empréstimo empresarial

Empréstimo empresarial: o que é e como fazer?

O empréstimo empresarial costuma ser uma excelente opção de financiamento para empresas que desejam começar novos projetos. Através dele é possível garantir o investimento financeiro necessário, de maneira ágil e simplificada. 

No entanto, recorrer a esta modalidade nem sempre é a melhor escolha e uma opção viável. Em grande parte dos casos, os juros são tão exorbitantes que podem prejudicar o planejamento financeiro da companhia. 

Sendo assim, é necessário entender profundamente o tema e todas as suas implicações, visando tomar atitudes conscientes para a área financeira da empresa e para o crescimento saudável dela.

Sabendo disso, neste artigo vamos tratar sobre os seguintes pontos: 

  • O que é empréstimo empresarial e seu conceito no mundo corporativo;
  • Como surgiu essa modalidade de empréstimo;
  • Quais são os tipos de empréstimo empresarial disponíveis no mercado, bem como suas normas de funcionamento;
  • Quando solicitar um empréstimo empresarial, momentos ideais e melhores condições;
  • Quais são as vantagens do empréstimo empresarial;
  • Quais são os riscos de tomar um empréstimo empresarial;
  • Como solicitar um empréstimo empresarial;
  • Como organizar a situação financeira para quitar as parcelas do empréstimo empresarial.

Portanto, se você deseja entender mais sobre empréstimo empresarial e as suas implicações na área financeira da empresa, continue acompanhando esse artigo!

O que é empréstimo empresarial

Chamamos de empréstimo empresarial o tipo de negociação realizada entre organizações e instituições financeiras, visando obter um financiamento para os mais variados objetivos, a depender de cada companhia. 

Comumente o empréstimo é realizado para obtenção de grandes cifras, as quais são posteriormente parceladas para a devolução.

Vale dizer que para a obtenção do empréstimo empresarial, as companhias realizam contato com diversos bancos. Afinal, a aprovação do fornecimento da quantia não é obrigatória.

Em grande parte dos casos, a aprovação do financiamento depende do crédito que a empresa possui no mercado. Ou seja, de seu histórico de adimplência em eventos passados.

Sendo assim, o empréstimo empresarial está diretamente ligado com o setor financeiro da corporação por diversos motivos. 

Além de ser uma grande ferramenta para a realização de novos projetos, também está relacionado a administração do negócio. Para consegui-lo é preciso que a corporação esteja equilibrada em todas as áreas.

Como surgiu essa modalidade de empréstimo

Não há uma história exata e específica sobre o surgimento do empréstimo empresarial. Afinal, esse tipo de negociação acontece desde o início dos atos comerciais, advinda de parcerias entre sócios e financiamento com base em obtenção de lucros. 

Desde que as empresas começaram a ganhar espaço no mercado, muitas pessoas sonham em ter o seu próprio negócio. Afinal, essa posse representa o fim de diversos incômodos, desde a área financeira, com salários pequenos, até âmbitos pessoais, com uma flexibilidade de horários de trabalho e maior liberdade.

Sendo assim, estima-se que os primeiros empréstimos empresariais são advindos desse impulso para a criação de novas organizações. Em muitos casos, um dos sócios fornece a manufatura ou mão de obra, enquanto outro oferece o poder monetário, criando uma sociedade para obtenção de receita com uma nova corporação. 

Democratização do empréstimo empresarial

Além disso, o crescimento e popularização das instituições financeiras dentro do mercado também são um fator de grande importância na democratização do empréstimo empresarial. Com o grande número de bancos em atividade, o fornecimento de valores para financiamento de projetos passou a se tornar um diferencial competitivo no mercado. 

Ou seja, bancos que oferecem as melhores condições para empréstimo empresarial, se tornam os preferidos dos clientes. Com isso, o número de consumidores das instituições bancárias aumenta, o que automaticamente resulta em maior lucro. 

Nesse cenário, fica evidente que o surgimento do empréstimo empresarial advém da necessidade e interesse de crescimento de ambas as pontas da negociação. Sendo assim, é um fator que pode ser decisivo dentro do mundo corporativo.

Os tipos de empréstimo empresarial e seu funcionamento

Até aqui, já ficou evidente que fazer um empréstimo empresarial pode ser o que a sua empresa está precisando para aumentar a notoriedade e a credibilidade dentro do mercado.

No entanto, por se tratar diretamente de organização financeira, também é indubitável que existem diferentes formatos e categorias nos quais essa negociação pode ser realizada. 

Cada uma dela possui características únicas, se encaixando de acordo com as prioridades e necessidades de cada negócio. Sendo assim, acompanhe abaixo os principais tipos de empréstimo empresarial e como cada um funciona de maneira individual!

Antecipação de recebíveis

A antecipação de recebíveis se trata do método mais simples de obter dinheiro rapidamente, mas sem comprometer o futuro financeiro da companhia. Isso porque ela não se trata, necessariamente, de um empréstimo empresarial, e sim de um acordo com os clientes. 

Imagine que um cliente comprou uma série de produtos e foi dado a ele um boleto para pagamento no fim do mês. 

Quando a organização opta pela antecipação de recebíveis, ela entra em contato com o cliente e solicita que o pagamento da compra seja realizado antes, para que o valor seja contabilizado logo no caixa da empresa.

Ou seja, não se trata de um empréstimo empresarial, e sim do recebimento antecipado de valores que já seriam da empresa, porém pagos depois. 

Quando o cliente aceita realizar o pagamento antes do prazo proposto anteriormente, há um grande ganho financeiro para a empresa. Afinal, não se compromete o orçamento da companhia com taxas de juros e impostos para a devolução do valor.

Empréstimos bancários

O empréstimo empresarial bancário se trata da modalidade tradicional e mais comum de receber dinheiro rapidamente. Dentro dele a companhia entra em contato com uma instituição bancária e apresenta sua proposta, verificando a disponibilidade para o recebimento dos valores. 

No entanto, mesmo com a recente queda nos juros estabelecidos pelos bancos, esse ainda é o formato que apresenta a maior taxa de juros para a devolução do valor. Em muitos casos, a companhia chega a pagar o triplo do valor recebido no empréstimo empresarial, principalmente em situações, nas quais, as cifras solicitadas eram muito altas. 

Além disso, vale ressaltar também que esse é o formato que exige a maior burocracia para recebimento da quantia desejada. Além de um bom crédito na praça, é preciso apresentar diversas formas de comprovação financeira, provando que a companhia possui condições de arcar com o empréstimo empresarial solicitado.

Investidores anjos

Esse formato de empréstimo empresarial costuma ser bastante adotado pelas startups, empresas pequenas e voltadas para o ramo da tecnologia. No entanto, não é exclusivo desse formato de empreendimento, podendo ser utilizado por qualquer empresa que se encaixe nessa modalidade. 

Os chamados investidores anjos nada mais são que empresários já estruturados dentro do mercado e dispostos a investir em companhias de menor porte. Evidentemente, a partir desse investimento, eles desejam obter maiores lucros nos próximos anos. 

Sendo assim, é indubitável que o empréstimo empresarial através dos “anjos” é voltado para organizações de pequeno porte que buscam por ascensão dentro do mercado. Ou seja, projetos como expansão territorial, investimento em tecnologia e inteligência artificial, são alguns exemplos bem comuns de quem busca por esse financiamento. 

Nesse cenário, dificilmente uma corporação que busca por empréstimo empresarial para pagamento de contas conseguirá o apoio dos investidores anjos. Isso só é passível caso a companhia apresente um potencial de crescimento evidente após a recuperação de crise.

Crowdfunding 

O crowdfunding nada mais é que o formato atualizado para as famosas “vaquinhas”. Se trata de um financiamento online, no qual, a empresa estabelece um valor necessário para a arrecadação e recebe ajuda de usuários da internet do mundo todo, dispostos a contribuir com o projeto. 

O crowdfunding é considerado um tipo de empréstimo empresarial porque, em grande parte dos casos, quem está arrecadando fornece benefícios ou presentes especiais para os participantes. Por exemplo, uma empresa que arrecada valores para a produção de um novo sistema, permite teste prioritário aos contribuintes do projeto. 

A parte positiva desse formato é que ele pode ser feito para os mais variados objetivos, desde a resolução de um problema financeiro até a criação de novos setores e máquinas. Porém, é necessário que a meta seja relevante o suficiente para engajar o público, gerando empatia e desejo de ajudar com a doação. 

Atualmente existem diversas plataformas para empréstimo empresarial através de crowdfunding. Sendo assim, é importante realizar uma pesquisa para identificar aquela que atende melhor às necessidades da companhia e realizar um cadastro estruturado para arrecadação.

Linhas de crédito online

Entre os anos de 2017 e 2018, o crescimento dos bancos digitais teve um salto de 147%. Posteriormente, esse número continua em ascensão, crescendo juntamente com o número de adeptos desse tipo de instituição financeira. Nesse cenário, fica evidente que o empréstimo empresarial online em um banco digital também é uma vertente bastante significativa e apresenta algumas vantagens em relação a empréstimos bancários tradicionais.

A grande proposta dessa modalidade é funcionar da mesma maneira que os empréstimos bancários comuns, porém com taxas de juro menores. Ou seja, empresta-se uma grande quantia momentaneamente, a qual será paga através de parcelas do valor dissolvido, conforme combinado na hora de fechamento de contrato. 

Nesse caso, os valores variam de acordo com cada banco, mas os impostos e taxas cobradas costumam ser até 50% inferiores ao formato comum. Sendo assim, é uma opção bastante vantajosa para quem tem um nome limpo dentro do mercado, mas não deseja fazer um empréstimo com juros muito altos.

Além disso, esse formato ainda oferece a vantagem de ser mais prático que o tradicional, fornecendo o valor desejado com mais agilidade. Isso se deve, em grande parte, a não necessidade de passar horas e horas nas famosas e demoradas filas bancárias.

Quando solicitar um empréstimo empresarial

O empréstimo empresarial costuma ser visto dentro do mercado como uma alternativa para momentos de crise, bem como uma maneira de garantir investimento fácil e rápido.

Porém, em grande parte dos casos, a ideia de sua realização também vem aliada do temor pelos juros e taxas, os quais muitas vezes já foram os grandes responsáveis pelo caos em diversas companhias. 

Por esse motivo, antes de se comprometer com essa “conta”, é necessário realizar uma análise profunda da situação financeira da empresa, bem como dos seus objetivos a curto, médio e longo prazo.

Desse modo, é possível estabelecer uma visão mais clara das possibilidades de trabalho, entendendo se o empréstimo empresarial é, de fato, a única opção para o momento. 

Além disso, precisamos ressaltar também que, mesmo que seja visto com olhos temerosos, muitas vezes o empréstimo empresarial é uma ótima opção para cumprir com as metas da empresa. São diversos os casos em que ele pode se fazer bem útil.

Confira abaixo alguns exemplos:

Empréstimo para capital de giro

O capital de giro pode ser definido como o valor que a empresa possui em conta para manter a sua operação em funcionamento. Ou seja, se trata do montante destinado a contas a pagar, compra de matéria-prima, recrutamento de colaboradores e demais atividades rotineiras. 

Em muitos casos, a companhia possui todos os equipamentos que precisa para produzir, bem como o material necessário, mas não tem em mãos a quantia para fazer a companhia rodar. Sendo assim, o empréstimo empresarial para capital de giro vem como um gatilho para ligar a engrenagem da corporação, garantindo o seu funcionamento. 

Nesse cenário, fica evidente que realizá-lo é uma boa opção, pois a partir da produção criada com ele, obtém-se o lucro para devolução do valor. 

Portanto, esse empréstimo empresarial muitas vezes é uma injeção necessária para que a empresa possa sobreviver e alcançar a tão sonhada liberdade financeira.

Empréstimo para investimento fixo 

Um investimento fixo é caracterizado como a compra de um item que será benéfico para o andamento da operação da empresa. Por exemplo, uma nova máquina ou sistema que ajudarão as atividades a serem realizadas de maneira mais rápida e eficaz. 

Empréstimo para investimento misto 

O empréstimo empresarial para investimento misto se caracteriza da mesma forma, porém, com a necessidade de aplicação no capital de giro para o funcionamento da nova aquisição. Em exemplo, contratação de um programador para organização do novo sistema adquirido. 

Quer saber mais sobre como fazer a gestão da carteira de investimento? Confira aqui 7 dicas para gestão de carteiras de investimentos!

Empréstimo para pagamento de dívidas 

Esse é, talvez, o formato de empréstimo empresarial mais comum. Nele a companhia recebe o valor para organização de sua situação financeira e pagamento de dívidas, quitando valores mais urgentes e, em grande parte dos casos, injetando valor na operação para aumentar os lucros. 

Porém, ao realizá-lo é necessário muita responsabilidade, pois, em linhas gerais, a companhia está fazendo mais uma conta para pagar junto com as demais. Sendo assim, caso não administre esse dinheiro recebido com responsabilidade, toda a área financeira pode ser comprometida e gerar uma crise na companhia.

Quais são as vantagens do empréstimo para empresas;

Segundo o Serasa, em 2019 a busca por empréstimos pessoais cresceu cerca de 12,4%. No cenário corporativo esse número também apresenta uma linha de ascensão, dado a constante busca por alcançar novos patamares com os empreendimentos nacionais. 

Sendo assim, fica evidente que são muitas as corporações que fazem uso do empréstimo empresarial para atingir seus objetivos. Afinal, essa alternativa pode ser bastante benéfica em diversos aspectos. Confira abaixo algumas das vantagens de fazer um empréstimo empresarial!

  • Dedução de despesas com juros no imposto de renda, obtendo parte do valor como retorno;
  • Pagamento do valor com taxa de juros fixa;
  • Injeção financeira imediata dentro da companhia;
  • Possibilidade de organizar as contas a pagar;
  • Chances de investir em novos caminhos com a corporação;
  • Investimento em tecnologia, aumentando a produtividade da empresa;
  • Possibilidade de devolução do valor do empréstimo empresarial em um cenário propício, com condições suaves para o andamento da corporação.

Os riscos do empréstimo empresarial

O empréstimo empresarial se trata, em linhas gerais, de uma conta em nome da organização. Ou seja, ao realizá-lo a companhia assume a responsabilidade de realizar o pagamento em dia do valor solicitado e acordado, com sérios riscos de problemas caso o compromisso não seja honrado. 

Sendo assim, o principal risco de realizar a contratação de um empréstimo empresarial está em realizar o pagamento de parcelas, as quais não há uma garantia fixa de que serão pagas. Afinal, é impossível prever a situação financeira da companhia, bem como entender como estará seu caixa nos meses seguintes. 

É por conta desse cenário que muitas corporações, ao possuírem dificuldade para pagar as parcelas do empréstimo empresarial já realizado, acabam contratando outro como um auxílio. 

Com isso, tornam as contas a pagar uma verdadeira bola de neve, o que, em grande parte dos casos, resulta na falência completa da organização. 

Portanto, antes de assumir um empréstimo empresarial é necessário criar o maior número de garantias possível de que haverá condições plenas de devolver o dinheiro conforme acordado. 

Desse modo, pode-se contar com as vantagens dessa injeção financeira, mas sem comprometer os meses seguintes da operação.

Como solicitar um empréstimo empresarial

Com todas essas informações, até aqui você já deve ter definido se um empréstimo empresarial é o que a sua empresa está precisando para se manter firme no mercado. Caso a resposta seja positiva, acompanhe um passo a passo para conseguir esse valor e começar a utilizá-lo quanto antes.

1. Realize a sua organização financeira 

Como citamos anteriormente, um dos fatores primordiais para conseguir um empréstimo empresarial é estar organizado financeiramente. Isso não significa, necessariamente, estar com todas as contas em dia, mas sim ter ciência de todos os valores que tem a pagar. 

Sendo assim, antes de procurar uma instituição, adquira plena consciência da atual situação da sua companhia.

2. Faça uma boa pesquisa 

Recentemente, um levantamento publicado na Forbes revelou os cinco melhores bancos do Brasil. A pesquisa foi realizada com base em opiniões de cerca de 40 mil clientes e suas mais diversas impressões sobre as instituições bancárias.

No entanto, se tratando de empréstimo empresarial, ainda assim é necessário realizar uma pesquisa aprofundada sobre as melhores opções do mercado. 

Sendo assim, realize orçamentos com todas as instituições possíveis, buscando encontrar as melhores condições para a sua gestão financeira. Desse modo, não será difícil obter uma proposta que se encaixe com as prioridades da sua companhia.

3. Faça uma análise dos fatores de restrição

Os fatores de restrição podem ser definidos como os pontos que podem impedir a liberação de seu empréstimo empresarial.

Número mínimo de posses e de capital de giro são alguns exemplos bastante solicitados pelas instituições. Sendo assim, entenda a sua situação primeiramente, para que não perca tempo solicitando valores que não serão liberados.

4. Organize a documentação

Segundo o relatório de Financiamento dos Pequenos Negócios, publicado Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), 22% dos empreendedores indicam a dificuldade na aprovação de crédito como o principal problema para recebimento de empréstimo empresarial.

Sendo assim, fica evidente que esse é um passo essencial para obtenção do valor desejado. Após entrar em contato com a instituição desejada, apresente a documentação correta o mais breve possível, visando acelerar o processo. Desse modo, tem-se a resposta com mais agilidade, podendo fazer uso do valor  quanto antes.

Como organizar a situação financeira para quitar as parcelas do empréstimo empresarial

Estando com o empréstimo empresarial em mãos, é necessário garantir que a companhia terá plenas condições de arcar com o valor combinado. Para isso, a organização da situação financeira é imprescindível. Sendo assim, acompanhe algumas dicas para colocar em prática em sua corporação!

Separe suas contas 

Depois que as parcelas do empréstimo empresarial iniciarem, provavelmente a empresa continuará tendo outras contas a pagar, as quais devem ser contabilizadas sempre.

Segundo Edison Kalaf, professor da Business School São Paulo (BSP), “o descontrole financeiro é um dos principais fatores de quebra das pequenas empresas”. Sendo assim, para não ter problemas, tenha sempre na ponta da caneta tudo que deverá ser pago, bem como as datas e valores específicos de cada fatura.

Estabeleça ordens de prioridade para pagamento 

Em grande parte dos casos, o empréstimo empresarial é a grande prioridade para a empresa. Afinal, caso ele não seja pago, a companhia pode sofrer com consequências severas. Porém, as outras contas também devem ser entendidas e organizadas em um planejamento financeiro, de modo que sejam pagas de acordo com a necessidade. 

Esse ato garantirá um melhor andamento de fluxo de caixa, bem como manutenção de um valor adequado no capital de giro.

Faça uso de um sistema

De acordo com uma pesquisa encomendada à IDC Latam pela Red Hat, cerca de 70% das empresas na América Latina usam algum software em sua operação. Essa tecnologia, já tão presente nas empresas nacionais e internacionais, pode ser uma grande aliada para o pagamento do seu empréstimo empresarial. 

Através de um sistema pode-se ter maior controle do que está sendo gasto, dos recebíveis e uma calendário de contas. Desse modo, diminui-se o risco de esquecimento de pagamentos ou demais problemas advindos de má administração.

 

Se você gostou de saber mais sobre empréstimo empresarial e deseja continuar por dentro dos melhores conteúdos do mundo corporativo, assine a nossa newsletter e não perca nada! Aqui postamos materiais atualizados para você se manter sempre ativo e aprendendo sobre temas relevantes a sua companhia!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.