Oferecer um bom plano de benefício é importante para trabalhar a atração e retenção dos melhores talentos na empresa.

As organizações que oferecem as condições de trabalho mais interessantes saem na frente pela disputa dos profissionais realmente preparados.

Além disso, as organizações percebem o retorno desses investimentos no próprio lucro. Afinal, pessoas com melhor qualidade de vida têm níveis de produtividade e engajamento maior.

Mas como criar um pacote que realmente traga esses resultados? Neste post, vamos dar algumas dicas e exemplo de plano de benefício na empresa que podem guiar a sua escolha. Acompanhe!

 

O que é plano de benefício?

Podemos definir plano de benefício como um pacote de programas oferecidos pela empresa ao funcionário para complementar a remuneração.

Um bom plano de benefícios ajuda a organização a diminuir os índices de rotatividade e atraindo novos talentos.

Também é interessante para o colaborador, que passa a ter um acordo de trabalho mais vantajoso e tende a atuar com maior engajamento.

 

Como escolher o melhor exemplo de plano de benefício na empresa?

Cabe ao Recursos Humanos definir qual o melhor pacote de benefícios para a organização, levando em consideração as metas a serem alcançadas e o desafio de engajar as equipes.

O departamento deve entender as necessidades e expectativas dos funcionários e, na medida do possível, criar condições que possam corresponder a essas demandas.

O RH também responde pelas condições de trabalho, mesmo que não sejam vistas à primeira vista como benefícios.

Um local agradável e ergonômico é condição primordial, mas a organização pode ir além e oferecer vantagens como salas de descompressão e flexibilidade de horário para driblar o acúmulo de estresse.

Além disso, a concessão de outros direitos que não são obrigatórios, mas podem fazer toda a diferença.

Para que atenda essa demanda com sucesso, é importante que a empresa conheça a fundo seus funcionários, suas necessidades e preferências. Esses benefícios devem estar alinhados com o planejamento financeiro e a cultura organizacional.

 

Como desenvolver um plano de benefício consistente?

O desenvolvimento de um pacote consistente de benefício deve passar por algumas etapas. Destacamos aqui as principais:

 

1. Analise os custos

A empresa deve definir o orçamento disponível e estudar quais benefícios podem ser oferecidos dentro desse planejamento. Falhar nesse ponto pode acarretar prejuízos ou problemas para a marca empregadora.

Também é importante definir os objetivos do programa de benefícios, que podem ser desde a retenção dos colaboradores, a atração de profissionais mais qualificados ou a contratação de executivos.

Para cada uma dessas metas é preciso pensar em benefícios específicos, já que cada um tem exigências diferentes.

 

2. Entenda as necessidades dos colaboradores

Um plano de benefícios atraente leva em consideração as necessidades dos colaboradores.

Para entender quais são essas necessidades, vale a pena fazer uma pesquisa entre todas as equipes. Essa estratégia vai ajudar a conhecer os funcionários e melhorar o clima organizacional.

Outra maneira de identificar bons benefícios é fazer uma pesquisa com a concorrência e entender quais tipos de incentivo funcionam para o setor de atuação da sua empresa. Essa estratégia deve ser complementar e não substituir a pesquisa interna.

 

3. Defina os pacotes

Depois de saber quanto a empresa pode gastar e as preferências dos funcionários, é hora de definir os pacotes de benefícios, que podem ser fixos ou flexíveis.

Alguns são obrigatórios e previstos por lei, enquanto outros são opcionais e podem ser incluídos à critério da empresa.

Lembre-se que esses pacotes de benefícios têm como principal objetivo ajudar na retenção de talentos. Então é importante que eles não atendam apenas às necessidades corporativas, mas que agradem os profissionais.

Faça pesquisas em academias do entorno ou com várias filiais e em instituições de educação renomadas para que essas vantagens possam realmente ser aproveitadas.

 

Quais são os principais exemplos de plano de benefício na empresa?

A empresa pode aderir a dois exemplos de pacote de benefício: fixos e flexíveis. Entenda melhor como funciona cada um:

 

Benefícios fixos

No pacote de benefícios fixos, a empresa oferece as mesmas vantagens para todos os funcionários, independentemente do seu cargo ou tempo de empresa.

Essa modalidade inclui os benefícios obrigatórios por lei, como 13° salário, férias, aposentadoria, convenção coletiva, entre outros.

O pacote também pode agregar outros por escolha da empresa, como gratificações, participação sobre lucros e assistência médico-hospitalar e odontológica, sempre com a intenção de melhorar as condições de trabalho e oferecer uma melhor qualidade de vida aos profissionais.

 

Benefícios flexíveis

No pacote de benefícios flexíveis, os funcionários escolhem exatamente o que vão receber, de acordo com as suas necessidades e estilo de vida.

Para que essa escolha seja possível, a empresa deve oferecer um pacote bem mais amplo, que inclua opções não tradicionais.

Dentre essas opções, ela pode oferecer auxílio-creche, convênio com clubes e academias, cursos de idiomas, entre outros.

Para que funcione, o pacote de benefícios flexíveis deve contar com algumas regras.

Um dos modelos usados é o sistema de pontos ― o colaborador tem um limite de pontos para contratar e cada benefício equivale a uma quantidade de pontos.

Assim, podem ser montados pacotes justos e que atendam aos desejos de cada funcionário.

Essa seleção é definida no começo de cada semestre ou ano, para que o RH consiga se organizar e fechar cada um dos convênios e parcerias.

Isso também requer organização do funcionário, sabendo que se abrir mão da assistência médica não poderá recorrer a esse benefício em uma emergência, por exemplo.

Vale lembrar que implantação de um plano de benefícios flexíveis pode variar de acordo com a política de cada empresa.

 

Tendo acesso a um bom exemplo de plano de benefício na empresa e sabendo como administrar esse pacote, a organização tem um ganho considerável na reputação como empregadora e pode até mesmo aumentar seu valor de mercado em relação à concorrência.

 

Se você gostou desse conteúdo e quer receber mais informações que vão ajudar na gestão de pessoas da sua organização, siga os nossos perfis no Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.