Inscreva-se

Diversidade no ambiente de trabalho: o que é e qual é a sua importância?
Cultura da Empresa

Diversidade no ambiente de trabalho: o que é e qual é a sua importância?

A diversidade no ambiente de trabalho é a aceitação de nossa pluralidade social. Uma lição contínua de que devemos apoiar e compreender as diferenças entre as pessoas. E, por meio dela, muitos benefícios são colhidos na empresa, como:

  • melhoria da reputação e imagem da empresa;
  • mais criatividade às equipes;
  • menor índice de rotatividade na empresa;
  • menos conflitos internos;
  • resultados (e a composição de metas) melhores para a organização.

 

A princípio, a diversidade no ambiente de trabalho se mostra um assunto controverso. Afinal de contas, ir além do perfil profissional pode impactar o clima organizacional?

A resposta é que sim, pode. E já existem pesquisas a respeito do assunto.

Fica, aqui, o destaque para o estudo conduzido pela consultoria empresarial McKinsey, que valorizou a diversidade no processo de recrutamento como responsável pela entrega de resultados 25% melhores do que as empresas que não investem nisso.

Pois então, que tal nos aprofundarmos nessa questão para avaliar quais tipos de impactos positivos a diversidade no ambiente de trabalho tem a agregar?

Confira, e descubra também quais são os principais desafios ao lidar com a questão!

 

O que é a diversidade no ambiente de trabalho?

Não apenas no Brasil, mas ao redor do mundo estamos diante de uma sociedade de ampla diversidade. São grupos:

  • étnicos;
  • de pessoas com necessidades especiais;
  • de crenças variadas;
  • LGBTQ;
  • de classes sociais distintas;
  • gêneros (homens e mulheres).

Só que, com base no contexto da pesquisa citada acima, pode ficar a dúvida: e como a diversidade no ambiente de trabalho interfere na produtividade de uma empresa?

Para as empresas, fechar os olhos à diversidade de perfis é um descaso completo. Cabe às organizações o devido respeito ao que cada indivíduo é, de fato.

Essa natural inclusão corresponde ao aprendizado que surge com as diferenças — como elas surgiriam em um local onde todos têm perfis idênticos? — e ao desenvolvimento de uma organização.

Afinal, em pleno século 21 a aceitação de nossa pluralidade é uma lição contínua e próspera de que devemos apoiar as diferenças entre as pessoas. Elas existem e isso é lindo e natural.

Após finalizar a leitura, recomendamos que você baixe esse eBook gratuito. Nele você irá descobrir estratégias eficazes para reter os melhores talentos. Responda o formulário e receba agora mesmo:


Qual é a relevância da diversidade no ambiente de trabalho?

Acima, nós exploramos brevemente esse conceito, mas vale o reforço. Isso porque as pessoas têm perspectivas diferentes. E quanto mais elas destoam, mais ideias diversificadas nascem.

Ou seja: os indivíduos passam a conhecer mais de si mesmos — e mais sobre o próximo. Isso valoriza a integração interpessoal e promove a comunicação da empresa.

Sem falar do óbvio: independentemente da crença, raça, classe social, gênero ou orientação sexual estão em busca de um mesmo propósito, no trabalho: crescer (pessoal e profissionalmente) e junto com a empresa.

Ao entender isso e quando o RH da empresa consegue disseminar essa cultura de empatia e acolhimento, independente de quais sejam as diferenças entre indivíduos, muitos benefícios são obtidos.

Quer saber quais são? Nós reunimos os principais no próximo tópico!

 

Quais são os benefícios da diversidade no ambiente de trabalho?

Vamos entender como a diversidade no ambiente de trabalho se mostra uma questão capaz de se estender às suas implicações sociais?

 

Resultados melhores para a organização

Resultados positivos no sentido de que a diversidade agrega, une e promove mais colaboração na rotina profissional.

Isso porque as pessoas são mais empáticas, acolhedoras e passam a conviver em um local estimulante, que respeita e motiva o seu quadro de colaboradores.

Sem falar no resultado da pesquisa da McKinsey. A diversidade no ambiente de trabalho agrega, naturalmente, mais produtividade às pessoas que se sentem representadas.

 

Menos conflitos internos

Organizações que celebram a diversidade constroem, gradativamente, uma cultura de respeito. E isso melhora a convivência e agrega uma rotina mais pacífica.

Conflitos e discordâncias existem, isso é verdade, mas eles não vão surgir em decorrência de uma perspectiva única de outra pessoa, mas exclusivamente pensadas no desenvolvimento interno de cada um e nos melhores resultados para a empresa.

 

Menor índice de rotatividade na empresa

O aumento de conflitos e divergências de opinião — motivadas pela falta de tolerância à diversidade — podem se traduzir em um ambiente tóxico.

Como resultado, mais pessoas se demitem, aumentando o índice de rotatividade (também conhecido como turnover). Algo que custa — e muito — para a empresa.

Afinal de contas, as demissões desenfreadas geram custos com encargos (no desligamento e nas admissões para repor o profissional), além do tempo e orçamento investidos em integração e no treinamento dos recém-contratados.

 

Mais criatividade às equipes

Já falamos a respeito disso: quanto mais diversidade no ambiente de trabalho, mais perspectivas únicas são somadas em uma só equipe.

E sabe o resultado disso? Mais ideias inovadoras, diferentes e que podem ser combinadas para oferecer um resultado diferenciado para a empresa.

 

Melhoria da reputação e imagem da empresa

Convenhamos: a intolerância à diversidade no ambiente de trabalho (e fora dele) não pega bem. Para ninguém!

No entanto, explorar essa valorização é um forte indicativo de que a reputação da empresa vai ser aprimorada. Tanto interna quanto externamente.

 

Quais são os desafios em implementar essa cultura?

No geral, o grande problema enfrentado por líderes, gestores e o próprio setor de RH é a resistência que muitas pessoas empreendem contra mudanças.

E aí que entra um trabalho em conjunto para abrir as portas da percepção das pessoas. A diversidade no ambiente de trabalho não deve ser vista como uma mudança.

Por sua vez, ela deve ser considerada uma evolução natural de questões que, até então, eram tabus. Isso deve ser erradicado da cultura organizacional para que todos — sem exceção —sintam o acolhimento na empresa, devolvendo em motivação e resultados.

 

E como incentivar a diversidade no ambiente de trabalho?

A seguir, nós vamos apresentar algumas alternativas que podem ajudar na abertura da diversidade no ambiente de trabalho. E também na redução da resistência. São elas:

  • programas de inclusão são ótimos para estabelecer o engajamento coletivo à causa. Esses coletivos são fortalecidos e ajudam na integração geral entre todos os indivíduos;
  • mostras culturais também ajudam a promover a interação e em lapidar o autoconhecimento. Os indivíduos ficam por dentro daquilo que é tido como diferente e entendem melhor como respeitar as distinções para rumar a um objetivo em comum;
  • programas voluntários podem ser estimulados, pelo RH, para que as pessoas possam se aprofundar cada vez mais em perspectivas diferentes das suas.

Convém observar que isso tudo pode ser ricamente complementado por meio de ações pontuais de marketing interno. Uma solução benéfica em múltiplas maneiras.

Afinal, esse conjunto de ferramentas e estratégias pode unir cada vez mais os setores e os profissionais de áreas diferentes. Um diferencial e tanto para que a diversidade no ambiente de trabalho seja aquilo que deve ser considerada: algo natural.

 

Que tal aprender, agora, como qualificar o RH de sua empresa em outras questões que vão além da diversidade no ambiente de trabalho? Para isso, é só curtir a nossa página no Facebook e seguir-nos no Instagram, Twitter e LinkedIn. Assim, você vai saber em primeira mão todas as nossas novidades!

Related posts

1 Comment

  1. Gabriel

    Ótimo conteúdo!

Deixe uma resposta

Required fields are marked *