Inscreva-se

Gestão estratégica de pessoas: como tornar funcionários aliados?
Estratégia

Gestão estratégica de pessoas: como tornar funcionários aliados?

A gestão estratégica de pessoas é a nova abordagem utilizada pelas empresa e tem como objetivo entender os colaboradores e alinhar seus interesses com os da própria organização. Ela surge nesse cenário como peça fundamental para auxiliar as empresas.

 

A gestão de pessoas tem se tornado uma tarefa cada vez mais difícil nas empresas devido às mudanças que estão acontecendo no ambiente de trabalho.

Os avanços tecnológicos e as transformações socioeconômicas nos estilos de vida da sociedade passaram a exigir que as corporações buscassem novas estratégias para gerir seus funcionários.

Atualmente, as organizações precisam se preocupar com diversas outras questões, que não existiam há 20 anos. A nova força de trabalho no mercado busca por mais do que bons salários e estabilidade no emprego.

Os profissionais mais jovens que estão no mercado de trabalho almejam encontrar oportunidades que ofereçam desafios e flexibilidade, além de proporcionarem confiança e autoestima.

Por isso, as empresas que querem continuar no mercado, mantendo sua equipe satisfeita e produtiva, precisaram adotar novos modelos de realizarem a gestão de seu time.

Sua empresa já modernizou a gestão de pessoas? Como o RH realiza esse processo? Continue a leitura deste post para entender melhor sobre o assunto. Boa leitura!

 

A evolução da gestão de pessoas

O ambiente de trabalho tem passado por constantes mudanças e, ao longo dos anos, a mão de obra existente se tornou mais especializada e preparada.

Agora, os profissionais do mercado estão em busca de realizações pessoais, diferentemente de seus pais. Isso tem transformado a relação de trabalho entre funcionário e empresa.

Ao passo que essa relação mudou, as empresas começaram a enxergar a importância do ativo humano, ou seja, seus funcionários. Muitas delas perceberam que, ao realizar as contratações corretas e motivar seus profissionais, é possível melhorar a produtividade e qualidade dos serviços.

Assim, começaram a tratar a administração de equipes com mais atenção e qualidade, ganhando melhorias capazes de alavancar os resultados dos negócios. Por isso, a realização da gestão de pessoas tornou-se indispensável para o sucesso das empresas.

O departamento de RH evoluiu junto às técnicas de gestão e passou a desempenhar papel relevante nas estratégias de negócios.

Assim, sua função deixou de ser apenas realizar a contratação de novos funcionários. O RH atua na gestão estratégica do capital humano da empresa, ajudando no desenvolvimento das pessoas dentro da empresa.

 

A gestão estratégica de pessoas

A gestão estratégica de pessoas é o resultado desse trabalho, reunindo novas medidas para a administração de funcionários. Ela visa alinhar as necessidades estratégicas da organização com o desenvolvimento e necessidades dos trabalhadores.

O conjunto de ações que envolvem essa gestão começa com o processo de recrutamento e seleção de novos profissionais. Após a contratação, o colaborador passa por treinamento e desenvolvimento adequado de suas competências. Além disso, conta com saúde ocupacional, segurança no trabalho e remuneração e benefícios.

A empresa que realiza a gestão estratégica de pessoas, ainda desenvolve práticas eficientes de comunicação interna e endomarketing. Esse tipo de gestão veio para integrar o controle dos funcionários à gestão estratégica da organização.

Dessa forma, seus principais objetivos são ajudar a empresa a atingir suas metas e realizar sua missão por meio de uma equipe comprometida e motivada. Junto a isso, garantir o equilíbrio entre os interesses de ambas as partes, gerando um clima agradável e produtivo. Isso contribui para a melhoria no desempenho individual e organizacional.

Após finalizar a leitura, recomendamos que você baixe esse eBook gratuito. Nele você entenderá estratégias eficazes para reter os melhores talentos! Responda o formulário e receba agora mesmo:


Gestão tradicional x Gestão estratégica

Esse tipo de gestão deixa de lado as medidas tradicionais que seguiam os modelos de hierarquias verticais com uma visão paternalista das empresas.

A gestão estratégica de pessoas surge exatamente para quebrar com esses paradigmas, iniciando um novo modelo colaborativo e horizontal de trabalho.

O novo modelo de gestão tornou-se necessário, visto que as abordagens tradicionais anteriores já não atendiam às expectativas dos novos colaboradores, os millennials. A conhecida geração Y trouxe novos valores ao mercado de trabalho, priorizando aspectos diferentes da geração passada.

Ao iniciarem um novo trabalho, os millennials buscam empresas mais flexíveis, com modelos de trabalho horizontais, transparência e, principalmente, que sejam receptivas à inovação e criatividade.   

Por isso, os gestores se viram obrigados a mudar sua abordagem de gestão, direcionando seu foco ao funcionário, estreitando os laços entre empresa e empregado.

 

O papel do RH e dos líderes das equipes

A gestão de funcionários é um elemento de prioridade estratégica das organizações. Portanto, a gestão estratégica de pessoas não se restringe à área de RH, mas também é uma responsabilidade de todos os líderes da empresa.

Para que haja resultados, é necessário criar, de fato, uma estratégia de desenvolvimento de talentos para guiar os colaboradores diante dos objetivos da empresa. Essa responsabilidade é também dos líderes das equipes, que devem orientar seu time diante dos desafios.

A liderança é o exemplo e principal motivador dos colaboradores. O líder deve mantê-los sempre comprometidos e engajados a melhorarem seu desempenho e superarem suas metas. Por isso, assume um papel crucial no sucesso de sua equipe e, consequentemente da empresa.

 

5 pilares da gestão estratégica de pessoas

A gestão estratégica de pessoas apenas tem sucesso quando é bem-estruturada. Portanto, para que sua empresa consiga adotar essa abordagem de forma sólida e eficiente, é necessário desenvolver seus 5 pilares. Conheça, agora, cada um deles:

 

1. Mantenha sua equipe motivada

Esse é o principal pilar do desenvolvimento da gestão estratégica de pessoas. Apenas terá sucesso aquela organização que tiver seu time interno ao seu lado. O funcionário motivado veste a camisa da empresa e passa a dedicar mais em seu trabalho.

Mas, lembre-se, os funcionários não buscam apenas receber salários maiores. Os líderes de sua empresa devem ser capazes de incentivá-los de outras formas, oferecendo ambientes de trabalho mais agradáveis, prêmios e bonificações, entre outros benefícios.

 

2. Realize treinamentos

O treinamento é indispensável, pois mantém os funcionários atualizados e os ajuda a melhorar suas habilidades profissionais. Dessa forma, a equipe consegue aumentar seu desempenho e fazer um trabalho melhor.

Portanto, a empresa e seus gestores devem enxergam os treinamentos como verdadeiros investimentos. Com isso, a organização consegue demonstrar aos funcionários que os valoriza e acredita em seus potenciais.

 

3. Melhore a comunicação

Outro fator crítico para o sucesso da gestão estratégica de pessoas é a comunicação, ou seja, a forma como o plano estratégico é passado para os empregados. É fundamental que todos conheçam sua parte no todo e se comprometam com ela.

Isso irá depender do líder de cada equipe. Ele deve orientar cada um dos seus funcionários e garantir que todos estejam alinhados às metas estabelecidas. Dessa forma, todos são capazes de perceber seu papel na estratégia da empresa.

 

4. O trabalho em equipe

A gestão estratégica de pessoas segue um modelo horizontal, em que os funcionários trabalham de forma alinhada em prol de um resultado em comum. Portanto, para que isso aconteça com qualidade, a liderança deve manter seu grupo integrado e em sinergia com os objetivos do trabalho.

Os empregados precisam entender qual o seu papel dentro da empresa e como a qualidade de seus trabalhos impactam diretamente nos resultados do negócio.

Para que isso aconteça, os líderes devem reforçar o trabalho em equipe, fazendo com que todos conheçam as atividades dos demais setores. Isso permite que eles deixem de lado a visão limitada de seu trabalho, tendo uma visão geral da empresa.

 

5. Desenvolvimento pessoal e profissional

Como a gestão estratégica de pessoas leva em consideração não apenas os interesses da empresa, mas também dos funcionários, o investimento deve ser constante no desenvolvimento pessoal e profissional.

É necessário considerar o aprimoramento das habilidades dos profissionais para mantê-los sempre atualizados e satisfeitos. Portanto, a empresa deve oferecer treinamentos, gratificações conforme a evolução técnica de cada um, entre outras formas de capacitação.

Contudo, as empresas devem estimular o aprimoramento pessoal de seus empregados para que eles possam se tornar pessoas melhores. Portanto, é preciso investir em treinamentos de desenvolvimento humano, como oratória e relacionamento interpessoal, por exemplo.

 

Uma empresa que consegue desenvolver uma gestão estratégica de pessoas é capaz de entregar mais valor a seus clientes, ficando a frente de sua concorrência.

Os funcionários se tornaram, mais do que nunca, peças-chave no sucesso das organizações frente à sociedade. Portanto, apenas conseguirá se manter de pé no mercado, aquelas que souberem trabalhar seu potencial humano.

 

Gostou desse conteúdo? Siga a Xerpa no Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn e confira mais dicas de sucesso para sua empresa!

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *