O mercado exige das empresas um grande controle sobre as próprias finanças. Cada centavo deve ser gasto de forma assertiva para que a saúde financeira seja mantida. Porém, para conseguir essa visão macro do negócio, é essencial que os gestores compreendam a importância da gestão de fluxo de caixa.

Já que é por meio da gestão de fluxo de caixa que a organização pode ter um controle maior sobre as entradas e saídas de dinheiro. Como consequência disso, há uma ampliação da visão do presente e futuro da empresa.

Com a gestão de fluxo de caixa é possível não só prevenir saldos negativos, mas também gerir e projetar de forma mais concreta os lucros e prejuízos. 

Afinal, uma empresas que se planeja financeiramente consegue evitar e se prevenir de gastos desnecessários que podem levá-la à falência. Quer conhecer os principais benefícios que a gestão de fluxo de caixa pode oferecer? 

Neste artigo destacamos os principais objetivos e vantagens dessa ferramenta contábil. Confira!

O que é gestão de fluxo de caixa?

Nada mais é do um controle contábil que a empresa faz para saber sobre as entradas, o que se ganha, e saídas, o que se paga.

É fundamental que as organizações que buscam crescer no mercado possuam uma gestão de fluxo de caixa.

Desta forma, é possível ter uma visão macro do negócio que permita uma análise financeira eficaz e mostre caminhos e os passos necessários para que a empresa evolua.

A gestão de fluxo de caixa pode ser feita diariamente, semanalmente ou mensalmente dependo do ramo de negócio e do tamanho da empresa.

Cada informação levantada, independente do período de tempo, é fundamental na tomada de decisões estratégicas de corte de custos e investimentos. É uma análise do presente projetando o futuro.

Existem duas formas de realizar a gestão de fluxo de caixa. Através de planilhas do excel, de forma manual, ou por meio de plataformas de gestão financeira.

É importante ressaltar que por meio dos softwares de gestão a empresa tem maior facilidade para:

  • atualizar os dados;
  • otimizar o tempo dedicado a essa tarefa;
  • reduzir as chances de erros.

Portanto, a gestão automatizada é a mais recomendada.

5 principais objetivos da gestão de fluxo de caixa

Reconhecer os inúmeros benefícios da gestão de fluxo de caixa pode facilitar os caminhos para que a empresa alcance seus objetivos. Entretanto, você conhece concretamente as vantagens de se adotar a gestão de fluxo de caixa na sua rotina?

Elencamos os principais objetivos e vantagens dessa prática, logo abaixo.

1. Facilitar a compreensão de onde vem e para onde vai o dinheiro

Já imaginou não ter um controle financeiro na empresa que lhe permita saber de onde vem e para onde vai o dinheiro da empresa?

Pois é, muitas organizações ainda vivem esse tipo de realidade pela falta de uma gestão de fluxo de caixa eficiente.

Sem ele, se torna impossível um planejamento assertivo, tanto de despesas como de investimentos.

Com a gestão de fluxo de caixa os gestores conseguem fazer uma análise mais assertiva dos seus serviços, determinando o que dá certo e o que não dá. Isso permite respostas para questões como:

  • “Tal investimento tem dado retornos positivos?”;
  • “Tenho gastado acima do meu capital?”.

2. Prevenir saldos negativos

Conseguir evitar que a empresa feche as contas no negativo depende, e muito, de uma gestão de fluxo de caixa efetiva. Isso porque, por meio dela, o gestor consegue ter uma visão macro das suas finanças.

Identificando entradas e saídas e quais os impactos no fechamento do mês. Com a gestão a empresa consegue fazer uma análise que permite:

  • realocar valores;
  • renegociar dívidas;
  • antecipar pagamentos.

Cada um desses pontos pode prevenir saldos negativos e evitar que sua empresa entre no vermelho. Pois, a gestão de fluxo de caixa oferece uma análise visual e detalhada da projeção de gastos da organização.

3. Identificar lançamentos futuros

Cada passo que a empresa dá no mercado impactará diretamente no seu futuro, seja de sucesso ou fracasso. Por isso, a gestão de fluxo de caixa é tão importante para realizar projeções corretas do negócio.

Nesse cenário, identificar os lançamentos futuros possibilita uma melhor tomada de decisão sobre qual caminho a organização deve seguir. Evitando escolhas arriscadas e a entrada em armadilhas que façam sua empresa ficar no vermelho.

E não só isso, com essa identificação do que vem pela frente, por meio da gestão de fluxo de caixa, os investimentos e despesas são mais organizados para que a saúde financeira seja sempre a prioridade dentro do planejamento em si.

4. Controlar o pagamento de contas

O fluxo de caixa não só ajuda no planejamento de futuros investimentos, mas permite um controle de tudo que acontece, até relacionado ao pagamento de contas.

Até porque cumprir com as obrigações financeiras da empresa é fundamental para que a saúde financeira fique em dia.

Com a gestão de fluxo de caixa a visão é mais ampla e as correções e ações preventivas, relacionadas a gestão orçamentária e as finanças de uma forma geral, se tornam mais controláveis.

5. Transformar os dados e informações em indicadores

Muito mais do que repassar dados e informações concretas da situação financeira da empresa, a gestão de fluxo de caixa transforma esses dados em indicadores de desempenho, mostrando exatamente quais os degraus ela deve percorrer para alcançar o sucesso. Em vista que, contabilizando de forma mais exata, os riscos que sua empresa pode correr a segurança em relação a saúde financeira é maior.

Logo, é possível antecipar as decisões com base em relatórios concretos, que dão uma real visão do momento da empresa. Indicadores que podem impactar em investimentos e cortes de custos da empresa, seja no presente ou futuro da organização.

Contabilizando, assim, de forma mais exata os riscos que sua empresa pode correr.

Gestão de fluxo de caixa: ferramenta essencial para o sucesso

A gestão de fluxo de caixa é uma ferramenta contábil crucial para as empresas que buscam alcançar o sucesso. Por meio dela, a empresa se baseia em pilares concretos e toma decisões financeiras mais assertivas.

Em um mercado volátil, onde as mudanças ocorrem diariamente, ter um meio termo entre gastos e investimentos previne a empresa de entrar no vermelho.

E não só isso, permite também que ela cumpra com suas obrigações financeiras, sem ter que extrapolar sua saúde financeira.

O controle financeiro atualmente é o que rege a empresa e define o seu crescimento ou não. Com ele existem análises constantes e dados atualizados que influenciam em tomadas de decisões mais corretas para o negócio.

A gestão de fluxo de caixa uma empresa é fundamental para manter todos os planos de crescimento progredindo ao longo do ano. E softwares de gestão podem ajudar a equipe de RH a acompanhar tudo com mais eficiência.

Saúde financeira de todos, inclusive dos funcionários

Quando falamos sobre saúde financeira para empresas, não podemos esquecer de seus principais ativos: seus colaboradores.

Você também pode melhorar a sua empresa cuidando da saúde financeira dos colaboradores.  Isso aumenta a produtividade de seus colaboradores e melhora o ambiente de trabalho. Tudo isso impacta diretamente em seus resultados financeiros, e consequentemente na sua gestão de fluxo de caixa.

O Xerpay é uma ferramenta da Xerpa que oferece salário sob demanda. Ao se cadastrarem no sistema, os seus colaboradores podem sacar seus pagamentos quando quiserem de forma simples e instantânea.

O Xerpay já trouxe resultados para diversas empresas como:

  • 10% de aumento de retenção de talentos;
  • 20% de melhoria da produtividade dos colaboradores;
  • 100% de aumento de atração de candidaturas às novas vagas.

Conheça mais sobre o Xerpay e agregue mais esse benefício para a equipe da sua empresa.

Agora, para complementar o que vimos ao longo deste post, que tal conferir os grandes benefícios que você pode ter, no seu dia a dia corporativo, se a empresa investir mais em programas de bem-estar financeiro? Boa leitura!

Gostou do nosso artigo? Fique ligado nas nossas redes Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn e não perca nossos conteúdos diários sobre gestão e RH.