Flexibilidade no trabalho

Flexibilidade no trabalho: benefícios para a empresa e funcionários + dicas de como aderir

Flexibilidade no trabalho consiste em oferecer mais liberdade e autonomia para os colaboradores montarem as suas respectivas rotinas, sem que, com isso, eles sejam sobrecarregados com as demandas da empresa e de suas vidas pessoais. Isso agrega mais valor para a empresa e satisfação para os funcionários desenvolverem suas atividades.

Hoje em dia — e é irônico isso —, somos mais dependentes do conceito de flexibilidade no trabalho. Isso porque, quanto menos rígidos são os trabalhos, mais demandamos ideias diferentes para a realização de um trabalho inovador e cada vez mais eficiente.

Por exemplo: o acesso aos benefícios do home office no trabalho se tornou uma situação recorrente nas empresas em decorrência da necessidade em manter as equipes produtivas e ativas, estejam elas próximas ou distantes de suas respectivas estações de trabalho.

É por isso que o RH e o departamento pessoal devem se aproximar do conceito de flexibilidade no trabalho, explorando os diferenciais de uma rotina mais abrangente para:

Confira aqui, então, o que é flexibilidade no trabalho e como a sua empresa pode se beneficiar desse dinamismo amplo e funcional!

O que é flexibilidade?

No geral, estamos falando em tornar maleável tudo aquilo que era rígido. A gestão é um bom exemplo, bem como:

Portanto, a flexibilidade nas empresas consiste em aprender a ter controle sobre os processos, mas expondo mais liberdade para as novas possibilidades que possam tornar as atividades mais eficientes.

O que é flexibilidade no trabalho?

Se você ainda não sabe se existe flexibilidade na empresa onde você trabalha, verifique se os colaboradores têm a liberdade para montar a sua própria carga horária semanal e de produção e, assim, cuidar melhor dos problemas pessoais que surgem pelo caminho. Em seguida, avalie se:

  • os mesmos profissionais conseguem desenvolver suas atividades à distância;
  • se a hierarquia da empresa deixou de seguir uma estrutura vertical e, agora, explora mais a horizontalidade nos processos e na relação entre os colegas de trabalho.

Do contrário, é possível que a sua organização esteja resistindo às naturais mudanças em decorrência da transformação digital que se inseriu amplamente em nossa sociedade.

Qual é a importância da flexibilidade no trabalho?

A importância da flexibilidade no trabalho é tamanha — e não apenas para os colaboradores —, que existem pesquisas diversas a respeito do assunto.

Uma delas foi desenvolvida pelo grupo IWG, e que apontou um exponencial aumento no número de profissionais que adquiriram mais flexibilidade no trabalho. De acordo com o estudo, 70% dos entrevistados disseram que os trabalhadores ficam, ao menos, um dia por semana fora do escritório.

Além disso, 50% dos profissionais ouvidos disseram que preferem o trabalho em casa, ocasionalmente, e que outros 20% usam as populares cafeterias para realizarem as suas atividades fora da empresa.

Importância para os empregadores

Para o profissional, portanto, isso agrega mais:

Tudo isso para equilibrar as demandas de sua vida e, assim, obter mais produtividade para a sua organização.

Focando no que a organização tem a se beneficiar com isso, podemos apontar o uso estratégico de sua infraestrutura, já que a flexibilidade no trabalho não demanda muito espaço físico para montar o escritório.

Sem falar no efeito imediato que isso causa nos colaboradores. Satisfação e alegria no trabalho são sinônimos para produtividade e um clima mais harmônico no dia a dia. Ainda tem dúvidas sobre essa relação? Acesse o artigo; Funcionário feliz produz mais? Descubra aqui!”. 

>> Uma das propostas do bem-estar no trabalho é promover a qualidade de vida na empresa! Para isso, criamos um e-Book recheado de dicas para criar um programa de qualidade de vida na sua empresa. Clique aqui e acesse agora mesmo!

 

Importância para o RH

A dinâmica da flexibilidade no trabalho é importante para o departamento de Recursos Humanos também, que passa a orientar-se dentro das principais tendências do RH e consegue atuar à frente de resultados promissores para a empresa.

Além disso, o trabalho é facilitado. Com softwares de gestão e soluções integradas com controles de ponto digitais, por exemplo, os especialistas de RH conseguem monitorar a frequência dos profissionais — e de outros relatórios — de maneira automatizada.

Consequentemente, os profissionais podem trabalhar à distância e a qualquer hora do dia, conforme suas prioridades e responsabilidade com prazos, que o RH vai ter todos os dados devidamente registrados para eventuais monitoramentos.

Vale destacar, ainda, que o conceito de Smart RH ganha mais apelo e benefícios se você trabalha com a flexibilidade no trabalho.

E sabe por quê? Essa ideia, que já vem sendo aplicada globalmente, se traduz em um foco mais intrínseco às necessidades dos colaboradores.

Associando-se às soluções digitais, o RH consegue desempenhar esse papel estratégico para que:

  • o fluxo de produção seja otimizado;
  • os colaboradores desenvolvam as suas atividades com mais autonomia e liberdade.

Por que os colaboradores valorizam a flexibilidade no trabalho?

Agora que vimos o que é  flexibilidade no trabalho e a sua importância, vale reforçar o quanto os colaboradores valorizam esse modelo funcional inserido em suas rotinas.

E a questão está, novamente, associada ao equilíbrio promovido pelo RH ao focar no bem-estar dos seus profissionais.

Com tecnologia, foco nas particularidades do perfil de funcionários e atenção especial aos grandes exemplos de flexibilidade no trabalho, no mercado, toda a rotina é enriquecida. Isso pode fortalecer:

  • os componentes da cultura organizacional;
  • a relação entre a empresa e os colaboradores;
  • a estabilidade que eles vão encontrar para trabalhar, lidar com as suas questões pessoais e buscar maneiras de crescer junto com a organização.

Como incentivar a flexibilidade no trabalho?

Viu como aumentar a flexibilidade no trabalho pode ser uma questão elementar para a sua empresa produzir mais sem grandes esforços?

Falando especificamente do controle de horários para melhorar essa liberdade produtiva, você pode iniciar o seu planejamento identificando os três modelos mais aplicados nas organizações, atualmente:

  • fixo variável: em que a própria empresa oferece as opções diferenciadas de horários e o colaborador escolhe o que melhor se alinha aos seus objetivos e necessidades;
  • variável: cujo conceito permite ao colaborador a identificação da melhor carga horária para ele, mas que deve ser cumprida rigorosamente no dia a dia;
  • livre: aqui, a liberdade é ampla, permitindo que o funcionário faça a sua carga horária sem nenhuma exigência de entrada e saída fixada.

Perceba que cada um desses modelos exige um período de adaptabilidade para a flexibilidade no trabalho ser devidamente desfrutada por todos, sem que o processo seja prejudicado na transição.

Mas, com boa dose de planejamento e uma conversa aberta e transparente com os profissionais, é possível desfrutar de novas condições melhoradas de trabalho na rotina corporativa!

Quais são os melhores exemplos de flexibilidade no trabalho?

Por fim, reunimos alguns exemplos de flexibilidade no trabalho para você ir além das dicas até aqui mencionadas. São eles:

  • feedbacks construtivos, em que gestores e subordinados fazem as suas respectivas análises;
  • uso de soluções on-line, que permitam a realização do trabalho de qualquer lugar, a qualquer hora;
  • flexibilidade para que o colaborador trabalhe de casa caso não se sinta bem ou tenha que cuidar dos filhos — ou qualquer outro tipo de situação que o impeça de ir à empresa nesse dia;
  • delegar tarefas com base no perfil de cada profissional, cujo expertise vai gerar mais liberdade e autonomia para ele realizar a tarefa com primor.

Assim, independentemente do tamanho da sua equipe de RH, é possível oferecer um modelo de negócio fácil de acompanhar e de propor novidades para toda uma empresa ser mais eficiente, produtiva e harmônica.

Tudo isso parece ótimo – e realmente é – mas é importante que você fique por dentro de como funciona a Lei Trabalhista para empresas que adotam a flexibilidade no trabalho. Para isso acesse o artigo;Trabalho remoto e reforma trabalhista: saiba o que mudou”. 

Como dissemos acima, você vai precisar contar com um sistema de RH moderno, que atenda a essa e outras demandas do mercado.

Então, se você está em busca de uma plataforma de Recursos Humanos eficiente para sua empresa, conheça a Xerpa, o melhor software para RH do Brasil!

Com o nosso sistema você vai:

  • reduzir o tempo nos seus processos de admissão de desligamento de funcionários;
  • ter um processo mais claro e seguro;
  • evitar penalizações, multas ou qualquer risco relacionados à questões legais e gestão de informação da empresa.

A Xerpa é a única que entrega uma experiência incrível e ainda resolve o problema real que o cliente tem. Fale com um especialista e descubra como reduzir 30% dos custos do seu RH.

Quer saber mais a respeito da flexibilidade no trabalho e os conceitos citados ao longo deste artigo? Então, aproveite para dar uma conferida em nosso post que trata, exclusivamente, do conceito de Smart RH! Boa leitura!

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.