Estresse e qualidade de vida no trabalho é objeto de estudo de inúmeras pesquisas que mostram como boa parte dos profissionais está ficando mais estressada por causa do trabalho.

Estresse, essa é uma palavra que costuma causar arrepios entre colaboradores e a equipe de RH das empresas. Isso porque, é cada dia mais comum uma realidade empresarial onde as pessoas vivem estressadas, afetando sua saúde.

O estresse foi uma das maiores causas de afastamento do trabalho nos últimos dez anos, segundo a Previdência Social. Nesse período, afastamentos por transtornos emocionais e mentais  aumentou quase 20 vezes.

E para combater esses números alarmantes, o trabalho do RH em relação ao estresse é incessante. Não é fácil lidar com as cobranças diárias no ambiente empresarial, portanto são necessárias ações que foquem no estresse e qualidade de vida no trabalho.

E o estresse em si não só afeta a produtividade e a motivação profissional como traz problemas de saúde física e mental.

Para melhorar esse cenário traremos vamos explicar o que é estresse e falar de algumas ações que podem ser importantes na relação estresse e qualidade de vida no trabalho. Confira, logo abaixo!

Estresse: o que é?

“O estresse é uma defesa natural que nos ajuda a sobreviver, mas a cronicidade do estímulo estressante acarreta consequências danosas ao nosso organismo.” (Alexandrina Meleiro – Autora do livro “Psiquiatria Estudos Fundamentais”).

A autora e psiquiatra, Alexandrina Meleiro, aponta ainda algumas doenças que podem ser causadas pelo estresse:

  • pressão alta;
  • infarto;
  • dores musculares;
  • dores nas costas;
  • dores na região cervical;
  • alterações de pele.

A palavra estresse foi utilizada pela primeira vez em 1926 pelo endocrinologista Hans Selye.

Ele usou a palavra para explicar uma série de reações de pacientes que sofriam de diferentes patologias. Em 1974, ele mudou a definição para uma resposta não específica do corpo a qualquer exigência”.

No dicionário, a definição de estresse é:

“Exaustão física ou emocional provocada por várias e distintas razões, por sofrimento, doença, cansaço, pressão, trauma, sendo definida pela perturbação da homeostasia, do equilíbrio, que leva o organismo a se adaptar através do aumento da secreção de adrenalina”.

Independente do verdadeiro significado do estresse, o que se sabe é que lidar com o estresse e qualidade de vida no trabalho não é tarefa fácil. E quem descobre o segredo para manter os funcionários motivados e felizes tem a chave para o sucesso.

Dados sobre estresse no Brasil

Uma pesquisa recente da International Stress Management Association (Isma – Brasil) colocou o Brasil como o segundo país mais estressado do mundo. A primeira posição ficou com o Japão.

E 69% das pessoas aponta o trabalho como o principal motivo do seu estresse. Entre as principais causas relatadas estão a sobrecarga das tarefas, longas jornadas de trabalho e a tensão do ambiente corporativo, devido a más relações entre funcionários e gestores.

E não para por aí! Segundo a Previdência Social, as pessoas que sofrem de algum transtorno emocional ou mental, que pode ser ocasionado por estresse, ficam mais de 100 dias longe do trabalho.

Estima-se que até 2030 serão gastos mais de 6 trilhões de dólares em função de pessoas com transtornos psicológicos e emocionais. Daí a importância do RH se colocar à frente de ações estratégicas que consigam lidar com o estresse e qualidade de vida no trabalho.

Como melhorar a qualidade de vida no trabalho: 5 ações 

Para conseguir mudar esse cenário, o RH precisa tomar algumas medidas que vão de encontro com o estresse e qualidade de vida no trabalho. Desde orientação de líderes até flexibilização de horários no trabalho.

Conheças algumas ações possíveis de como melhorar a qualidade de vida no trabalho!

1. Flexibilização de horários de trabalho

O excesso na jornada de trabalho aparece como uma das principais causas do estresse no trabalho. Além de cobranças excessivas, muitos colaboradores sequer tem tempo para “respirar” dentro da empresa. E esse universo empresarial, quase imparável, deixa o colaborador doente.

A flexibilização de horários de trabalho quando possível aparece como alternativa para melhorar a qualidade de vida do profissional. A rotina de trabalho nas grandes capitais é estressante.

Demora para chegar a empresa, trânsito, rodízio de veículos e afazeres pessoais. É praticamente impossível conciliar tudo isso sem ter um mínimo de estresse. Por isso que a flexibilização de horários é tão valorizada atualmente.

Seja com home-office uma vez na semana ou saídas antecipadas em algum momento. Na Avon, os funcionários saem 1h mais cedo no inverno. Já na Avaya os colaboradores trabalham 8h horas diárias, mas podem escolher o horário de entrada e saída.

2. Palestras para conscientização sobre saúde mental

Apesar dos dados alarmantes sobre estresse e qualidade de vida no trabalho são poucas as empresas que possuem um programa de saúde mental. Apenas 18% das organizações têm algum tipo de planejamento referente ao estresse, segundo pesquisa da Isma-BR.

Só que não criar ações que possam mudar esse cenário só acarreta em um aumento ainda maior de doenças e afastamentos do trabalho.

Por isso, é muito importante que as empresas reconheçam o problema do estresse e qualidade de vida no trabalho para dar apoio aos seus colaboradores.

Seja com palestras para conscientização sobre saúde mental ou até indo mais além, oferecendo oficinas e atendimentos psicológicos regulares. A ideia e o plano desse tipo de ação é ajudar quem sofre com estresse a vencer todo o preconceito em torno do problema.

E não só isso, mas também incentivando e dando apoio para que eles procurem ajuda o mais rápido possível.

3. Orientação dos líderes

A liderança tem um completo impacto sobre as atitudes da equipe dentro da organização. A influência sobre o desempenho dos seus colaboradores é visível.

Se a empresa possui um bom líder, a produtividade é alta. Agora se o líder é um carrasco, os resultados são comprometidos e o estresse aumenta.

É por isso que os RHs precisam estar cada vez mais atentos a construção de lideranças dentro das empresas. Conscientizando os líderes/gestores sobre sua importância na execução das tarefas, mas também na qualidade de vida dos colaboradores.

Uma pesquisa da Associação de Psicologia dos Estados Unidos apontou que 75% dos funcionários americanos citam o chefe como o que causa estresse no trabalho.

Por isso que o RH precisa manter um controle gerencial sobre os líderes. Seja com feedbacks constantes, formações ou orientação sobre a importância deles no estresse e qualidade de vida no trabalho.

4. Prevenção do estresse

Outra boa opção para lidar com o estresse e qualidade de vida de no trabalho é através da prevenção. Ela pode vir através de pequenas situações e benefícios criados pelo RH que possam oferecem algum tipo de relaxamento aos funcionários.

E existem opções bastante viáveis. Elas vão desde a acupuntura, massoterapia, meditação acupuntura e yoga.

São terapias que podem ser planejadas no próprio ambiente de trabalho, em dias determinados ou até em convênios com clínicas que ofereçam esse serviço.

Iniciativas que parecem simples, mas que podem mudar completamente a relação estresse e qualidade de vida no trabalho.

5. Ambientes para relaxar

É impossível trabalhar 8h por dia sem parar. O descanso e os momentos de relaxamento são um combustível para que o colaborador não se estresse e perca a motivação.

Um levantamento do jornal Estado de Minas mostrou que a produtividade aumenta de 30% a 50% quando há um ambiente favorável na empresa.

Estamos falando de espaços que fujam exclusivamente da rotina diária. Ou seja, empresas que oferecem algo novo e desestressante. Por exemplo: espaço leitura, soneca, sala de games e espaços para massagem aumentam o rendimento de seus colaboradores.

Segundo uma pesquisa da empresa americana Right Management, equipes motivadas se tornam 50% mais produtivas. Portanto, é essencial manter os colaboradores desestressados para continuar mantendo-os motivados.

Estresse e qualidade de vida no trabalho: é hora de mudar!

Conseguir criar ações para o estresse e qualidade de vida no trabalho se tornou objeto de desejo para as equipes de RH. As empresas que conseguem manter os colaboradores relaxados e felizes se diferenciam no mercado.

Isso porque, quando o colaborador se vê motivado e não estressado, ele fica menos doente, falta menos ao trabalho e tem maiores chances de produzir em alto nível. Sendo assim, o excesso de estresse e qualidade de vida no trabalho não combinam.

Ou você tem uma equipe totalmente estressada ou uma equipe feliz e com qualidade de vida. Mas encontrar o equilíbrio não é tarefa fácil e exige uma dedicação total do RH sobre a satisfação dos colaboradores no dia a dia da empresa.

Ao longo do conteúdo apresentamos algumas ações para sua empresa lidar com o estresse e a qualidade de vida no trabalho. E você que ações aplica no dia a dia para diminuir o estresse na sua empresa? Conte para nós deixando um comentário no artigo!

E para gerenciar a sua equipe sem perder nenhum aspecto importante da gestão de pessoas, um bom software de RH pode ajudar. Com a Xerpa sua empresa terá acesso a benefícios como:

  • reduzir o tempo nos seus processos de admissão de desligamento de funcionários;
  • ter um processo mais claro e seguro;
  • evitar penalizações, multas ou qualquer risco relacionado à questões legais e gestão de informação da empresa.

Xerpa é a única que entrega uma experiência incrível e ainda resolve o problema real que o cliente tem. Fale com um especialista e descubra como reduzir 30% dos custos do seu RH.