erros de gestão de talentoserros de gestão de talentos

7 erros de gestão de talentos e como evitá-los

Encontrar as melhores formas de atrair e reter colaboradores está no topo das prioridades das empresas. Afinal, são eles os principais responsáveis pelo sucesso do negócio. Porém, mantê-los engajados não é tarefa fácil: é preciso atender às suas necessidades e evitar erros de gestão de talentos que são muito comuns nas organizações.

Muitos líderes caem no erro de pensar que contratar profissionais experientes é o suficiente, mas não é bem assim que funciona. Se fosse, seria mais simples fazer uma boa gestão de talentos, e as empresas não teriam que se preocupar tanto com a evasão de profissionais.

Pensando nisso, listamos neste artigo as principais falhas cometidas pelas organizações nesse sentido e como evitá-las:

  1. Pensar que o colaborador nunca deixará a empresa;
  2. Não ouvir os funcionários;
  3. Processos seletivos longos;
  4. Contratações equivocadas;
  5. Falta de treinamento adequado;
  6. Falhas na comunicação interna;
  7. Falta de reconhecimento dos talentos.

Se interessou? Para saber mais sobre esses erros, continue acompanhando o post!

1. Pensar que o colaborador nunca deixará a empresa

Um dos erros de gestão de talentos mais comuns nas organizações é pensar que os colaboradores jamais terão vontade de deixar a empresa. Porém, hoje em dia, apenas pagar o salário em dia não é suficiente para manter os profissionais interessados.

Para se sentirem motivados, os funcionários precisam ser desafiados, envolvidos, valorizados e recompensados. E não se trata apenas de retorno financeiro: eles buscam empresas que tenham propósito e os estimulem a crescer cada vez mais em suas carreiras.

2. Não ouvir os funcionários

A melhor forma de atender às necessidades dos funcionários é descobrir o que eles esperam da empresa. É aí que entra um dos erros de gestão de talentos mais frequentes entre os gestores: não ouvir os colaboradores.

Sem saber os desejos, ambições e prioridades dos membros da equipe, é muito mais difícil acertar na oferta de benefícios, plano de carreira e outros fatores essenciais para a qualidade da gestão de pessoas.

Por isso, os líderes do negócio devem se dedicar a conhecer a fundo os profissionais da empresa, estando sempre abertos ao diálogo e observando seu comportamento no dia a dia.

Uma forma efetiva de descobrir o que os colaboradores desejam é fazendo uma pesquisa de satisfação interna. Dessa forma, você poderá obter dados concretos para atender às demandas do time da melhor forma possível.

3. Processos seletivos longos

Realizar processos seletivos muito longos é um dos erros de gestão de talentos que mais prejudica a capacidade de fazer boas contratações. Via de regra, candidatos preferem processos diretos e objetivos, sem etapas desnecessárias.

É claro que o RH deve aplicar todos os testes e conhecer bem os profissionais envolvidos, mas isso deve ser feito de forma dinâmica, no menor tempo possível. Prolongar as entrevistas só causará impaciência, fazendo os candidatos perderem o interesse e buscarem outras oportunidades.

Por exemplo: se uma empresa demora um mês para comunicar que o candidato passou de fase no processo seletivo, corre um grande risco de perder o profissional, pois ele já poderá ter conseguido outro emprego nesse meio tempo.

4. Contratações equivocadas

Muitas vezes, a urgência faz com que os gestores se precipitem e façam contratações equivocadas. Para não cometer este erro de gestão de talentos, é necessário ter cautela ao avaliar os candidatos, investigando a veracidade de todas as informações do currículo.

Outra razão comum para errar nas contratações é considerar apenas aspectos técnicos, sem avaliar a identificação do candidato com a cultura da empresa. Por melhor que seja o profissional, de nada adianta se ele não se encaixa no ambiente ou não se dá bem com os colegas.

Soft skills como trabalho em equipe, boa capacidade de comunicação e flexibilidade para enfrentar desafios devem ser levadas em conta no momento da entrevista. Caso contrário, o profissional não vai durar muito tempo no time, e a empresa terá que abrir outro processo seletivo para substituí-lo.

5. Falta de treinamento adequado

Entre os erros de gestão de talentos, um dos mais comuns é não oferecer treinamento adequado aos funcionários. Por mais capacitado que um colaborador seja, é papel da empresa desenvolvê-lo constantemente, para que ele não fique estagnado e esteja sempre motivado a melhorar.

Por isso, implemente um plano estruturado de treinamentos, além de supervisionar o time e auxiliar os colaboradores sempre que for necessário.

Criar uma cultura de aprendizado e crescimento é trabalhoso, mas vale a pena. Além de alavancar a qualidade da gestão de pessoas, esse tipo de medida garante mais motivação, engajamento e produtividade para a empresa.

6. Falhas na comunicação interna

Uma boa comunicação interna é de extrema importância para o sucesso da gestão de talentos. Qualquer falha nesse processo pode fazer com que informações erradas se espalhem pela empresa, gerando diversos tipos de problemas.

Por outro lado, funcionários bem informados sobre o que acontece na empresa se sentem valorizados. Esse é o caminho ideal para criar um relacionamento sólido e fomentar a confiança entre a organização e seus colaboradores.

Para isso, uma boa dica é realizar reuniões mensais de alinhamento, nas quais os líderes do negócio comunicam todos os funcionários sobre as últimas decisões tomadas pela cúpula.

Também é preciso fazer bom uso dos canais internos como e-mail e intranet, guiado por um bom planejamento de comunicação interna.

7. Falta de reconhecimento dos talentos

Uma boa gestão de talentos não existe sem reconhecer os esforços da equipe. Uma das medidas mais importantes para fazer isso com eficiência é promover uma cultura de feedbacks. Dessa forma, os funcionários saberão exatamente onde estão acertando e errando, sempre com orientações para melhorar seu desempenho.

>> Para saber mais sobre o tema, confira este outro post do blog:
Cultura de feedback: o que é, benefícios e como implementar na empresa? <<

Ou então, que tal criar uma cerimônia de premiação para os destaques do ano? Todo mundo gosta de uma boa festa, ainda mais quando há a chance de ter o seu trabalho reconhecido diante de todos na empresa.

Bônus em dinheiro, viagens e jantares também são ótimas formas de reconhecer resultados acima da média. O importante é deixar claro para os colaboradores que a empresa enxerga os seus esforços, e que a alta performance sempre será reconhecida.

 

Como vimos ao longo do post, cometer erros de gestão de talentos pode trazer sérios prejuízos para a atração e retenção de profissionais. Por isso, coloque em prática o que aprendeu neste post, sempre com foco em atender às necessidades dos colaboradores. Isso com certeza vai ajudar a organização a conquistar ótimos resultados.Gostou do post? Para saber mais sobre o assunto, confira este guia completo sobre gestão de talentos e construção de times de alta performance!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.