O futuro do RH bate à porta, e a sua empresa deve estar devidamente preparada para antecipar o amanhã com novas tecnologias e tendências do setor. Algumas das principais delas você confere logo abaixo:

  • Big Data;
  • Automação de processos;
  • Inteligência artificial;
  • People analytics;
  • Employee branding;
  • Anywhere office.

 

Pode ser clichê o que vamos dizer, mas dê-nos um desconto devido à carga de veracidade dessa afirmação: o futuro do RH começa agora!

E motivos para isso não faltam, considerando que este post vem recheado de tendências para o RH em 2019 — mas que você já pode começar a aplicar ainda em 2018.

Afinal de contas, uma empresa moderna, como um todo, gera a redução de custos, aumenta a produtividade, cria diferenciais competitivos e, ainda, atrai e retém talentos.

Em especial, a geração millennial, que tem sede por conhecimento e uma familiaridade profunda com os adventos tecnológicos.

Quer imprimir, então, uma série de valores para o seu setor de atuação se qualificar ainda mais e receber o futuro com um ar de antecipação? É só seguir com esta leitura e identificar conosco algumas das principais tendências para o futuro do RH!

 

A importância em modernizar a empresa

Abrimos o texto com alguns motivos para isso, mas vale o reforço: vivemos na era Digital! Logo, é de se imaginar que a modernização é uma necessidade intrínseca ao desenvolvimento corporativo.

Um exemplo simples disso: mais da metade dos brasileiros passa, em média, 6 horas diárias na internet. E não estamos falando apenas dos millennial, nesse caso.

No geral, ficamos muito tempo conectados. Quando conseguimos trazer para o trabalho esses hábitos já enraizados na rotina, geramos uma identificação maior com os colaboradores.

Como resultado, a empresa é modernizada, inova nos processos e cria atrativos para uma força de trabalho que lida facilmente com novas tecnologias e, ainda, busca desafios constantemente.

Não é exagero dizer que o futuro do RH está muito mais próximo de soluções tecnológicas. Daí, inclusive, que as tendências abaixo têm muito a ver com o universo digital!

 

O futuro do RH em 6 tendências

A seguir, algumas das tendências que já são aplicáveis, mas ainda engatinham entre as empresas — as oportunidade perfeita para diagnosticar quais delas têm tudo a ver com as necessidades do seu setor de RH:

 

1. Big Data

Você sabia que, em apenas um dia, o mundo inteiro gera cerca de 25 milhões de terabytes?

Isso tudo é impraticável para que possamos analisar, de cabeça, o volume de dados que os usuários transmitem em suas navegações on-line.

Não à toa, o Big Data é a alternativa mais praticada, atualmente, para transformar essas informações em relatórios, planilhas e insights. O que vale também para o futuro do RH.

Para isso, basta saber quais métricas serão analisadas — e com qual objetivo — para garantir que o seu setor identifique novas maneiras de impactar, positivamente, os colaboradores.

 

2. Automação de processos

De carona com o Big Data, a automação de processos já é amplamente usada também. A tecnologia atua como um alento para o futuro do RH.

Isso porque as tarefas mecânicas e repetitivas deixam de ser responsabilidade dos profissionais da área, e são realizadas automaticamente com base em comandos programáveis.

Algumas opções para o RH, em automação de processos, estão listadas abaixo:

Com esse tipo de trabalho, a interferência humana é menor, o que agrega mais valor estratégico aos colaboradores e minimiza a quantidade de erros nessas atividades.

 

3. Inteligência artificial

Se, hoje em dia, nós conseguimos programar boa parte das atividades em nosso dia a dia, isso se deve a uma tecnologia específica: a inteligência artificial.

É por meio dela que damos “raciocínio” às máquinas, programando-as para executarem essas tarefas. Algo essencial, então, para colocar em constante evolução a relação dos nossos recursos humanos com tecnologias que aprendem, gradativamente, com os nossos hábitos.

 

4. People analytics

No trabalho de gestão de pessoas, o futuro do RH está muito bem equilibrado no conceito de people analytics.

Caso ainda não tenha ouvido falar a respeito, trata-se do uso estratégico de dados para avaliarmos as pessoas. Ou seja: igual fazemos com os consumidores de empresas, essa tecnologia pode ser aplicada internamente.

E o que se aprende com esses dados absorvidos? Índices mais aprofundados da taxa de rotatividade, por exemplo, a produtividade das equipes calculada automaticamente ou mesmo padrões específicos e em comum que geram algum atrito entre duas áreas.

As aplicações são vastas e, cada vez mais, nós conseguimos usar os dados gerados pela navegação on-line dos usuários para convertê-los em insights para a empresa!

 

5. Employee branding

Com um enfoque no qual a tecnologia contribui indiretamente com a sua aplicação, o employee branding é uma maneira de transformar o dia de trabalho em uma experiência.

Não qualquer experiência, entretanto: aquele deslumbramento que as marcas buscam proporcionar aos seus clientes e consumidores em potencial tem também apelo interno.

Assim, a ideia consiste em criar uma identidade cultural na qual os colaboradores vão se identificar e defender a sua empresa como os consumidores se colocam à frente de suas marcas favoritas.

Como isso é feito? Valorizando os seus profissionais, reconhecendo os seus esforços e méritos, promovendo um plano de carreira e/ou benefícios flexíveis e personalizados.

As pessoas buscam essa aproximação com as empresas. E o futuro do RH tem caminhado em passos largos nessa direção.

 

6. Anywhere office

Por fim, o conceito de anywhere office, que também faz parte das tendências para o futuro do RH, mas que já vem adquirindo amplo destaque ao redor do mundo.

Afinal, trata-se da possibilidade de realizar as suas tarefas profissionais de qualquer lugar. E graças à mobilidade promovida pelas novas tecnologias (como os softwares de gestão armazenados na nuvem).

Com isso, as empresas se beneficiam por agregar mais flexibilidade e mobilidade; inovam nos seus respectivos ramos de atuação; e podem gerar mais produtividade a partir da felicidade dos seus colaboradores com essa medida.

A força de trabalho da empresa, inclusive, também tem a ganhar. Um exemplo, apenas: a possibilidade de montar a sua jornada de trabalho, esteja onde estiver.

 

E então, quais das tendências para o futuro do RH você — e a sua empresa — já praticam? E Quais delas têm tudo a ver com a cultura organizacional do seu ambiente de trabalho?

Para finalizar, não deixe de compartilhar a sua opinião a respeito! O futuro do RH faz parte de todos nós, e seria muito interessante ouvir as suas ideias sobre a chegada das novas tecnologias na nossa rotina profissional!