Como fazer e se preparar para uma entrevista de desligamento?

A entrevista de desligamento é uma ferramenta de gestão de pessoas muito utilizada por empresas, mais especificamente pelo departamento de Recursos Humanos.

A entrevista de desligamento ocorre com os funcionários que estão saindo da empresa. Seja por vontade própria ou por decisão da gestão desse colaborar. O objetivo dessa atividade é compreender as causas que levaram a esse afastamento e propiciar à empresa uma oportunidade de avaliar seus processos, ouvindo as observações do funcionário sobre o tempo que permaneceu na empresa.

Você realiza o processo de desligamento corretamente?

 

Por que fazer uma entrevista de desligamento?

A entrevista de desligamento só será útil se for devidamente analisada e usada com o fim de orientar a liderança sobre os rumos da organização.

O ideal é mensurar os resultados e dar a devolutiva aos líderes de cada departamento e até mesmo à direção da empresa. Muitas vezes o feedback que os funcionários fornecem é positivo. Mas, quando não é, fornece informações valiosas sobre como corrigi-lo para os funcionários existentes. É esta a função da entrevista.

 

Como fazer uma entrevista de desligamento?

O departamento de Recursos Humanos e/ou o gestor desse funcionário que está saindo da empresa, deve marcar a entrevista durante os últimos dias de trabalho, de preferência os últimos dois.

É necessário planejar e explicar por que está acontecendo a entrevista de saída e pensar com antecedência as perguntas para que possa direcionar o caminho dessa entrevista.

 

O que perguntar?

É claro que neste tipo de conversa não há um script definido, mas há questões importantes que devem ser lembradas.

Como falamos acima, ter as perguntas já planejadas é muito importante para conduzir a entrevista de saída e também para que as mesmas questões sejam levadas para outros funcionários que estão saindo da empresa. Isso é importante para comparar e procurar respostas comuns.

Inicie a entrevista explicando para o funcionário a importância dessa conversa e mantenha-o confortável. Além disso, peça permissão para compartilhar as respostas com a gerência, caso seja o Recursos Humanos que está conduzindo a entrevista.

> Pedido de demissão: saiba o que é necessário fazer e quais são as regras

 

Perguntas importantes para ajudar na condução da entrevista:

  1. Por que você está indo embora? (no caso de pedido de demissão do funcionário)
  2. O que a empresa está fazendo certo? Moderadamente certo? Mal? Muito mal?
  3. Como as condições poderiam ser melhoradas?
  4. O que você faria para melhorar a situação que está causando sua saída? (no caso de pedido de demissão do funcionário)
  5. Como os outros funcionários se sentem sobre a situação? A empresa em geral?
  6. O que a empresa não está fazendo atualmente, se ela começou a fazer, melhoraria as coisas?
  7. Por favor, descreva seus sentimentos gerais sobre trabalhar aqui.
  8. Qual sua opinião sobre o nosso ambiente físico?
  9. Você tem alguma sugestão para a empresa melhorar as instalações físicas?
  10. Como foi o seu relacionamento com os ex-colegas de trabalho do seu departamento?
  11. Você tem algum comentário a fazer sobre o trabalho desenvolvido pela área de Recursos Humanos?
  1. Quais foram as três coisas que você mais gostou de trabalhar aqui?
  2. Se você pudesse mudar três coisas, quais seriam elas?
  3. Existem ideias que você gostaria de ter implementado enquanto esteve aqui?
  4. Por favor, descreva as três melhores coisas sobre como trabalhar com seu supervisor. (caso a entrevista seja com o Recursos Humanos)
  5. O que você mudaria em relação ao nosso novo programa de orientação para funcionários? Em outras palavras, há coisas que você gostaria de ter conhecido antes ou durante o início de sua atividade na nossa empresa?
  6. Quem são as três pessoas que tiveram o impacto mais positivo em você e em sua carreira aqui na empresa?
  7. Gostaria de dizer algo mais? Sobre qualquer assuntos que não conversamos aqui?
  8. Que conselho você tem para a próxima pessoa em sua posição?

 

O que fazer com as respostas?

A resposta a essas perguntas devem ser entendidas como uma chance de ter uma discussão valiosa dentro da empresa e resolver possíveis problemas internos. De acordo com o feedback do funcionário referente às perguntas acima a empresa pode tirar algumas conclusões. Por exemplo:

 

Melhorias para a empresa

Com as respostas do funcionário sobre os pontos fracos e fortes, fica mais fácil melhorar a qualidade do trabalho, dos produtos, aumento de satisfação dos clientes e operários, redução de custos, aumento da rentabilidade, entre outros.

 

Clima interno

Com essa entrevista, à medida que vai transcorrendo a conversa, fica nítido perceber quais os pontos negativos e positivos e como está esse clima da organização, como a relação e comunicação entre gerentes, supervisores, operários, recursos humanos etc.

 

Feeling

Se a entrevista ocorrer com o gestor, ele irá perceber que sentimentos o funcionário tinha, teve e ficou da empresa. Procure fazer o colaborador descrever essas sensações, as expectativas que teve ou tinha e avalie que tipo de sentimentos ele sairá da empresa.

 

Agora que você já sabe qual o caminho para fazer a entrevista de desligamento e sabe que esse momento é muito importante para que o RH verifique os pontos fortes e fracos da empresa que devem ser trabalhados. Conhecer essa visão particular do colaborador é muito relevante, pois ele conviveu no setor e conhece bem os desafios e problemas existentes.

Cruzando as informações obtidas  com dados de outros indicadores, como absenteísmo (ausência dos funcionários) e rotatividade, a  entrevista de desligamento propicia à empresa uma “oportunidade única” de receber feedback sobre o seu atual estilo de trabalho, o que pode ser utilizado para aperfeiçoar seus processos e evoluir.

> 5 ações para evitar o absenteísmo nas empresas

 

Sou funcionário, devo me preocupar com a entrevista de desligamento?

Geralmente, encontros com o departamento de Recursos Humanos ou com o gestor podem deixar o funcionário desconfortável ou estressados, ainda mais, quando o assunto em pauta é a saída desse colaborador. Sair de uma empresa é por si só um momento estressante mas, a entrevista de desligamento é muito importante para tanto o profissional, quanto para a empresa.

Não se estresse! Isso não precisa ser uma experiência indutora de ansiedade. Na verdade, isso pode realmente ser produtivo para você e seu empregador.  A dica é agir profissionalmente do começo ao fim, sendo sincero em todas as informações.

As dicas de perguntas que nós oferecemos para conduzir a entrevista de desligamento também são excelentes para que os profissionais pensem no que responderiam se estivessem nessa situação.

Sua empresa está preparada para realizar esse procedimento de forma segura? Entre em contato com a Xerpa e conheça nossas soluções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *