evolução da gestão de pessoas

Evolução da gestão de pessoas: conheça os principais avanços na área

Ao longo dos últimos anos a evolução da gestão de pessoas trouxe aos RHs um papel mais estratégico dentro das empresas. Se antes a questão burocrática era vista como a parte mais essencial da relação empregado/empregador, o cenário atual é outro.

Hoje a preocupação principal é conseguir aliar a qualidade de vida do colaborador aos objetivos da empresa. O capital humano é visto como a pedra preciosa da empresa. Se bem cuidado será de fato o grande responsável pelos bons resultados da organização.

E essa evolução da gestão de pessoas não se deve apenas a essa realocação do setor em relação ao fluxo de trabalho da empresa, mas também a revolução digital.

Por meio dela, o setor adotou tecnologias que otimizaram os processos burocráticos, tornando tudo mais ágil. Dando assim, mais liberdade aos profissionais do setor para se dedicarem a questões estratégicas que engajem os profissionais diariamente.

Avanços que vão desde ferramentas de automação a novos conceitos de liderança. Tudo implantado em função da evolução da gestão de pessoas.

Quer saber como se deu a evolução da gestão de pessoas ao longo das últimas décadas e quais foram os principais avanços? Neste artigo falaremos um pouco como se deu essa evolução e quais os impactos dentro das empresas e do RH. Confira!

O que é gestão de pessoas

A gestão de pessoas  se explica por um conjunto de estratégias e metodologias aplicada pela empresa com o intuito de motivar e engajar os colaboradores.

O principal objetivo da gestão de pessoas é motivar os profissionais para garantir a satisfação dos mesmos. Assim a produtividade e o desempenho se mantém em alto nível.

A gestão de pessoas na história do Brasil

Foi no século XIX que começaram a surgir os primeiros departamentos pessoais das empresas. Com eles uma única responsabilidade: mensurar os custos da empresa.

Não existia uma ideia da importância da gestão de pessoas, o valor dos funcionários era estritamente profissional e contábil para a empresa. Com a evolução da gestão de pessoas as relações pessoais ganharam força.

E tudo começou a em meados de 1943 quando o então presidente Getúlio Vargas sancionou a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Mesmo ainda com um trabalho considerado burocrático, já era levado em conta, mesmo que inicialmente, um conceito de gestão de pessoas. Onde os profissionais tinham direitos que aumentava a importância da sua relação mais próxima com a empresa.

Mas foi na década de 70 com a revolução digital e a facilidade de acesso a informação, que chegou a grande evolução da gestão de pessoas.

Num cenário em que o capital humano se tornou extremamente valioso e a empresa precisou criar estratégias e ações para manter os profissionais motivados.

Os principais avanços da evolução da gestão de pessoas

A evolução da gestão de pessoas não se deu apenas no sentido teórico e estrutural. Na prática a revolução digital trouxe inúmeros avanços para facilitar a relação entre empregado e empregador.

Conheça alguns dos principais avanços que contribuíram com a evolução da gestão de pessoas.

Automação de processos

A evolução da gestão de pessoas foi bastante facilitada com o surgimento de softwares e ferramentas de automação. Isso porque os processos burocráticos foram diminuídos e consequentemente abriu-se espaço para o planejamento estratégico.

Com a automação, os profissionais de RH acabaram ganhando mais tempo para se dedicarem a ações estratégicas. Tarefas como gestão de ponto, geração de holerites e avaliação de desempenho foram algumas das tarefas que puderam ser automatizadas.

Sendo assim, tarefas de gestão burocrática foram complementadas com tarefas de gestão de pessoas, como planos de engajamento, atração e retenção de talentos.

 

Análise de dados

Reunir um grande número de informações para tomar decisões mais assertivas é fundamental no mercado atual. E com a evolução da gestão de pessoas o Big Data se tornou uma grande ferramenta de análise para o RH.

Além de oferecer informações mais completas, permitindo uma visão ampla da empresa ele pode oferecer insights preciosos para as tomadas de decisão.

Mas como o Big Data contribuiu com a evolução da gestão de pessoas? Por meio dele os gestores e o RH puderam ter uma visão mais ampla da empresa.

Seja para identificar o perfil correto para preencher vagas, como para fazer uma análise comportamental de todos os colaboradores. Pois assim, é possível saber exatamente o que motiva e o que o desmotiva cada profissional diariamente.

Sem contar que ele apresenta uma série de dados que podem ser usados para desenvolver capacitações e treinamentos. Isso porque o Big Data serve também como um medidor de desempenho para que assim você saiba exatamente onde direcionar seus investimentos.

 

Novos conceitos de liderança

A evolução da gestão de pessoas sem dúvida passa pela mudança do conceito de liderança. Se antes o chefe mandava e o subordinado obedecia, hoje a relação é muito mais próxima e todos tem sua devida importância na equipe. E tudo vai muito além disso.

Se só o chefe tinha poder de decisão anteriormente, hoje o líder é capaz de ouvir todos para criar insights que transformem sua decisão em um caráter mais assertivo. E assim criou-se maior flexibilidade nas relações, independente do cargo dos profissionais.

Todos hoje querem ter voz dentro da empresa, mesmo que seja apenas para dar uma opinião positiva ou negativa sobre algum detalhe.

A chamada liderança positiva impactou diretamente a evolução da gestão de pessoas. O líder atual precisa ver além das limitações, prezando por um bom clima organizacional e desenvolvendo boas relações entre a equipe, pensando sempre de forma coletiva.

 

Uma nova geração de profissionais

Enquanto as outras gerações se satisfaziam apenas com um bom emprego, um bom salário e benefícios, a nova geração se preocupa em ser feliz. E isso faz com que a evolução da gestão de pessoas siga o ritmo dessas exigências.

As novas gerações colocam o bem-estar no topo de suas necessidades. E esse impacto é direto na sua produtividade diária. Se ele está insatisfeito profissionalmente não pensará duas vezes para sair da empresa.

Em compensação se ele for motivado e estimulado o alto rendimento fará parte da sua rotina diária. Além disso, a nova geração quer ter voz, ser ouvida e fazer parte das decisões da empresa.

E o lado bom dessa evolução da gestão de pessoas é que os profissionais se tornaram mais flexíveis às mudanças e possuem uma característica multifuncional. Que obviamente surgiu devido à revolução digital e a facilidade de acesso à informação.

O RH precisa saber lidar com essas novas gerações. Não só possibilitando um bom salário, benefícios e etc. Mas entendendo o que lhes deixa feliz e motivado, já que nesse caso os novos desafios e o bem-estar pessoal e profissional é que movem essa nova geração.

 

Valorização de benefícios corporativos

O salário sempre era o principal diferencial das empresas no momento de atrair um profissional e retê-lo na empresa. Entretanto, no cenário atual, apenas o salário pode não ser suficiente para segurar um colaborador.

Além de um bom ambiente de trabalho, os profissionais atuais desejam receber benefícios das empresas. Cerca de 40% dos profissionais que estão empregados declararam valorizar e muito um bom pacote de benefícios, segundo pesquisa da Catho.

E oferecer benefícios se tornou não só um diferencial competitivo de mercado, mas parte de processo de evolução da gestão de pessoas.

E hoje eles vão além dos comuns VR, VT e assistência médica. Chegando a participações nos lucros, vale cultura, vale academia, horários flexíveis, convênio com lojas de eletrônicos, bem-estar financeiro, roupas, faculdades e etc.

Isso demonstra a importância que cada detalhe estratégico teve na evolução da gestão de pessoas. Sendo que a busca pela motivação e felicidade do colaborador se tornou objeto de desejo dos RHs.

>> Neste livro digital oferecemos excelentes dicas para a sua empresa construir uma Carteira de Benefícios competitiva. Clique aqui e baixe agora mesmo!

O RH e sua importância estratégica

Com a evolução da gestão de pessoas os RHs abriram mão de seu caráter extremamente burocrático de antigamente. Quem hoje ainda vê o RH com um setor apenas de burocracia tende a ficar para trás da concorrência.

Isso porque esse setor é fundamentalmente estratégico e com foco na gestão de pessoas. Buscando sempre desenvolver estratégias para manter os empregados motivados e engajados com os objetivos da empresa.

A empresa que consegue ter essa visão de que cada colaborador vale ouro para ela, tem grandes chances de alcançar bons resultados. Isso porque a excelência da organização depende do trabalho bem feito de seus colaboradores.

E quanto mais motivados eles estiverem, maiores são as chances da produtividade ficar em alta. A evolução da gestão de pessoas é mutável e constantemente novas tecnologias surgem para dar apoio ao RH nesse desafio.

Por isso, é preciso que as empresas se mantenham atentas a revolução digital e a satisfação de seus funcionários. Pois assim, todas as decisões serão mais assertivas.

 

Gostou do nosso artigo? Deixe um comentário e diga para nós como você vê a evolução da gestão de pessoas ao longo dos anos.

 

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.