5 formas de melhorar as finanças do funcionário

formas de melhorar as finanças do funcionário

Existem diferentes formas de melhorar as finanças do funcionário, cujas ações têm impacto positivo não apenas na saúde financeira de cada um dos seus colaboradores, mas na produtividade e engajamento, dentro da empresa. Para tanto, o RH deve considerar quais estratégias se adaptam melhor ao perfil das pessoas que trabalham aí. E, entre as principais, destacaremos as seguintes ao logo deste post:

  1. Elabore programas de educação financeira;
  2. Faça parcerias com instituições financeiras;
  3. Experimente compreender as necessidades individuais dos funcionários;
  4. Incentive hábitos financeiros saudáveis;
  5. Crie diferenciais dentro dos seus benefícios corporativos.

 

Existe uma relação íntima entre a saúde e o estresse financeiro. Quanto mais preocupados e endividados, mais os seus colaboradores participam menos do crescimento da empresa. É por isso que, cada vez mais, as empresas têm considerado novas formas de melhorar as finanças do funcionário.

Por meio dessas estratégias, o colaborador recupera o fôlego econômico para equilibrar suas finanças, criar planejamentos assertivos de acordo com a sua renda e gastos e, com isso, o estresse financeiro é reduzido.

Não à toa, isso se reflete em mais qualidade de vida, bem-estar, produtividade e também em gratidão com a empresa.

Vamos ver, então, quais são as principais formas de melhorar as finanças do funcionário? É só acompanhar-nos com a leitura deste post!

Por que considerar formas de melhorar as finanças do funcionário?

Como destacamos, acima, um funcionário que convive com o estresse financeiro leva esses sintomas para o dia de trabalho. Dificilmente, ele consegue deixar esse problema em casa.

Afinal de contas, o estresse financeiro vem acompanhado de muitas qualidades negativas, como:

  • irritabilidade;
  • dificuldade de concentração;
  • baixa produtividade;
  • desmotivação;
  • dores de cabeça;
  • absenteísmo e presenteísmo.

Com o tempo, a gestão e o RH tendem a observar que esse profissional que não rende ou se esforça em melhorar a sua performance não serve mais para o quadro de funcionários da empresa.

E é notório que o aumento do turnover só prejudica a empresa: mais custos, diretos e indiretos, e outros índices prejudiciais até que o novo profissional esteja plenamente integrado à nova rotina.

Dessa maneira, tornou-se popular um tipo de investimento que minimiza esses gastos desnecessários: as formas de melhorar as finanças do funcionário.

Por meio delas, a organização se coloca como um elemento auxiliar na luta desse profissional contra o endividamento. Quando o problema estiver, ao menos, encaminhando-se para a sua resolução, o colaborador pode voltar a render tudo aquilo que se espera dele — e até mais.

Quais são as formas de melhorar as finanças do funcionário?

A seguir, destacamos 5 formas de melhorar as finanças do funcionário. Algo que melhora o clima organizacional, como um todo, e valoriza ainda mais a reputação da sua empresa no mercado!

 

1. Elabore programas de educação financeira

Muitos brasileiros estão presos ao cheque especial, atualmente, e isso se deve, em parte, à falta de uma educação financeira de qualidade para as pessoas.

Isso porque, quando o indivíduo não se preocupa em manter uma reserva emergencial para imprevistos, por exemplo, o cheque especial se torna a alternativa mais rápida (e automática, já que os bancos tendem a concedê-la sem burocracias). Só que ela é, igualmente, muito custosa.

E, consequentemente, a única coisa que acontece é que o seu colaborador substituiu uma dívida por outra — provavelmente, com taxas ainda maiores. E a dívida se acumula, bem como o estresse e os seus problemas decorrentes…

Já deu para ver onde isso vai chegar, né?

Com programas de bem-estar financeiro, a sua empresa começa a investir em soluções de educação financeira para melhorar esses índices tão negativos.

Pode ser, por exemplo:

  • consultorias com empresas especializadas;
  • palestras e treinamentos sobre o assunto;
  • workshops focados em conscientizar os seus profissionais. 

Entre outras modalidades que oferecem ideias concisas para que os seus funcionários passem a ter mais controle sobre o equilíbrio entre as suas respectivas rendas e gastos.

Inclusive, para saber mais a respeito dos problemas que o cheque especial pode causar na vida das pessoas, fizemos um artigo completíssimo sobre essa modalidade de empréstimo. Aproveite para dar uma conferida após esta leitura!

 

2. Faça parcerias com instituições financeiras

Sua empresa é conveniada com alguma instituição financeira? Se sim, que tal assumir a dianteira e propor, para o gerente com o qual você tem mais contato, algumas ideias para ajudar os funcionários a saírem das dívidas.

Pode ser uma simples renegociação de dívida ou mesmo facilitações de empréstimos e financiamentos. Assim, com prazos e taxas melhores, os seus funcionários saem, gradativamente, de uma situação arriscada para um momento mais sob controle.

 

3. Experimente compreender as necessidades individuais dos funcionários

É importante que você sugira formas de melhorar as finanças do funcionário — desde que você entenda qual é o problema que afeta cada um deles.

Por exemplo: se a dificuldade geral é fazer render o salário até o final do mês (e isso é motivado porque todos consomem desenfreadamente), soluções de educação financeira podem ser mais proveitosas.

Agora, se os problemas se acumulam em dívidas maiores em decorrência de financiamentos de imóveis e automóveis, a ideia anteriormente citada pode fazer mais sentido.

Até por isso, o RH pode se aprofundar no problema para identificar qual é a melhor solução para resolver, individualmente, o que tem causado estresse financeiro nas pessoas.

Uma maneira de fazer isso é por meio de reuniões individualizadas ou a partir do preenchimento de um formulário que pode ser enviado por e-mail para os responsáveis do RH.

Lembre-se, apenas, que esse é um assunto delicado para a maioria. Consequentemente, deve ser tratado com discrição, sem julgamentos e com foco total na resolução do problema. 

 

4. Incentive hábitos financeiros saudáveis

Que tal distribuir, nos murais da empresa, algumas dicas práticas para poupar dinheiro? Ou, ainda, oferecer materiais gratuitos que façam o colaborador aprender mais sobre como fazer o seu salário render melhor?

Essas são atividades mais simplificadas, mas que já podem contribuir com o estabelecimento de uma consciência maior a respeito da educação financeira.

 

5. Crie diferenciais dentro dos seus benefícios corporativos

Algumas empresas apostam na retenção (consentida) de uma fração do salário dos colaboradores para a criação de um fundo de reserva emergencial. Outras, vão além e constroem um plano de previdência em conjunto: o colaborador deposita uma quantia, mensalmente, e a empresa faz o mesmo.

Isso funciona como um benefício corporativo e tanto. Só que, complementarmente, existe uma modalidade que impacta ainda menos o fluxo de pagamentos da empresa, e agrega mais flexibilidade para o profissional.

Trata-se do salário sob demanda. Com ele, o colaborador pode solicitar a quantia desejada, dentro dos créditos disponíveis de dias trabalhados, para evitar o uso do cheque especial, por exemplo.

Com o salário sob demanda, as pessoas adquirem mais autonomia sobre os seus próprios recursos, passando a usá-los de maneira estratégica para que o salário renda até o final do mês — e, quem sabe, sobre algo para fazer um investimento em curto, médio ou longo prazo?

Na Xerpa, essa solução, que é uma das principais formas de melhorar as finanças do funcionário, atende por Xerpay — e ela não só melhora a qualidade de vida e o bem-estar dos colaboradores, mas também agrega benefícios para a sua empresa, sabia?

 

Mas, para dar o primeiro passo nessa direção, que tal compartilhar este post nas suas redes sociais? Marque os seus colegas de RH, e inicie uma discussão prazerosa para que o estresse financeiro se torne um problema cada vez menor em nossa sociedade!

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira outros artigos que você pode se interessar