Inscreva-se

O que é governança de dados e qual é sua importância para a empresa?
Dicas

O que é governança de dados e qual é sua importância para a empresa?

A governança de dados é uma gestão eficiente de toda informação digital gerada na sua empresa. Um diferencial e tanto para gerar insights, aumentar a produtividade com menos uso de recursos e com total segurança de sua propriedade intelectual.

 

O Big Data está aí, o conceito de RH 4.0 já é uma realidade e fica, então, a pergunta: há um plano de governança de dados na sua empresa para lidar com esse volume de informação?

Só como um exemplo comparativo: em 2015 nós já gerávamos uma média de 2,5 quintilhões de bytes por dia!

E, se a empresa onde você trabalha está ciente da relevância da transformação digital, já deve saber que toda essa informação virtual corresponde a oportunidades de crescimento.

Por isso, neste post nós vamos destacar não apenas o conceito e a importância de uma governança de dados para o seu negócio, mas como aplicá-la e, assim, criar diferenciais competitivos para a empresa crescer gradualmente.

Boa leitura!

 

O que é a governança de dados?

Dados geram insights, e eles estão em todos os lugares, atualmente. É possível, por exemplo:

  • avaliar os índices de crescimento da empresa no mercado;
  • identificar, em tempo real, estratégias que não estão rendendo o esperado;
  • avaliar a produtividade e o absenteísmo dos colaboradores;
  • calcular diversos índices e métricas internos.

Oportunidades diversas que surgem dos nossos hábitos de navegação on-line. E é aí que a governança de dados surge como um ambiente centralizador de tanto volume digital.

Afinal, soluções tecnológicas para gerar, monitorar e armazenar as informações são imprescindíveis nesse momento. Tudo, é claro, mantendo a propriedade intelectual da empresa em segurança.

 

Como funciona?

A governança de dados é uma gestão que envolve, direta ou indiretamente:

  • as políticas da empresa;
  • os seus processos produtivos;
  • os recursos humanos;
  • o uso de tecnologias.

O objetivo para isso é claro: a estruturação, organização e uso estratégico dos dados digitais gerados e absorvidos na empresa.

Como resultado disso, esse esforço coletivo entre os setores de TI e de RH fortalece a organização, já que os dados se traduzem em insights capazes de auxiliarem na tomada de decisão de planejamento de toda a empresa.

 

Qual é a importância da governança de dados na empresa?

É só prestar atenção nos recursos tecnológicos que você e as outras equipes já utilizam no dia a dia. Eles executam atividades (automaticamente ou não), compilam e analisam dados e são a base estrutural para estabelecer novas estratégias.

Softwares de gestão, por exemplo, já caminham nessa direção. E se você já pratica esse tipo de solução no RH estratégico da sua empresa, entende os benefícios disso.

Outra tecnologia presente nesse contexto é o RH em nuvem. Informações móveis, flexíveis e seguras em um servidor que não ocupa mais o espaço físico da empresa.

Afinal, o providencial auxílio tecnológico nos mantêm produtivos, otimiza o tempo de trabalho e pode até mesmo tornar os colaboradores da empresa em peças estratégicas.

É o fim das atividades mecânicas e repetitivas que podem gerar erros humanos facilmente evitáveis — como o preenchimento da folha de pagamento ou o cálculo de honorários.

A governança de dados agrega mais agilidade, segurança e produção às empresas, e tudo porque ela pode ser usada para:

  • melhorar os processos internos;
  • gerar insights para uma tomada de decisão estratégica;
  • antecipar demandas;
  • reduzir os custos operacionais;
  • gerar uma transparência maior entre as equipes.

Claro que, até aqui, estamos falando no plano geral. Por isso, abaixo vamos identificar as etapas que o gestor de RH e a sua equipe devem considerar antes de considerar esse investimento.

 

Como estruturar a governança de dados na empresa?

Implementar uma transformação — por menor que seja — é sempre um desafio. Para facilitar, nós vamos destacar alguns pontos que podem servir como guia para a sua empresa investir em governança de dados com o menor número possível de obstáculos. São eles:

 

Identificação dos setores que mais geram dados

O planejamento de recursos humanos já é uma questão fundamental para o uso da governança de dados. Afinal, toda informação passa por esse setor estratégico.

No entanto, muitas outras áreas também fazem uso intenso e incessante dos dados virtuais. O comercial, o marketing, o setor de vendas… A lista é extensa.

Daí o cuidado em averiguar, primeiramente, quais são as áreas que mais utilizam esses dados para que possam ser gerados meios de acesso para que os envolvidos acessem, editem e compartilhem as informações.

Após finalizar a leitura, recomendamos que você baixe esse eBook gratuito. Nele você irá entender como criar um planejamento de RH estratégico! Responda o formulário e receba agora mesmo:


Certifique-se de que a empresa conta com infraestrutura para isso

Não basta implementar sem, antes, planejar. Isso vale para qualquer implementação em uma empresa, independentemente do seu porte ou ramo de atuação.

Por isso, convém avaliar o mercado, analisar as tendências em governança de dados e manter um olhar atento à movimentação da concorrência, nesse sentido.

Vale destacar, também o momento atual da sua empresa. Há infraestrutura para acomodar as novas tecnologias? Se sim, quais são os desafios potenciais dessa mudança e os benefícios a serem colhidos dela

 

Capacite as equipes envolvidas

Em complemento ao tópico anterior, assim que identificadas as necessidades, objetivos e os desafios da implementação da governança de dados, é hora de envolver as equipes.

Isso significa uma série de reuniões que vão destacar as mudanças previstas, as etapas dessa transformação e, claro, a capacitação dos seus colaboradores.

Novas tecnologias geram resistência das pessoas, e demandam tempo para que todos se habituem às mudanças. Por isso, os treinamentos são essenciais.

Melhor ainda, quando feitos de maneira antecipada. Assim, os novos processos e atividades já são familiares aos envolvidos, reduzindo o tempo de adaptação e os erros em potencial.

 

Vale a pena investir em governança de dados?

É o sonho de toda empresa, atualmente: produzir mais, com menos recursos e em menos tempo, e com exponencial aumento no nível de excelência.

Pois a governança de dados é um conjunto de ferramentas que, estrategicamente, pode gerar esse impacto imediato e em médio prazo para as organizações.

Tudo deve ser feito com cuidado e tomando a atenção inicial em identificar as necessidades, os desafios e os objetivos da empresa. Alinhando, em seguida, às soluções do mercado.

Portanto, esse salto evolutivo tem se configurado em uma necessidade para as empresas se manterem competitivas, promovendo um trabalho de qualidade que gera uma percepção de marca melhor, para o consumidor, e engaja mais os seus recursos humanos.

 

Aqui, em nosso blog e também nas redes sociais, nós destacamos as qualidades acima citadas e muitos outros benefícios em ingressar a sua empresa na transformação digital — corporativa e em nossa sociedade como um todo.

Por isso, para saber mais sobre a governança de dados e outras soluções humanas tecnológicas para desenvolver gradativamente a sua empresa, convidamos você a curtir a nossa página no Facebook e em seguir-nos no Instagram, Twitter e LinkedIn! Assim, você vai saber em primeira mão todas as nossas dicas e novidades!

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *