem que deve ser analisada dentro do período de avaliação desejado por vocês.

A calculadora abaixo faz o cálculo completo do índice de absenteísmo da sua empresa. Descubra:

 

No geral, o índice de absenteísmo aceitável nas empresas gira em torno de 3 a 4% mensalmente.

Além disso, especialistas apontam que zerar esse índice é, praticamente, impossível. Afinal, os motivos de preocupação que justificam uma ausência (como a desmotivação) são complementados por questões que não podem ser controladas, como um acidente sofrido por um de seus funcionários.

Portanto, convém ficar de olhos abertos às oscilações desse índice de absenteísmo aceitável nas empresas para identificar as situações que podem ser remediadas. E é justamente esse o foco do nosso tópico seguinte!

Como reduzir o absenteísmo?

Agora que já entendemos o índice de absenteísmo aceitável nas empresas, e como calculá-lo, é hora de entender os esforços que podem ser empreendidos para manter essa média. Veja só:

Estabeleça e mantenha um bom clima organizacional

Quando o absenteísmo é motivado por um ambiente de trabalho tóxico, é importante avaliar a percepção de todo o quadro de funcionários a respeito do clima organizacional.

Observe, ainda, que um ambiente tóxico pode surgir a partir de muitas variáveis, como:

  • pressão contínua e exagerada por resultados;
  • desrespeito entre os colegas ou pelo próprio gestor;
  • bullying;
  • assédios;
  • falta de perspectiva profissional.

Descobrir quais fatores estão influenciando o clima organizacional é um bom ponto de partida para, então, solucioná-los e reduzir o absenteísmo naturalmente.

Trabalhe continuamente a comunicação interna

Fofocas, especulações e uma série de informações conflituosas geram mal-estar, entre os colaboradores, que sentem-se deslocados dos rumos que a empresa toma.

Consequentemente, os colaboradores se afastam das metas propostas, dos objetivos traçados e até mesmo de suas obrigações, considerando que a empresa não compartilha nada com eles.

Por isso, uma organização que foca em comunicação interna tem mais chances de reduzir o absenteísmo. E, principalmente, porque inclui os colaboradores nas decisões e, até mesmo, nas estratégias e rumos propostos, o que amplia o espírito de colaboração.

Desenvolva um plano de carreira

Falta de perspectiva, como acima mencionado, também um problema capaz de desequilibrar o índice de absenteísmo aceitável nas empresas.

A resolução, portanto, consiste em minimizar o ruído por meio de um plano de carreira que envolva todos os colaboradores.

Com isso, eles vão saber quais rumos as suas carreiras podem tomar, até onde podem crescer na empresa e, principalmente, o que precisam fazer para desenvolverem-se internamente.

Crie uma rotina de avaliações de desempenho

Complementar à dica anterior, a avaliação de desempenho é determinante para reduzir o elevado absenteísmo corporativo.

E sabe por quê? Porque os feedbacks ajudam a orientar o profissional a respeito de situações que prejudicam o seu desenvolvimento. Algumas das quais, inclusive, ele talvez nem tenha ideia que pratica no dia a dia.

Além disso, as avaliações aproximam o gestor e o RH e os funcionários, entendendo-os cada vez mais para propor e antecipar soluções para eventuais problemas — como outras situações que estimulem o desequilíbrio no índice de absenteísmo aceitável nas empresas.

Promova a qualidade de vida dos seus funcionários

Por fim, convém esforçar-se para tornar o ambiente de trabalho ainda mais qualitativo e focado no bem-estar dos profissionais.

Isso implica o diagnóstico do perfil dos colaboradores para que o RH e as lideranças desenvolvam estratégias personalizadas, que mudem, de fato, os hábitos das pessoas. Algumas opções para isso:

É importante identificar os métodos que mais obtêm o engajamento dos colaboradores, para que as ações surtam o efeito esperado.

Com isso, vai ser muito mais fácil a manutenção do índice de absenteísmo aceitável nas empresas, tenha a certeza disso!

 

Agora, para complementar tudo o que vimos aqui e fortalecer ainda mais a reputação da sua marca, aproveite para curtir a nossa página no Facebook e seguir-nos no Instagram, Twitter e LinkedIn! Assim, você vai saber em primeira mão muitas outras dicas e novidades para qualificar o RH da sua empresa!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.