gestao-de-tesouraria

Gestão de tesouraria: o que faz esse setor da empresa e sua importância

Sabemos que o principal fator para que uma empresa tenha sucesso e consiga ser competitiva no mercado é manter as finanças em dia. Para isso, não basta apenas um planejamento financeiro empresarial eficiente. É preciso contar com especialistas em gestão de tesouraria.  

Basicamente, esse setor será responsável por garantir que os números da companhia estejam de acordo com o necessário.

São os profissionais da tesouraria que irão avaliar se o faturamento do negócio é suficiente para pagar as contas e os colaboradores, além de verificar o que sobra de lucro e o que fazer com ele. Será a gestão de tesouraria também que irá identificar quais os melhores investimentos a fazer.

Neste artigo vamos falar sobre a importância da gestão de tesouraria, o que faz a tesouraria de uma empresa e sua importância na saúde da gestão financeira das empresas. Confira!

O que é a Tesouraria de uma empresa?

A tesouraria é o departamento dentro da área de finanças que faz o controle do dinheiro que entra e sai do caixa da empresa. São esses colaboradores que têm acesso:

  • às contas bancárias;
  • às contas a pagar;
  • ao faturamento;
  • ao fluxo de caixa;
  • às dívidas e aos investimentos de uma companhia.

Resumindo, a área de gestão de tesouraria é a encarregada por tomar conta de toda a parte prática do setor financeiro de uma empresa.

O objetivo final da gestão de tesouraria é fazer com que o dinheiro que a organização ganha gere ainda mais dinheiro para a companhia.

O que faz a tesouraria de uma empresa?

Os profissionais da área de gestão de tesouraria serão responsáveis por manter e atualizar, se necessário, o planejamento financeiro da empresa.

São eles que controlam o fluxo de caixa que preveem os valores que podem resultar das ações de um projeto ou da empresa como um todo. Esse plano financeiro precisa estar diretamente alinhado com o planejamento estratégico da empresa.

Sabe-se que tanto um quanto o outro são apenas uma projeção do que se espera atingir ao final de um período, porém a gestão de tesouraria é essencial para o sucesso da companhia.

É também função da gestão de tesouraria apontar quando pode ser necessário rever a estratégia de negócios. É o tesoureiro quem tem o primeiro acesso aos dados quando a empresa vai mal das pernas, ou seja, está no vermelho.

Principais funções da gestão de tesouraria

o-que-faz -tesouraria-empresa

Na prática, algumas atribuições dos profissionais da gestão de tesouraria são simples, mas exigem organização e controle minucioso das ações e capacitação dos colaboradores. Entre elas estão:

  • Atualizar cadastros de clientes e fornecedores;
  • Fazer o pagamento de contas;
  • Controlar o recebimento de valores devidos pelos clientes;
  • Gerir o fluxo de caixa;
  • Captar e utilizar corretamente os recursos financeiros.

Saiba mais sobre cada uma dessas funções da gestão de tesouraria abaixo.

Atualização de cadastros

Por ser responsável por controlar quem deve para a empresa e para quem a companhia tem contas a pagar, é a gestão de tesouraria que mantém atualizados os cadastros dos clientes e fornecedores.

Sem isso, é impossível saber quais movimentações financeiras serão realizadas a curto prazo.

É a gestão de tesouraria quem comanda esses arquivos e que precisa alertar as demais áreas quando alguma informação importante está desatualizada. É o primeiro passo para fazer o controle financeiro da empresa e mantê-lo organizado.

Pagamento e recebimento de contas

Por mais que pareçam funções fáceis de realizar, o resultado delas é de extrema importância para a lucratividade da empresa. Isso porque se os custos e gastos não forem planejados e não tiverem acompanhamento, podem acabar prejudicando o negócio.

Quando se fala do mercado brasileiro especificamente, a gestão de tesouraria se torna ainda mais indispensável, pela complexidade da malha tributária

Para manter uma empresa, é imensa a quantidade de impostos que precisam ser controlados para evitar complicações jurídicas.

Ao tomar conta dos pagamentos das contas, o tesoureiro consegue avaliar se os gastos estão aumentando e em que é possível economizar, sem comprometer o desempenho. 

Nesse cenário, não basta saber quanto sai do caixa, mas também quanto entra mensalmente na empresa.

Fluxo de caixa

A realização do fluxo de caixa é, basicamente, a ferramenta para organizar as atividades do passo detalhado acima. 

Quando realizado corretamente, é possível manter o controle das finanças, já que permite ao profissional avaliar se o faturamento está de acordo com o planejamento. Atualmente, as famosas tabelas do Excel cheia de fórmulas e números não são tão necessárias. 

Diversas ferramentas tecnológicas auxiliam nesse trabalho, tornando o trabalho do tesoureiro mais ágil e produtivo.

Sendo assim, caso os números não sejam positivos, é o fluxo de caixa que irá apontar o problema. Confira nesse artigo qual a importância do fluxo de caixa e como realizá-lo para alavancar sua empresa.

Captação e utilização dos recursos financeiros

Muitas vezes, as empresas precisam captar recursos além dos provenientes dos clientes e essa função fica com a tesouraria. Em tese, os tesoureiros mapeiam quais são as melhores linhas de crédito, visando os menores custos para a companhia.

Aqui, mais uma vez reforça-se a importância de manter um fluxo de caixa organizado, pois é nele que será detectada a necessidade de buscar mais recursos financeiros. 

Por essa ferramenta ainda é possível prever com antecedência quando correr atrás dessas linhas de crédito. Além disso, é responsabilidade da gestão de tesouraria entender no que e como aplicar o dinheiro que sobra no caixa da empresa

Um dos objetivos financeiros da maioria dos negócios é fazer que o dinheiro trabalhe para a companhia, gerando ainda mais lucros. Por isso, analisar e definir qual investimento deve ser feito com os lucros da companhia é função da gestão de tesouraria. 

Porém, o objetivo não pode ser apenas aumentar os ganhos da empresa, mas também trabalhar para alcançar as metas estratégicas do planejamento.

Gestão de tesouraria e sua importância na organização

Em conclusão, a gestão de tesouraria é um dos setores mais importante da organização financeira de uma empresa. 

É nessa área que está concentrada as atividades práticas do controle das movimentações de dinheiro, sejam os valores que entram ou os que saem do caixa.

Novos recursos para a gestão de tesouraria

Lembra dos famosos vales que as empresas dão para os funcionários para adiantar uma parte do salário? Esse processo manual — e fácil de perder o controle se a equipe não for organizada — pode ser feito de uma forma muito mais moderna.

Com o Xerpay, um aplicativo instalado no celular dos colaboradores, eles podem antecipar parte de seus salários quando quiserem, de forma simples e instantânea.

Gostou da novidade? Fale com um especialista e saiba como implementar esse benefício na sua empresa.

Gostou desse conteúdo? Deixe seus comentários, dúvidas e sugestões de assuntos para as próximas publicações do blog da Xerpa.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.