estratégias de benefícios para funcionários

Como desenvolver estratégias de benefícios para funcionários?

Benefícios e retenção de talentos andam lado a lado. Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, empresas que oferecem compensações significativas saem na frente na hora de atrair os melhores profissionais. Por isso, se você quiser ter vantagem na guerra pelo talento, é preciso desenvolver estratégias de benefícios para funcionários.

Essa não é uma tarefa fácil, mas quando bem feita pode trazer ótimos resultados para a gestão de pessoas. Pensando nisso, explicamos neste artigo os principais passos para criar estratégias de benefícios para funcionários de modo adequado. Quer saber mais? Confira tudo a seguir!

Por que os benefícios são importantes?

Como adiantamos na abertura do post, a maior vantagem das estratégias de benefícios para funcionários é o aumento no poder de atração e retenção de talentos.

Mesmo em um mercado em crise, bons profissionais seguem contando com muitas opções de emprego, devido à escassez de mão de obra qualificada em diversos setores. Nesse cenário, apenas um bom salário não é capaz de brilhar os olhos de candidatos e colaboradores. É preciso algo a mais.

Esse diferencial reside no pacote de benefícios. Para se ter uma ideia, em um estudo feito nos EUA, 32% dos participantes afirmaram planejar mudar de emprego em um futuro próximo. Desses, 15% disseram que a falta de benefícios satisfatórios é o principal motivo.

A atração e retenção de talentos se destacam, mas não são as únicas vantagens de investir em estratégias de benefícios para funcionários. A longo prazo, essa iniciativa ajuda a aumentar a satisfação, o engajamento e a produtividade dos colaboradores. Isso significa mais qualidade nas entregas e mais relevância para a empresa no mercado.

Porém, para obter esses resultados, é preciso ir muito além do básico. Muitos empreendedores pensam que oferecer vale-transporte, vale-refeição e plano de saúde é o suficiente para manter os colaboradores por perto, mas não é assim que funciona.

É necessário investir em um pacote completo, com benefícios criativos, únicos e, principalmente, relevantes para o dia a dia dos funcionários. Não precisam ser os mesmos benefícios oferecidos por outras empresas, nem ser muito numerosos. Preze pela qualidade ao invés da quantidade.

Assim, será possível garantir a felicidade no trabalho e aumentar o orgulho em pertencer à organização.

>> Para saber mais sobre quais benefícios escolher, confira este outro post do blog:
Benefícios adicionais: uma valorização fora da caixa. <<

Como criar estratégias de benefícios para funcionários?

Desenvolver estratégias de benefícios para funcionários requer muito planejamento. Não adianta implementar benefícios por modismo ou sem fazer um estudo adequado. Se eles não forem capazes de satisfazer os colaboradores, todo o tempo e dinheiro investidos na iniciativa serão em vão.

A seguir, confira os principais passos para desenhar essa estratégia de maneira eficiente:

  • descubra o que os colaboradores desejam;
  • avalie as opções e o custo-benefício;
  • fique atento às inovações da área.

Descubra o que os colaboradores desejam

Não são todos os benefícios que valem o investimento, principalmente no início da estratégia. Use seu orçamento com sabedoria, implementando apenas benefícios que sejam realmente relevantes para o dia a dia pessoal e profissional dos colaboradores.

Entre os mais populares, podemos citar os benefícios com foco em saúde e bem-estar, plano de carreira e políticas como home-office e horários flexíveis, que aumentam a qualidade de vida.

Porém, isso não é regra: o que é importante para os funcionários de uma empresa pode não ser outra, devido à diferenças de perfil, geração e prioridades dos profissionais.

A melhor maneira de descobrir o que os colaboradores realmente querem é perguntando a eles. Por isso, realize periodicamente uma pesquisa de benefícios na empresa. Assim, será possível avaliar com precisão a satisfação da equipe com o pacote atual e determinar melhorias para manter a satisfação em alta.

Avalie as opções e o custo-benefício

Uma vez que esteja claro quais são os benefícios mais desejados pelos colaboradores, pesquise as melhores opções disponíveis no mercado.

Avalie o investimento que precisa ser feito e o custo-benefício de cada parceiro ou fornecedor. Esse estudo é essencial para montar um pacote de qualidade sem comprometer as receitas da empresa.

Não há sentido em oferecer benefícios que a empresa não consegue custear. Isso só vai gerar desequilíbrio financeiro e frustração na equipe, em caso de cancelamentos ou atrasos na concessão das compensações.

Então, quanto gastar, exatamente? Isso vai depender muito do tamanho da empresa e dos benefícios inclusos no plano. A maioria das organizações gastam cerca de 30% do salário de cada empregado no pacote de benefícios. Procure manter o seu investimento nesta faixa, caso a saúde financeira do negócio permita.

 

Fique atento às inovações da área

Para acertar nas estratégias de benefícios para funcionários, fique sempre atento às inovações da área. Assim, você estará por dentro do que está acontecendo no mercado, sobretudo nos seus concorrentes, e poderá criar um plano poderoso para atrair e reter colaboradores.

Por exemplo: uma das maiores tendências globais em benefícios corporativos é o salário sob demanda. Nesse modelo, o funcionário pode receber o salário dos dias já trabalhados no mês a qualquer momento, sem esperar uma data de pagamento fixa.

O app Xerpay é o exemplo perfeito de como isso funciona. Por meio de uma plataforma simples e intuitiva, o colaborador pode acompanhar seus ganhos e solicitar o pagamento online. O dinheiro cai na conta imediatamente, sem complicações.

Um benefício como esse é capaz de ajudar os funcionários a terem mais controle sobre o próprio dinheiro, pois facilita o planejamento dos gastos mensais. É essa relevância que vai impressionar os melhores profissionais e ajudar a mantê-los na sua empresa.

Isso se estende a outros benefícios com diversos focos. Uma boa tática é se inspirar em empresas que são referência em gestão de pessoas, como o Google, na hora de montar o seu plano.

Inclua áreas de lazer, lanches gratuitos, plano de carreira estruturado, vale-cultura, auxílios práticos para a casa e o que mais a sua criatividade e o seu orçamento permitirem.

Como vimos ao longo do post, desenvolver estratégias de benefícios para funcionários não é simples, mas pode trazer grandes resultados para o negócio. Por isso, coloque o que aprendeu em prática, fazendo um estudo minucioso sobre o que os seus colaboradores esperam da empresa. Os resultados com certeza serão grandiosos.

 

Gostou do artigo? Para se aprofundar no assunto, confira este outro post do blog e saiba mais sobre a relação entre benefícios e clima organizacional!

 

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.