Ter uma identidade forte é fundamental para o sucesso de uma empresa. É isso o que faz os colaboradores criarem senso de pertencimento e se tornarem mais engajados nos objetivos do negócio. Nesse cenário, a identificação da cultura organizacional é um passo importante para construir a imagem da marca para todos os seus públicos.

O que isso significa? Ao moldar a cultura, é preciso definir quais são os aspectos necessários para criá-la. Pensando nisso, listamos neste artigo tudo o que você precisa saber para alcançar esse objetivo. Quer saber mais? Continue conosco!

O que é cultura organizacional?

Cultura organizacional é o conjunto de valores e crenças que definem o perfil de uma empresa. Está presente no comportamento dos funcionários, políticas e processos do dia a dia. Em outras palavras, é o DNA da companhia, que define como a marca se posiciona e é reconhecida no mercado.

A cultura deve ser construída pelo RH junto com os gestores da empresa, e depois disseminada entre os demais colaboradores.

Para que ela se fortaleça, a participação de toda a equipe é essencial. Por isso, é necessário contratar profissionais alinhados aos mantras, objetivos e missões propostas pela identidade do negócio.

Quando os funcionários se identificam com a cultura organizacional, o time se torna mais engajado e motivado. Isso se reflete na satisfação com o ambiente de trabalho e no desempenho profissional, o que a aumenta a produtividade.

Além disso, profissionais que gostam do lugar onde trabalham se tornam porta-vozes espontâneos da empresa. Isso ajuda a melhorar o reconhecimento da marca como empregadora e sua reputação entre clientes e parceiros.

Quais fatores são importantes para a identificação da cultura organizacional?

A identificação da cultura organizacional deve levar em conta alguns aspectos básicos. Confira a seguir os principais.

Definição de missão e valores

A declaração de missão, visão e valores da companhia é importantíssima na identificação da cultura organizacional. Ela traduz em palavras o DNA da empresa, para que ele seja facilmente absorvido pelos públicos interno e externo. Dessa forma, é criado um posicionamento institucional que se relaciona com a imagem pretendida pela companhia.

Esses três pilares devem ser definidos sob um guarda-chuva mais amplo: o propósito da organização. Ele é o principal responsável por inspirar as pessoas, definir por quê a empresa existe, para onde vai e quais princípios jamais serão abandonados.

Coloque o discurso em prática

Colocar o discurso em prática é outro passo fundamental na identificação da cultura organizacional.

Se o propósito da empresa é ter foco na satisfação dos clientes, crie rituais que reforcem esse objetivo no dia a dia. Nesse caso, você pode recompensar os colaboradores melhor avaliados pelos clientes ou estabelecer novos canais de comunicação, entre outras alternativas.

Com isso, a cultura se forma cada vez mais sólida na mente dos funcionários, mesmo que de forma inconsciente. Além disso, a empresa não cai na armadilha de pregar um comportamento e agir de outra forma.

Quando isso acontece, os líderes perdem credibilidade com a equipe, o que torna o desenvolvimento da cultura muito mais difícil.

Crie a persona do colaborador ideal

Contratar funcionários com aderência ao propósito, missão e valores da empresa é mais um aspecto a ser considerado na construção da cultura organizacional.

Para isso, uma boa dica é criar a persona do colaborador ideal:

  • quais são suas habilidades?;
  • Como ele pensa?;
  • O que ele almeja?.

Faça uma lista das características mais importantes que você busca nos membros da sua equipe e selecione candidatos seguindo esse direcionamento.

Durante o recrutamento, não avalie apenas a formação e experiência dos profissionais, mas também seus valores como indivíduo.

Assim você evita contratar alguém que será demitido rapidamente por não ter fit cultural. Com isso, a rotatividade diminui e a mesma equipe é mantida por muito mais tempo.

Trace objetivos de médio e longo prazos

Imediatismo não combina com identificação da cultura organizacional. Criar ou mudar uma cultura não é algo que acontece da noite para o dia, pois exige muito esforço e planejamento.

Para incentivar hábitos duradouros entre os funcionários, é preciso traçar metas de médio e longo prazo. Assim, as pessoas têm tempo para entender os objetivos e assimilarem os novos comportamentos.

Que ações promover para que os colaboradores identifiquem a cultura organizacional?

Além de identificar fatores que ajudem a construir a cultura organizacional, o RH também deve se preocupar em tornar essa identidade reconhecível para todos os colaboradores.

Veja a seguir as maneiras mais eficientes de fazer a equipe compreender o DNA da empresa e se engajar em seus propósitos:

Pense no espaço físico

Para se tornar mais sólida, a cultura deve ser exposta à equipe sempre que possível, e isso inclui o espaço físico da empresa. Pense em como o ambiente pode ser modelado para reforçar os valores que a organização deseja passar.

Como é a fachada do prédio? Como são os andares? Que impressão passa a decoração do local? Que conteúdo é divulgado nos cartazes? Quais são as áreas comuns? Esses detalhes dizem muito sobre as políticas, processos e interações entre os profissionais, fatores que fazem parte de qualquer cultura empresarial.

Comunique a cultura

A cultura precisa estar presente em todas as peças de comunicação interna da empresa. Crie uma identidade visual e slogans específicos para essa finalidade. Depois, promova vídeos, e-mails, fotos e outros conteúdos para disseminar os valores entre os funcionários.

Ofereça também treinamentos para reforçar as atitudes esperadas dos colaboradores, além de evidenciar a cultura aos candidatos já nos processos de recrutamento. Dessa forma, fica muito mais fácil atrair profissionais identificados com as ideias e atitudes presentes no dia a dia da empresa.

 

Agora que você já sabe tudo sobre identificação da cultura organizacional, que tal colocar o que aprendeu em prática?

Defina um propósito e, a partir dele, escolha para qual caminho a sua empresa vai seguir. Assim, a organização terá uma “cara” reconhecida por todos no mercado, o que melhora a imagem da marca e possibilita diversas oportunidades.

Se você gostou do artigo, siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de todos os nossos conteúdos! Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn.