A equidade salarial está relacionada a igualdade de remuneração para profissionais que exerçam a mesma função dentro das organizações. Esse é um tema bastante discutido dentro nas empresas já que em muitas delas há uma grande distinção salarial.

E isso não se restringe apenas por questões de gênero, pois em muitas organizações profissionais que executam o mesmo trabalho ganham salários diferentes.

A grande questão é que no atual cenário a equidade salarial é vista como essencial. Seja para manter uma boa reputação da empresa no mercado como na retenção de talentos e aumento da produtividade da empresa.

Para mudar esse cenário muitas empresas vêm adotando uma política de equidade salarial que prioriza um plano de cargos e salários mais justos.

Neste artigo você vai conhecer os impactos da equidade salarial e vai aprender como desenvolvê-la dentro da sua empresa.

O que é equidade salarial?

A equidade salarial se refere ao pagamento de um salário igual para pessoas que atuam no mesmo cargo. Ou seja, se uma tarefa exige do colaborador as mesmas competências e habilidades, eles devem receber o mesmo valor.

A equidade salarial está prevista nos artigos 460 e 461 da CLT, que diz que:

Art. 461. Sendo idêntica a função, a todo trabalho de igual valor, prestado ao mesmo empregador, no mesmo estabelecimento empresarial, corresponderá igual salário, sem distinção de sexo, etnia, nacionalidade ou idade. (Redação dada pela Lei nº 13.467, de 2017).

Entretanto, o assunto ainda gera inúmeras discussões já que muitas empresas encontram brechas na lei para seguir as remunerações que bem entendem. Principalmente quando o assunto é a equidade salarial de gênero. 

Uma pesquisa do site Quero Bolsa, com base em dados do CAGED, revelou que apenas em 25% das profissões o salário de homens e mulheres é o mesmo.  

Mas essa distinção não se restringe apenas ao gênero. Dados do IBGE mostraram que em relação a cor e raça também não existe equidade salarial. Os brancos ganham 72% a mais do que os pardos e negros.

Os benefícios da equidade salarial

Empresas que adotam uma política de remuneração estratégica conseguem ter uma relação mais transparente com seus funcionários.

Inclusive possibilitando um estímulo maior para que os colaboradores evoluam na carreira e se sintam valorizados com salários justos. Entre as principais vantagens para quem adota a equidade salarial na sua rotina podemos destacar:

Maior produtividade

Um colaborador que se sente valorizado tende a aumentar sua produtividade e consequentemente se engaja mais com os projetos da empresa.

A equidade salarial de gênero ou raça valoriza o que realmente importa no lado profissional, que são as habilidades de cada um para exercer a função.

Retenção de talentos

Se a empresa faz distinção dos colaboradores e paga mais para um e menos para outro, mesmo que os dois estejam exercendo a mesma função, a chance do colaborador que ganha um valor menor se sentir discriminado e desvalorizado é muito grande.

Com isso, é mais difícil reter talentos e o turnover tende a ser muito maior. Já que os profissionais a todo momento estarão de olho em novas vagas de emprego que lhe ofereçam uma valorização profissional maior.

Melhora a imagem da empresa

As empresas que tratam seus funcionários igualmente conseguem fortalecer sua employer branding, criando também uma boa imagem da sua marca no mercado.

Isso faz com que seja mais fácil atrair talentos, fornecedores, investidores e também reter aqueles que já fazem parte da empresa.

Modelos de equidade salarial

O conceito de equidade salarial, mesmo que não esteja dentro de um plano de carreira e de remuneração eficaz e planejado, faz parte da rotina de todas as organizações.

É comum que na maioria dos casos as empresas utilizem três modelos de equidade salarial para basear suas remunerações:

  1. competitividade externa: ocorre quando a remuneração das empresas é baseada conforme os salários pagos por seus concorrentes.
  2. alinhamento interno: nesse caso todos os salários dos colaboradores levam em conta os cargos dentro empresa e a remuneração é feita por funções e habilidades.
  3. valor por produtividade e contribuição: no modelo por produtividade as remunerações levam em conta o desempenho de cada profissional e, em muitos casos, o tempo de serviço. Assim uns podem ganhar mais que outros em função da remuneração ser mais individualizada.

Como desenvolver uma boa política de remuneração com equidade salarial? Passo a passo

Para transformar a equidade salarial em uma realidade dentro da sua empresa é fundamental desenvolver uma boa política de remuneração. Por meio dela a empresa tem mais chances de fazer com que os colaboradores se sintam valorizados.

Mas como desenvolver uma política de remuneração para alcançar a equidade salarial? Separamos 4 dicas para tornar esse processo mais assertivo.

1. Descreva os cargos e funções

Descrever o cargo de maneira minuciosa com as devidas habilidades e competências necessárias para a função é o primeiro passo. Isso ajuda a construir uma equidade salarial com remunerações padronizadas para cada cargo, evitando distinções.

Para isso conte com o apoio de gestores, coordenadores, diretores e dos próprios colaboradores para que os cargos e funções sejam construídos de maneira assertiva.

2. Avalie seus concorrentes

A competitividade de mercado está cada vez maior, por isso, fazer uma pesquisa salarial em relação aos seus concorrentes é fundamental.

Isso porque um salário abaixo de mercado pode desestimular os colaboradores e criar neles a sensação de estarem sendo desvalorizados.

Portanto, para que a equidade salarial seja efetiva converse com seus colaboradores, compare sua remuneração em relação a empresas do mesmo segmento.

Faça também questionamentos a equipe sobre os benefícios que ela valoriza para que assim sua política de remuneração funcione.

3. Realize uma pesquisa salarial interna

Ninguém melhor do que o seu colaborador pode dizer se acha que o salário que ele ganha é justo ou não. Dessa forma, uma pesquisa salarial interna pode fazer com que sua empresa descubra se os colaboradores estão ou não satisfeitos.

Com essa base, fica mais fácil realizar uma equidade salarial e definir valores e benefícios corporativos para que os colaboradores se sintam valorizados e se engajem mais com a empresa.

4. Mantenha o equilíbrio financeiro

Não adianta valorizar os colaboradores se sua empresa não tem condições de arcar com as promessas. Desta forma, é essencial que a política de remuneração esteja de acordo com o orçamento da sua empresa.

Afinal, a equidade salarial também faz parte de um equilíbrio financeiro da organização. Isso porque se não houver esse planejamento, a empresa pode ter problemas para conseguir arcar com os salários e até mesmo sofrer processos trabalhistas futuros.

A equidade salarial é um diferencial competitivo

A equidade salarial tende a ser um grande diferencial competitivo de mercado. Empresas que não criam nenhum tipo de preconceito, seja de gênero ou raça, no pagamento de suas remunerações, são bem vistas pelos profissionais.

Assim fica mais fácil engajar, atrair e reter talentos na empresa. Mas isso só se torna possível quando a organização tem a consciência da importância de cada membro da sua equipe e coloca a valorização profissional como ponto crucial para o sucesso.

E o ponto-chave para que a equidade salarial seja efetiva passa pela criação da política de remuneração – ela acaba de vez com as distinções e distorções salariais para cada cargo.

Ou seja, se um colaborador está na mesma função que o outro e executa as mesmas tarefas, ele receberá o mesmo salário, conforme a política de remuneração prevista.

E você o que acha da equidade salarial e como sua empresa aborda esse tema internamente? Deixe um comentário no artigo e conte para nós.

Tecnologia para gestão de salários e remunerações

plataforma de Recursos Humanos da Xerpa possui uma ferramenta útil e inovadora para organizar salários e remunerações:Xerpay.

Esse sistema vai transformar a relação dos seus funcionários com o próprio salário.

Ao se cadastrarem no sistema, os seus colaboradores podem sacar seus pagamentos quando quiserem de forma simples e instantânea. O Xerpay já trouxe resultados para diversas empresas como:

  • 10% de aumento de retenção de talentos;
  • 20% de melhoria da produtividade dos seus colaboradores;
  • 100% de aumento de atração de candidaturas às novas vagas.

Conheça mais sobre o Xerpay e agregue mais esse benefício para a equipe da sua empresa.

Siga a Xerpa nas nas redes sociais FacebookInstagramTwitter e LinkedIn e fique por dentro de todas as nossas novidades.