formando talentos

Formando talentos: como desenvolver potenciais na empresa

As pessoas são o ativo mais valioso de uma organização. São elas as responsáveis por trazer novas ideias, se relacionar com os clientes e fazer o negócio evoluir. Nesse cenário, como garantir que o bom desempenho da empresa seja sustentável e duradouro? A resposta é simples: formando talentos.

Para isso, é necessário enxergar os colaboradores além dos números, considerando seus objetivos de carreira, personalidade e demais características que os tornam únicos. Dessa forma, é possível explorar todo o seu potencial e usar isso a favor dos projetos da empresa.

Pensando nisso, listamos neste artigo as principais medidas que podem ser implementadas para formar talentos na sua organização:

  • treinamentos e programas educacionais;
  • análise de perfil dos colaboradores;
  • lideranças inspiradoras;
  • desafios constantes;
  • reconhecimento e valorização;
  • feedbacks periódicos.

Quer saber mais? Confira a seguir!

Treinamentos e programas educacionais

Para atuar formando talentos, o treinamento e capacitação dos profissionais devem ser constantes. Ao receber esse tipo de apoio, os colaboradores se sentem mais valorizados e motivados, além de se tornarem muito mais qualificados para as tarefas do dia a dia.

O impacto no desenvolvimento de talentos é enorme quando eles são expostos a workshops e aulas práticas e teóricas. Por isso, organize com frequência esse tipo de evento e procure parcerias com instituições de ensino, para que os funcionários tenham acesso a cursos com bolsas e descontos.

Outra iniciativa interessante é adotar um sistema virtual de educação corporativa na empresa, que possa ser acessado a qualquer momento pelos colaboradores. Além de tornar o aprendizado mais dinâmico, essa alternativa permite mais precisão na avaliação dos resultados e dos temas que devem ser abordados.

Análise de perfil dos colaboradores

Uma atitude fundamental em empresas que estão formando talentos é fazer uma análise aprofundada do perfil dos colaboradores. Afinal, para desenvolver pessoas é preciso saber quem elas são, quais são suas habilidades, pontos fracos, necessidades e ambições.

A forma mais comum de fazer isso é por meio de testes técnicos e comportamentais. Os testes técnicos se referem ao conhecimento prático que o profissional deve ter para exercer sua função e entregar os resultados esperados. Sem isso, o desempenho do negócio pode ser seriamente prejudicado.

Já a análise comportamental consiste em avaliar a natureza do colaborador: como ele se relaciona com as outras pessoas, como lida com pressão e qual o seu estilo de liderança, entre outros fatores importantes. Há vários métodos para fazer essa análise, e todos devem ser acompanhados por profissionais especializados.

Outra maneira efetiva de analisar o perfil dos colaboradores é observando sua atuação no dia a dia. Conte com a ajuda dos líderes dos departamentos, que convivem diariamente com os membros de suas equipes. Esse contato frequente vai trazer informações valiosas sobre as competências e comportamentos desses profissionais.

Lideranças inspiradoras

Uma das partes mais importantes de fazer uma gestão de pessoas formando talentos é contar com líderes inspiradores. Eles devem se posicionar como mentores, sempre interessados em conhecer melhor os funcionários e transmitir o que sabem para fazê-los evoluir.

Também precisam ser o exemplo a ser seguido, demonstrando eles mesmos uma vontade incessante de aprender e se aprimorar. Ao observar esse comportamento, os colaboradores se sentirão motivados a agir da mesma forma, por conta da admiração que o gestor consegue inspirar.

O relacionamento com a equipe é outro fator fundamental para desenvolver talentos. É impossível promover a evolução do time sendo distante ou autoritário. O gestor deve se aproximar dos funcionários, dar autonomia para eles realizarem suas tarefas e estar sempre presente para um papo individual quando for necessário.

Desafios constantes

Se uma empresa não tira os colaboradores da zona de conforto, ela não está formando talentos. Todo profissional precisa de desafios para mostrar seu potencial. Caso contrário, ficará sempre estagnado no mesmo nível e nunca conseguirá se aprimorar.

Gente talentosa cresce nos momentos de pressão. Portanto, sempre que possível, promova novas atividades e metas para estimular a capacidade de adaptação, a criatividade, alta performance e o espírito de liderança dos colaboradores.

Uma estratégia interessante para fazer isso é promovendo o job rotation. Nesse modelo, muito usado em programas de trainee, os profissionais passam um período em cada departamento da empresa, aprendendo tudo sobre como funciona o negócio.

É uma excelente oportunidade para fazer os talentos pensarem fora da caixa e terem contato com atividades com as quais não estão acostumados.

Reconhecimento e valorização

Reconhecer os esforços dos colaboradores está entre as atitudes mais importantes para atuar formando talentos. Assim eles se sente cada vez mais estimulados a melhorar suas capacidades e buscar resultados acima da média.

Portanto, tenha um programa bem estruturado de benefícios e premiações por desempenho, além de desenvolver um bom plano de carreira para os colaboradores. Com isso, eles saberão exatamente o que fazer para crescer na empresa e conquistar seus objetivos profissionais.

Essas medidas fazem com que a empresa não apenas consiga formar talentos, mas também retê-los. Assim, quando essas pessoas estiverem preparadas para cargos de liderança, serão elas que aplicarão esses métodos para valorizar uma nova geração de profissionais talentosos.

Feedbacks periódicos

Nem sempre os cursos e treinamentos são suficientes para extrair todo o potencial dos colaboradores. Apesar de a educação corporativa ser uma medida efetiva, muito do aprendizado obtido pode ser esquecido ou deixado de lado no dia a dia.

Para corrigir isso, é necessário que os gestores sempre ofereçam feedbacks aos colaboradores. As avaliações de desempenho precisam fazer parte da cultura de empresa, acontecendo todos os dias, em conversas individuais com os colaboradores.

Um bom feedback deve ser consistente, equilibrado entre críticas e elogios e acompanhado por orientações que farão o profissional melhorar seu desempenho. Com isso, com certeza os funcionários conseguirão evoluir de uma maneira muito mais rápida.

Chegamos ao fim das nossas dicas para empresas que estão formando talentos. Agora que você já está por dentro do assunto, que tal colocar o que aprendeu em prática? Lembre-se sempre: um negócio só consegue se aprimorar se as pessoas que participam dele evoluírem junto. Do contrário, corre-se um sério risco de ficar para trás e ser engolido pela concorrência.

Gostou do post? Siga-nos nas redes sociais e receba em primeira mão os nossos próximos conteúdos sobre gestão de pessoas. Estamos no Facebook, Instagram e LinkedIn.

 

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.