Saiba como fazer escrituração fiscal corretamente

escrituração fiscal

A escrituração fiscal é o processo de registro formal de informações e documentos fiscais gerados por uma empresa. Estes dados devem ser apurados e organizados para posterior envio para a Fazenda Pública.

Todo processo que envolve a escrituração fiscal exige conhecimento e atendimento da legislação tributária e fiscal, a fim de garantir o cumprimento das normas vigentes e transparência nas informações prestadas ao Fisco.

Desta forma, toda empresa, independente do seu enquadramento fiscal, tem a obrigação de informar suas movimentações, dados sobre faturamento, impostos pagos e quaisquer outras questões que possam ser relevantes para o Fisco. A transmissão destes dados é feita por meio da escrituração fiscal.

Neste artigo, você vai entender como prestar contas aos órgãos controladores por meio deste processo, além disso, vai ter acesso a dicas interessantes que vão ajudar na realização desta obrigação, garantindo a segurança, eficiência e celeridade no procedimento de escrituração fiscal da sua empresa. Acompanhe!

 

Veja quais são os principais tipos de escrituração fiscal

Entre as principais escriturações fiscais destacamos as mais conhecidas e utilizadas pelos empresários: escrituração de entradas de saídas, de serviços prestados e tomados, de conhecimentos de transportes e a de Livro de Movimentação de Combustíveis.

Entenda um pouco mais a respeito dos conceitos e aplicações de cada uma destas escriturações:

 

Escrituração de entradas e saídas

Refere-se ao controle e registro das movimentações de entradas e saída da empresa, tanto dos documentos fiscais de compra quanto dos documentos fiscais de venda de mercadorias.

Como a legislação brasileira é muito complexa, para cada tipo de entrada há também um tipo de tributação. Desta forma, se faz necessário que a empresa relacione todos os documentos fiscais que transitaram na empresa, em ordem cronológica e seguindo as regras vinculadas à correta identificação do Código Fiscal de Operações e Prestações (CFOP).

 

​Escrituração de serviços prestados e tomados

Além das entradas e saídas a empresa também deve registrar todos os documentos fiscais relacionados à contratação e prestação de serviços.

Para identificar quais são eles, basta avaliar se eles estão vinculados à cobrança do Imposto Sobre Serviços (ISS), em caso afirmativo, tratam-se de documentos de escrituração obrigatória.

Isto posto, cumpre ressaltar que nesta situação só devem ser informados ao Fisco os serviços contratados sujeitos à obrigação de pagamento do ISS.

A regra quanto ao registro é semelhante ao de entradas e saídas, ou seja: registro em ordem cronológica e respeitando as regras determinadas pela legislação aplicável.

 

Escrituração de Conhecimentos de Transportes

Ainda, seguindo a linha das principais modalidades de escrituração, há também a regra que trata da escrituração de serviços de transportes, tantos para os serviços prestados quanto para os serviços contratados.

As empresas que utilizam (ou prestam) este tipo de atividade ficam obrigadas à escrituração de todos documentos fiscais relacionados ao serviço. A regra vale tanto na esfera municipal quanto na estadual e federal.

 

​Escrituração de Livro de Movimentação de Combustíveis

Muito embora esta seja uma escrituração voltada para um segmento bem específico, ela ainda é uma das mais comuns, juntamente com as citadas anteriormente.

De acordo com a legislação que versa a respeito do assinto, o LMC deve ser escriturado pelas empresas que comercializam combustíveis. Durante o processo de envio de dados ao Fisco deverão ser apresentadas informações completas a respeito da entrada e saída de combustíveis.

 

​Agora que você já conhece um pouco sobre os tipo de escrituração mais comuns, quer saber como fazer uma escrituração fiscal eficiente? Então acompanhe as próximas dicas!

 

Conheça dicas para realizar uma escrituração bem feita

Para que o processo de escrituração seja bem feito e reflita informações compatíveis com a realidade do negócio, é muito importante ficar atento a algumas questões importantes. A primeira delas trata especificamente da organização de informações.

 

Organização dos documentos fiscais

O primeiro passo para uma escrituração fiscal eficiente começa bem antes do processo de escrituração em si. Na verdade, o segredo de um bom registro de informações está na organização da documentação fiscal.

Todo processo que envolve a escrituração fiscal exige que o empresário tenha comprometimento com as suas obrigações, mantendo todos os documentos organizados em ordem cronológica e os dados devidamente atualizados. É importante adotar uma rotina de trabalho que já considere a organização prévia destas informações, isso vai evitar falhas ou atrasos na escrituração.

Dica: se você identificar que algum documento fiscal está com informações incorretas, realize a correção imediatamente. Não espere a aproximação do prazo de escrituração para fazê-lo.

A escrituração fiscal permite que a empresa se mantenha regular junto ao Fisco, assim, a obrigação pode ser utilizada como forma de adotar estratégias de gestão, reduzindo custos e aproveitando os benefícios fiscais que possam surgir oportunamente.

Fique atento à apuração dos impostos

Dedique um tempo extra para a apuração do correto cálculo e recolhimento dos impostos. Qualquer erro relacionado a isso pode gerar a incidência de multas e juros, que por sua vez, podem representar riscos sérios para o seu negócio.

Como as informações prestadas por meio da escrituração fiscal são digitais, a fiscalização pode identificar erros quase que simultaneamente.

Na apuração dos impostos, é importante ficar atento às seguintes questões no documento fiscal:

  • alíquotas de impostos (municipais, estaduais e federais).
  • correta identificação do Código Fiscal de Operações e Prestações (CFOP);
  • correta identificação do Código de Situação Tributária (CST); e,
  • registro de informações relativas a impostos como COFINS, CIDE, ICMS, IOF, IPI,ISS e PIS.

Quando o empresário dedica uma atenção especial à apuração dos impostos, além de garantir a segurança perante à fiscalização, ele também tem condições de analisar métricas, emitir relatórios e avaliar qual o melhor enquadramento tributário para o seu negócio.

 

Registre todas as informações contábeis

A escrituração digital é uma ferramenta que facilitou muito o trabalho dos empresários e do próprio Fisco. À vista disso, aproveite as facilidades trazidas pela tecnologia para registrar todas as informações em tempo real.

Essa prática vai garantir que você tenha mais tempo de verificar possíveis erros, além de permitir a realização diária da conciliação fiscal e contábil.

A possibilidade de lançar as informações em tempo real garante que o empresário fique mais seguro quanto à ocorrência de erros ou à ausência de informações durante o processo de escrituração.

Muitos profissionais deixam esta tarefa para o final do mês, entretanto esta não é a prática mais recomendada, uma vez que a entrega da escrituração em cima do prazo pode dificultar o processo de retificações, caso os mesmos se façam necessários.

 

Invista em um sistema de gestão

Hoje o mercado disponibiliza excelentes opções de soluções tecnológicas que facilitam os processos de apuração de impostos, organização de informações e emissão de relatórios.

Investir neste tipo de solução agrega eficiência e segurança no atendimento de exigências contábeis, fiscais, tributárias, previdenciárias e até mesmo trabalhistas.

Ao adquirir um sistema é importante que a empresa fique atenta à seriedade da empresa que desenvolve a solução e qual é o seu posicionamento no mercado. Contrate sistemas eficientes e que atendam às necessidades do seu negócio.

A utilização de um sistema é fundamental para a otimização dos processos e para o aumento na produtividade.

Gostou deste artigo sobre escrituração fiscal? Então curta a página da Xerpa no Facebook e fique por dentro de conteúdos relevantes voltados para a gestão financeira e estratégica do seu negócio.

(Visited 3 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *