indicadores de desempenho

Indicadores de desempenho: o que são e por que usá-los?

Indicadores de desempenho ou KPIs (Key Performance Indicator) são ferramentas métricas de gestão que avaliam os resultados de determinada atividade empresarial, visando identificar problemas e orientar soluções pautadas pelo planejamento estratégico.

 

A realidade competitiva do mundo dos negócios exige mecanismos de gestão cada vez mais eficientes, que ofereçam recursos inteligentes para potencializar a produtividade e reduzir custos. Neste cenário, analisar a performance do negócio é indispensável para que o gerenciamento seja efetivo. Indicadores de desempenho são recursos estratégicos para otimizar essa direção.

Com tais dados, os gestores têm uma visão mais abrangente dos processos internos da empresa e podem tomar decisões com mais precisão e assertividade.  

Neste post vamos explicar detalhadamente o que são esses indicadores de desempenho, e mostrar qual a sua importância para o sucesso de um negócio. Confira!

O que são indicadores de desempenho?

Indicadores de desempenho são ferramentas métricas que apresentam dados quantitativos e qualitativos da performance de uma empresa, seja por meio de projetos, setores ou da organização como um todo.

Eles são capazes de mensurar o cumprimento das metas estipuladas no planejamento, por isso são tão importantes para a tomada de novas decisões.

Com as informações de desempenho expostas, os gestores são capazes direcionar ações que gerem rendimentos mais eficazes. E assim, promover um alinhamento estratégico, que coloque todos os níveis hierárquicos da empresa na mesma direção.

Existem diversos tipos de indicadores de desempenho, tais como de qualidade, vendas, financeiro, satisfação, dentre muitos outros, que vamos explorar mais adiante.

Como funcionam os indicadores de desempenho?

Para potencializar resultados, não basta saber o que são os indicadores. É preciso entender qual a sua importância para o negócio, alinhá-los às estratégias organizacionais e acompanhá-los. Caso contrário, serão somente números.

Antes de mais nada, o momento que a empresa está passando deve ser analisado com cautela. Assim, os indicadores mais adequados para medir o desempenho de cada objetivo podem ser definidos. 

Não existe uma quantidade ideal de indicadores, cada caso é um caso. O tamanho da organização, ramo de atuação e, principalmente, as metas influenciam nessa escolha.

Uma dica inicial é definir de 5 a 10 indicadores que estejam relacionados a capacidade da empresa. Assim, o fluxo de trabalho pode ser observado e os avanços ou recuos analisados.

Entendido as aplicações e o papel dos indicadores de desempenho para potencializar o negócio, novas métricas podem ser implantadas para transformar o rendimento de toda empresa. 

Quais são os tipos de indicadores?

Existem diversos tipos de indicadores de desempenho. Confira os mais comuns:

 

1. Indicador de Produtividade

Aqui, a produtividade de cada colaborador pode ser analisada. As horas trabalhadas, por exemplo, podem ser um ponto de referência.

 

2. Indicador de Faturamento

Esse indicador relata quanto a empresa gerou em vendas. Mas está ligado à receita bruta, portanto não considera o abatimento de custos. É um bom indicador para mensurar os produtos mais e menos promissores. 

 

3. Indicador de Vendas x Oportunidade

Aqui, a empresa estuda os gargalos existentes do seu funil de vendas. E assim, os motivos que levam os clientes a efetivarem ou desistirem da proposta são analisados.

 

4. Indicador de Marketing

Esse indicador ajuda a empresa a entender qual o seu posicionamento diante do mercado. Assim, sua abordagem de divulgação pode ser avaliada.

 

5. Indicador de Qualidade

A satisfação dos clientes é o foco desse indicador. Os pontos que a empresa peca no atendimento ao cliente e os que ela impressiona são estudados. Assim, a retenção de clientes é otimizada.

 

6. Indicador de Recursos Humanos

Aqui, a satisfação do colaborador que é avaliada. O nível de turnover, absenteísmo, treinamento, entre outros, são considerados.

 

7. Indicador de Turnover

O índice de rotatividade dos colaboradores é mensurado com esse indicador. Por isso, problemas relacionados às condições de trabalho e à cultura da empresa podem ser identificados. Portanto, o motivo que faz os funcionários desistirem de atuar na empresa são abordados.

 

8. Indicador de Capacidade

Esse indicador mensura a capacidade de resposta a um processo. O quanto a empresa entrega num determinado intervalo de tempo é estimado com esse indicador.

 

9. Indicador de Lucratividade

Aqui, a relação percentual entre o lucro e as vendas totais da sua empresa são mensurados. 

 

10. Indicador de Rentabilidade

Esse indicador aborda a relação percentual entre o lucro e o investimento feito na empresa.

 

11. Indicador de Capacidade Instalada

Este indicador está ligado a demanda de produção da empresa, considerando a sua estrutura. Entendendo a sua capacidade instalada, o gestor pode otimizar a infraestrutura da empresa.

Como escolher os melhores indicadores de rendimento?

Para escolher os mais adequados, a empresa deve dividir seus indicadores em duas categorias:

 

Indicadores de Estratégia

Os indicadores de perfil estratégico mensuram objetivos de médio e longo prazo. Grosso modo, esses indicadores envolvem todos os fatores que impactam diretamente na capacidade da empresa manter-se lucrativa.

 

Indicadores de Processos

Já os de processos, avaliam como uma rotina interna está sendo executada. Grosso modo, esses indicadores mensuram a qualidade dos processos internos e a performance da infraestrutura.

Categorizando corretamente as metas organizacionais, os indicadores mais eficientes serão facilmente definidos.  

Além disso, é importante considerar o perfil do negócio. A área de atuação das empresas influenciam na escolha dos indicadores de rendimento.

Uma empresa de logística, por exemplo, precisa de métricas que avaliem a sua capacidade de entregar produtos com qualidade. Por isso, o volume de entregas, o cumprimento de prazos, o tempo gasto com cada serviço, são indicadores a serem considerados.

Quais os benefícios dos indicadores para as empresas?

A gestão eficiente de processos e o alinhamento de objetivos são os principais ganhos que uma empresa tem ao implantar indicadores de desempenho

Com um panorama real do momento da empresa, os problemas e erros podem ser identificados, facilitando a busca por soluções. Os gestores ganham um norte para implementar ações corretivas mais eficientes. A capacidade organizacional é ampliada.

Além disso, como os processos internos são avaliados criteriosamente, é possível reconhecer os funcionários desmotivados ou que apresentam dificuldades para exercer suas tarefas. Assim, o gestor consegue desenvolver um plano personalizado de capacitação para a sua equipe de trabalho. 

Os indicadores de rendimento permitem rastrear e acompanhar o andamento de qualquer projeto que a empresa desejar. As suas informações mais relevantes são disponibilizadas para otimizar o rendimento e a lucratividade.

Com um plano preventivo como esse implantado com qualidade, alinhado às metas do planejamento estratégico, a empresa pode atingir os melhores resultados a médio e longo prazo, ganhando vantagem competitiva.

Faça um estudo criterioso do momento da sua empresa, defina seus indicadores de rendimento e ponha o seu negócio a frente da concorrência.

 

Gostou? Então, siga a Xerpa nas redes sociais Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn e veja mais conteúdos como esse!

 

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.