Escolher os candidatos certos para preencher as vagas em aberto é uma das tarefas mais importantes do RH. Afinal, sem uma equipe qualificada e alinhada com os objetivos do negócio, é impossível fazer a empresa se destacar no mercado. Por isso, é essencial estar por dentro das principais estratégias de recrutamento de funcionários.

Em meio a tantos profissionais disponíveis, como encontrar o talento perfeito para a posição que você oferece? Como fazê-lo ficar interessado em se juntar à sua empresa?

Para ajudar nessa missão, reunimos neste artigo as principais estratégias de recrutamento usadas para atrair profissionais de qualidade. Se interessou? Confira a seguir!

 

O que são estratégias de recrutamento?

Estratégias de recrutamento são medidas implementadas pelo RH para atrair profissionais alinhados à vaga oferecida pela empresa.

O objetivo desses processos é buscar nos candidatos duas características básicas: habilidades técnicas satisfatórias e perfil comportamental adequado.

Analisar as experiências e competências é essencial para saber de antemão se o funcionário será capaz de executar suas tarefas com qualidade.

Já a parte comportamental diz respeito à identificação do colaborador com os valores da empresa, que se refletem no convívio diário e nos processos de trabalho.

Ter essa preocupação antes mesmo de iniciar o processo seletivo ajuda a garantir a permanência dos funcionários na empresa por um longo período.

Contratar pessoas identificadas com a cultura organizacional desde o início aumenta o engajamento e reduz o turnover, o que faz com que a empresa cresça mais rápido e com mais consistência.

 

Quais são as principais estratégias de recrutamento de funcionários?

Com o avanço da internet e das redes sociais, o comportamento dos candidatos na busca por emprego mudou consideravelmente.

Por isso, as empresas precisam se adaptar ao novo cenário e adotar estratégias de recrutamento de funcionários cada vez mais inovadoras.

Confira a seguir uma lista com 5 das medidas mais efetivas para atrair bons talentos.

 

1. Funil de contratação

Antes de iniciar o recrutamento, a primeira tarefa do RH é elaborar um funil de contratação bem detalhado.

Essa estratégia consiste em montar um cronograma com todas as etapas e datas do processo seletivo, da primeira triagem ao momento da decisão final.

Também deve ser definido o número de candidatos que participarão de cada fase, a fim de orientar com mais precisão as escolhas feitas ao longo do processo.

É claro que esse plano pode sofrer alterações, mas serve como guia para tornar os objetivos mais claros e tangíveis.

Um funil de contratação completo conta com:

  • triagem de currículos;
  • testes online;
  • entrevistas com o RH;
  • dinâmicas e testes presenciais;
  • entrevistas com a equipe;
  • entrevista final com o gestor;
  • onboarding.

Dependendo da posição e da situação, algumas dessas fases podem ser suprimidas.

O importante é que o funil seja desenhado de modo a avaliar todas as características necessárias para a posição em aberto.

Se um teste e uma entrevista forem suficientes, não é preciso alongar demais o processo.

 

2. Plataformas de recrutamento

Utilizar plataformas online é uma estratégia de recrutamento de funcionários praticamente obrigatória nos dias de hoje.

Entre as diversas opções disponíveis, as mais comuns são os tradicionais sites de anúncios de vagas. Alguns deles, inclusive, atendem a nichos específicos, e podem ser ótimas alternativas para encontrar talentos de segmentos como TI e comunicação.

Outra boa alternativa é o LinkedIn, a maior rede social para contatos profissionais do mundo.

No site, é possível publicar currículos, vagas, artigos e formar grupos de discussão, além de acessar ferramentas exclusivas para recrutadores. Os filtros de busca e o poder de criar relacionamentos são as maiores vantagens dessa plataforma.

Há, ainda, sites que cuidam de todas as etapas do processo seletivo, disponibilizando ferramentas para testes online e entrevistas à distância, por exemplo.

Outra tendência é a formação de marketplaces de profissionais, nos quais as empresas buscam os currículos dos candidatos, e não o contrário.

 

3. Bonificação por indicação de talentos

Solicitar indicações dos próprios colaboradores para preencher as vagas da empresa é uma excelente estratégia de recrutamento.

Ninguém melhor que as pessoas que vivem o dia a dia da organização para saber quem tem o perfil adequado para enfrentar os desafios do negócio.

Muitas empresas bonificam seus funcionários pela indicação de profissionais para posições em aberto.

É preciso apenas tomar o cuidado de condicionar o benefício à qualidade do profissional recomendado, para que se mantenha o alto nível dos candidatos dos processos seletivos.

 

4. Descrições de vagas atrativas

A descrição da vaga é o primeiro contato da empresa com o candidato, por isso deve ser escrita para causar uma ótima impressão.

A cultura organizacional precisa ser comunicada já neste momento, para que o talento saiba exatamente o que o esperar nas entrevistas e no dia a dia, caso seja contratado.

Fique atento à linguagem utilizada e ao conteúdo do texto, para que ele esteja perfeitamente alinhado à identidade e aos valores da organização.

Além disso, é necessário oferecer todos os detalhes sobre as habilidades técnicas e comportamentais desejadas, para que candidato possa avaliar se está ou não apto para a função.

 

5. Banco de talentos

Organizar um banco de talentos é uma estratégia de recrutamento de funcionários muito importante em longo prazo.

O ideal é que todos os CVs recebidos sejam catalogados e armazenados em um sistema. Assim, será fácil localizar os profissionais mais adequados quando aparecer uma nova vaga.

Além de profissionais do mercado, o banco de talentos também deve reunir colaboradores internos.

Dependendo da posição, pessoas que já estão familiarizadas com a empresa são as melhores opções para assumir a função desejada e entregar os melhores resultados.

Essa também é uma forma de valorizar e dar oportunidade para funcionários que queiram mudar de cargo ou departamento.

 

Chegamos ao fim da nossa lista com as principais estratégias de recrutamento de funcionários! Agora que você já está por dentro do assunto, que tal colocar o que aprendeu em prática? Analise as necessidades da sua empresa, escolha as táticas mais adequadas e mãos à obra!

Gostou do artigo? Não se esqueça de compartilhá-lo nas redes sociais. Assim, você ajuda outros profissionais de RH a conhecer as principais técnicas de recrutamento do mercado!