Como diminuir a rotatividade de funcionários? Descubra!

Controlar a rotatividade de funcionários é uma das ações mais importantes para administrar o fluxo de caixa de uma empresa. Afinal, se o giro de entrada e saída de pessoas for alto, os custos de demissão e admissão também aumentarão. Será preciso arcar com despesas de rescisão, recrutamento, treinamentos e integração muitas vezes em um curto período.

Os resultados da organização também dependem da redução do turnover. Quando os melhores talentos de uma empresa são mantidos, os processos de trabalho são consolidados e o andamento dos projetos é mais fluido, já que eles não são interrompidos por falta de mão de obra qualificada.

Para ajudar você a ser mais eficiente na retenção de talentos, preparamos algumas dicas que serão úteis na diminuição da rotatividade na sua empresa. Quer saber mais? Então acompanhe o nosso post!

Opa, espera um pouquinho! Você vai amar a planilha que preparamos para você. Se você se importa com os seus colaboradores (não é a toa que você está lendo esse conteúdo) deve ter alguma ferramenta para acompanhar a taxa de turnover. Certo? E é isso que vamos te dar gratuitamente! É só você responder o formulário.


Agora que tem a planilha em mãos, continue entendendo sobre a rotatividade de funcionários 😉

 

Descubra os motivos da rotatividade de funcionários

Antes de colocar em prática ações para reduzir a rotatividade, é preciso identificar as razões pelas quais os funcionários deixam a empresa. Apenas assim será possível traçar estratégias eficientes, que atacarão a raiz do problema.

A melhor forma de fazer isso é perguntar os motivos da saída sempre que um colaborador pedir demissão. Crie um banco de dados com as informações obtidas nessas entrevistas e avalie quais respostas aparecem mais vezes, detectando problemas prioritários e pensando em soluções eficazes para eles.

Alguns dos motivos mais comuns para os talentos deixarem a organização são:

  • falta de motivação;
  • insatisfação com os benefícios;
  • salários abaixo da média;
  • falta de adaptação à cultura.

Ao saber exatamente quais dessas razões são mais frequentes, será mais fácil tomar as medidas corretas. Se os salários e benefícios forem abaixo da média, por exemplo, faça uma pesquisa de mercado para igualar ou superar as ofertas dos concorrentes. Dessa forma, os talentos terão menos um motivo para deixar a organização.

 

Ofereça treinamentos e plano de carreira

Investir no desenvolvimento dos funcionários é essencial para que eles se sintam motivados e valorizados no ambiente de trabalho. Oferecer um plano de carreira é parte fundamental desse processo. Quando um profissional tem perspectiva de crescimento na empresa, dificilmente abandonará um projeto antes de sua conclusão e se sentirá compelido a dar 100% da sua capacidade.

Programas de treinamentos surtem um efeito parecido. Quando um funcionário percebe que a empresa se preocupa em capacitá-lo, normalmente se sente mais grato, engajado e confiante na organização. Além disso, sua produtividade e resultados melhoram devido às habilidades desenvolvidas durante os cursos. Portanto, é uma iniciativa vantajosa para os dois lados.

 

Estimule a cultura do feedback

Saber dialogar com os colaboradores é essencial para mantê-los interessados em permanecer na empresa. Uma maneira eficiente de cumprir essa missão é estimular a cultura do feedback. Oriente os gestores e conversarem regularmente com seus subordinados sobre suas conquistas e objetivos dentro da organização. Se os caminhos para a evolução profissional forem apontados pelos líderes, eles saberão exatamente o que devem fazer.

Também é importante considerar o feedback uma via de mão dupla, assim como todo tipo de comunicação. Incentive os funcionários a avaliarem a empresa e seus líderes, assim como os gestores fazem com seu trabalho. Se perceber que eles não se sentem à vontade para fazer isso, uma ideia interessante é utilizar formulários anônimos para sugestões e críticas. No entanto, canais de diálogo aberto são sempre mais recomendáveis.

Dessa forma, será possível descobrir com precisão o que os colaboradores esperam da empresa e identificar pontos a melhorar na estrutura, relacionamentos e processos de trabalho. Ao receber demandas de funcionários, procure atendê-las da melhor forma possível, mostrando a eles que suas questões estão realmente sendo ouvidas pela organização.

 

Construa um bom ambiente de trabalho

Manter o bom clima organizacional é um dos pontos mais importantes para controlar a rotatividade de funcionários. Se o profissional estiver feliz em seu dia a dia, dificilmente desejará sair da empresa e colocar tudo a perder. Honestidade e transparência por parte das lideranças já são ótimos passos para a criação de um ambiente de trabalho saudável.

Ações planejadas são fundamentais nesse processo. Fortaleça a cultura organizacional para reforçar o senso de pertencimento em todos na empresa, estimulando a ajuda mútua e interações colaborativas. Elabore também estratégias de comunicação interna para facilitar o diálogo entre gestores e equipes, com o intuito de deixar todos a par das novidades e objetivos da companhia.

Investir em infraestrutura é mais um ponto importante para criar um bom ambiente. Mesas, cadeiras, salas, iluminação e outros aspectos devem estar sempre em ordem para oferecer as melhores condições de trabalho para os talentos da empresa.

 

Contrate as pessoas certas

A preocupação com a rotatividade de funcionários deve partir dos processos de recrutamento e seleção. Ao buscar novos talentos, não coloque foco apenas em habilidades técnicas, mas também avalie se o candidato se identifica com os propósitos da empresa. É isso que vai definir se as chances de permanência desse profissional são altas ou não.

Também é necessário fazer uma análise comportamental para avaliar com precisão se o candidato se encaixará no dia a dia da equipe e terá as condutas esperadas pela organização. No cenário atual, para cumprir todas essas etapas com eficiência, é fundamental buscar o auxílio da tecnologia.

Soluções de gestão de RH são perfeitas para essa missão. Essas plataformas automatizam e agilizam a triagem de currículos. Além disso, contam com mecanismos de análise comportamental, cruzamento de dados e avaliações das respostas dadas pelos candidatos durante a entrevista de emprego. Portanto, estude investir em um sistema informatizado para melhorar seus resultados no recrutamento.

 

Essas foram as nossas dicas para reduzir a rotatividade de funcionários na sua empresa! Agora que você já está por dentro do assunto, é hora de colocar em prática o que aprendeu. Avalie as necessidades da sua organização, elabore um plano de ações e mãos à obra! Temos certeza de que você verá os resultados aparecerem rapidamente na retenção de talentos.

Gostou do post? Ele foi útil para você? Não se esqueça de assinar a nossa newsletter! Assim você receberá, com exclusividade, mais conteúdos sobre retenção de talentos e gestão de pessoas!

Postado em RH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *