funções da gestão de pessoas

Conheça as 6 principais funções da gestão de pessoas

A gestão de pessoas se explica como um conjunto de estratégias que tem como foco a motivação e o engajamento dos colaboradores na empresa. E nesse cenário as funções da gestão de pessoas precisam ser evidenciadas para alcançar seus objetivos.

Isso porque um planejamento de gestão de pessoas bem executado impacta diretamente nos resultados da empresa. Tanto na mediação de conflitos no ambiente de trabalho como no desenvolvimento de talentos.

O grande segredo dentro das funções da gestão de pessoas é reconhecer que o seu capital humano é seu bem mais precioso. Sendo assim, toda a estratégia de gestão de pessoas visa então gerenciar o desenvolvimento dos colaboradores na empresa.

Mas quais são as principais funções da gestão de pessoas e quais os impactos que elas podem trazer para a minha empresa?

Abaixo vamos lhe ajudar a entender o assunto para que você consiga potencializar as habilidades da sua equipe. Confira!

O que é gestão de pessoas

Antes de conhecermos as funções da gestão de pessoas, vamos entender o que ela significa.

Há alguns anos atrás o papel do RH era estritamente burocrático, cuidando de tarefas que condiziam com processos de recrutamento, seleção, pagamentos e etc.

Entretanto, percebeu-se a necessidade desse setor caminhar lado a lado com os gestores em uma função mais estratégica. Isso para que criassem novas possibilidades de engajar os colaboradores na empresa.

A gestão de pessoas surgiu e hoje responde por um conjunto de estratégias que tem como principal objetivo gerenciar e desenvolver o capital humano da empresa.

Assim, se tornam viáveis questões como motivação, engajamento e aumento da produtividade da equipe.

Afinal, “a pessoa que percebe como conduzir o talento coletivo de sua organização irá arrasar seus concorrentes”, ex- presidente e CEO da Citicorp Walter Wriston.

O seu maior capital são seus colaboradores e é preciso reconhecer isso e construir o melhor ambiente em torno deles.

As 6 funções da gestão de pessoas

Agora que já sabemos o verdadeiro significado da gestão de pessoas e sua devida importância na empresa, vamos conhecer quais as principais funções da gestão de pessoas. Confira!

  1. desenvolvimento de talentos;
  2. garantia de boas condições de trabalho;
  3. mediação de conflitos e relações profissionais;
  4. planejamento de ações de Endomarketing;
  5. criação do código de conduta;
  6. construção de um Employer Branding.

Cada uma dessas funções da gestão de pessoas tem impacto direto nos resultados da empresa. Sendo, portanto essencial que os profissionais deem a atenção necessária a cada uma delas.

1. Desenvolvimento de talentos

Muito mais do que conseguir recrutar um talento, desenvolvê-lo é o principal desafio dos gestores e do RH das empresas. Por isso, essa se tornou uma das principais funções da gestão de pessoas.

As empresas que estão a todo o momento buscando potencializar as habilidades dos seus colaboradores estão à frente das outras no mercado. Isso porque aumentando a capacidade da sua equipe, as chances de resultado são muito maiores.

Mas como fazer isso? Com estratégias de treinamento e capacitação para os funcionários. Dessa forma, os talentos têm seus conhecimentos desenvolvidos e atualizados constantemente. Mantendo, assim, um alto rendimento na execução das tarefas.

2. Boas condições de trabalho

“Homens e mulheres desejam fazer um bom trabalho. Se lhe for dado o ambiente adequado, eles o farão.” (Bill Hewlett).

Boas condições de trabalho não estão completamente ligadas ao lado financeiro.

Sua empresa pode pagar bem, mas se não tiver a estrutura necessária para o colaborador se desenvolver ou para mantê-lo motivado estará comprometendo os resultados.

E manter em dia a motivação profissional é uma das principais funções da gestão de pessoas. Só que isso só é possível se os profissionais tiverem boas condições de trabalho. O empregado precisa gostar do ambiente em que trabalha.

E é de responsabilidade da empresa dar todo o suporte para que o profissional possa desempenhar sua função com qualidade.

Uma pesquisa desenvolvida pela Right Management mostrou que equipes motivadas são 50% mais produtivas no trabalho.

Assim, oferecer benefícios não só financeiros, mas que impactem a vida pessoal do colaborador pode fazer a diferença.

Por exemplo, flexibilidade de horário, sala de descanso, lanches à vontade, entre outras opções garantem o bem-estar do colaborador.

3. Mediação de conflitos e relações profissionais

Um dos grandes desafios dentro das funções da gestão de pessoas está em manter um bom ambiente de trabalho. Conflitos dentro das empresas é algo comum, entretanto, é fundamental conseguir mediá-los para que não se tornem sempre uma bola de neve.

Cada colaborador tem o seu perfil, suas particularidades e opiniões, então divergir de outro profissional é completamente aceitável.

Contudo, quando uma discussão ultrapassa o limite do respeito o impacto recai sobre toda a equipe, podendo desmotivar a todos.

Portanto é fundamental dentro das funções da gestão de pessoas a mediação de conflitos e relações profissionais. O gestor precisa do empenho de todos na tarefa e uma equipe que vive brigando e se desrespeitando compromete os resultados da empresa.

Torna-se necessário então criar estratégias para manter esse bom relacionamento entre as equipes.

Questões que vão desde a feedbacks individuais, valorização profissional, pesquisas de clima e iniciativas de integração (almoços de relacionamento, festas de fim de ano e etc.).

4. Planejamento de ações de Endomarketing

O endomarketing, ou marketing interno, é explicado como um conjunto de estratégias de ações internas que visam melhorar a imagem da empresa diante de seus colaboradores.

Diante disso, um planejamento de endomarketing aparece com uma das funções da gestão de pessoas. Saber como seu colaborador se sente na empresa é um dos principais pontos para do diminuir a insatisfação e consequentemente reduzir o turnover.

Essa estratégia ajuda a criar um senso de satisfação na equipe para que elas passem uma boa imagem da empresa no ambiente externo. O conceito do endomarketing está claro, mas quais as ações na prática que posso aplicar na minha empresa?

Em primeiro lugar uma boa política de cargos e salários que seja visualizada pelos profissionais, aumentando assim seu desempenho e motivação. A realização de capacitações e treinamentos para que os empregados se desenvolvam profissionalmente.

E para terminar canais de comunicação onde o colaborador possa emitir sua opinião a respeito da empresa. Esse canal aberto de sugestões críticas e elogios introduz e permite que o profissional se sinta útil e ouvido pela organização.

5. Criação do código de cultura

Quando o colaborador não sabe exatamente o caminho que precisa seguir as chances das coisas darem errado são muito grandes. Por esse motivo a criação do código de cultura da empresa é tão importante nesse cenário.

Nas funções de gestão de pessoas o código de cultura serve exatamente como o norte que a empresa define para guiar as ações de seus colaboradores. Podemos interpretar então que o código de cultura é a essência do negócio, são os valores e princípios da empresa.

E adotar um código de cultura impacta em ações como alcance de objetivos, atração e retenção de talentos. Além de influenciar na previsão de resultados e até em impactos diretos no planeta, como ações de sustentabilidade.

Influenciando assim na contratação de profissionais que tenham a ver com o perfil da empresa e que se engajem mais facilmente com os valores e objetivos da organização.

6. Construção de um Employer Branding

Toda empresa deseja ter colaboradores que de fato “vistam a camisa” da empresa.

Porém, muitas organizações não percebem que esse desejo é uma consequência de ações estratégicas internas que buscam engajar os colaboradores com seus objetivos.

E é nesse caso que aparece a construção do chamado employer branding. Ele é um conjunto de estratégias que tem como função construir uma imagem positiva da empresa perante os colaboradores.

E nesse caso, como uma das funções da gestão de pessoas, o employer branding funciona como um combustível para alimentar os profissionais. Pois assim, eles passarão a falar bem da empresa para outras pessoas, fora do ambiente de trabalho.

A construção do employer branding aumenta os níveis de produtividade, já que você terá profissionais extremamente satisfeitos com a empresa. E também diminui os custos com processos de seleção, já que a boa reputação da empresa facilita a atração de talentos.

Plano de carreira, storytelling (vídeos e treinamentos que foquem na história da empresa), uma boa comunicação interna, são alguns exemplos de employer branding.

Os impactos positivos das funções da gestão de pessoas

Em um mercado tão competitivo é essencial que as empresas valorizem as funções da gestão de pessoas. Atualmente quem não vai além das rotinas burocráticas diárias está atrás em relação a competitividade e resultados.

Em contrapartida, quem investe nas funções de gestão de pessoas tem grande facilidade para motivar e engajar a equipe.

E o resultado disso é uma maior produtividade dos colaboradores, que estarão mais motivados, e consequentemente um impacto direto nos resultados da empresa.

E você quais estratégias de gestão de pessoas tem aplicado na sua empresa? Conte para nós deixando um comentário no artigo!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.