Inscreva-se

Qual é a diferença entre RH e Gestão de Pessoas?
Gestão

Qual é a diferença entre RH e Gestão de Pessoas?

A diferença entre RH e Gestão de Pessoas está nas responsabilidades diante das rotinas da empresa. Enquanto o RH é a ponte de relacionamento entre a empresa e o colaborador. A gestão de pessoas tem como foco o desenvolvimento de competências.

 

Almejar lucros através de uma equipe motivada e engajada e com um rendimento que beira a alta produtividade. Que empresa não quer isso não é mesmo?

Por isso é tão importante entender a diferença entre RH e Gestão de Pessoas. Já que são duas áreas que se complementam e que possuem papéis essenciais no caminho de sucesso das empresas.

No caso do RH em buscar estratégias para manter toda a empresa funcionando e feliz. E por outro lado, no caso da gestão de pessoas, com o gestor trabalhando no âmbito da sua equipe para que todos se mantenham engajados e em harmonia.  

Quer saber mais sobre a diferença entre RH e Gestão de Pessoas? Confira em nosso artigo a função de cada um desses setores na empresa.

 

O conceito de RH

Para entender o setor de RH e a principal diferença entre RH e Gestão de Pessoas é preciso conhecer as atividades típicas desse setor. Pode-se dizer que o RH passou de um departamento completamente burocrático para um setor estratégico.

O setor assumiu novas responsabilidades que vão desde os processos de recrutamento e seleção até estratégias de retenção de talentos. Confira algumas das rotinas desse setor:

  • Realizar processos de recrutamento;
  • Desenvolver estratégias para retenção de talentos;
  • Planejar planos de carreira;
  • Reduzir a taxa de turnover;
  • Organizar cargos e funções.

Essas são algumas das responsabilidades do setor de RH dentro das empresas. Mostrando sua importância em relação a capacidade de conseguir utilizar os recursos da própria mão de obra para desenvolver a empresa de maneira rápida e eficaz.

Quer descobrir o que o futuro do RH reserva para a sua empresa? Acesse esse eBook:


O conceito de Gestão de Pessoas

Podemos dizer que em toda gestão de pessoas temos a frente um líder, um gestor. É uma área que está em uma busca incessante para que os colaboradores estejam engajados através da otimização e capacitação de suas habilidades.

E essa é uma diferença entre RH e Gestão de Pessoas. Enquanto o RH está planejando uma estratégia macro para a empresa, a gestão de pessoas está agindo diretamente no engajamento do colaborador. A gestão pessoal é o guia dos dos profissionais.  

Confira algumas das rotinas que a área de gestão de pessoas executa dentro das empresas.

Tendo uma visão sobre as responsabilidades da gestão de pessoas podemos perceber a sua importância principalmente na questão das equipes.

Portanto, todos os gestores, independente da sua área – comercial, produção, marketing ou financeira – precisam assumir o compromisso de gerir bem a equipe. Pois assim, é possível mantê-las em alto ritmo de produtividade.

 

A diferença entre RH e Gestão de Pessoas

Apesar de possuírem algumas semelhanças, há uma grande diferença entre RH e Gestão de Pessoas, quando analisamos algumas rotinas da empresa. Separamos alguns temas que fazem parte das organizações para mostrar qual o papel de cada setor referente a eles.

 

Processos de recrutamento

As duas áreas são de suma importância nos processos de recrutamento e seleção da empresa. A diferença entre RH e Gestão de Pessoas nessa função está na execução de tarefa que cada setor precisa assumir.

A área de gestão de pessoas nesse caso tem como dever apontar ao RH as características e competência que o futuro novo colaborador precisa ter.

Já o setor de RH precisa planejar o processo de recrutamento corretamente para encontrar o perfil ideal para vaga.

 

Formação de talentos

Todo gestor precisa estar atento às necessidades da equipe. Para isso, é necessário fazer avaliações constantes do desempenho dos colaboradores e mensurar os resultados apresentados diariamente.

Dessa forma, é possível perceber onde estão os erros e o que é necessário para que a equipe esteja preparada para desempenhar bem suas funções.

Sendo assim, a gestão de pessoas, por meio do gestor, pode apontar ao RH algum tipo de formação ou curso que seria benéfico aos profissionais.

O RH então trabalha para executar o pedido, montando e organizando um treinamento ou capacitação que atenda as necessidades do setor. Alinhando assim, horário, tipo de curso (EAD ou presencial), local e etc.  

 

Engajamento dos profissionais

O responsável pela gestão de pessoas é capaz de identificar a satisfação e insatisfação dentro da sua equipe.

Além disso, pelo seu contato mais próximo ao colaborador, ele pode descobrir o fato real por trás do problema e propor ao RH alternativas para saná-lo.

E aí está a diferença entre RH e Gestão de Pessoas quando o assunto é engajamento. A gestão de pessoas identifica o problema e o RH executa as estratégias para tentar motivar os colaboradores, seja com uma cultura de benefícios, incentivos financeiros e etc.

Além do mais, os profissionais do setor de  RH é que tem uma visão macro sobre o quanto é possível gastar e qual a forma mais eficaz de colocar o planejamento em prática.

 

Reestruturação de equipe

Se o RH possui um papel determinante nos processos de admissão e demissão, são os gestores que possuem a capacidade de apontar quem pode ser desligado.

Empresas que passam por reestruturação dependem completamente desses setores. Apesar da diferença entre RH e Gestão de Pessoas, é necessário um trabalho em conjunto nas mudanças.

Quando há necessidade de cortes, o gestor pode identificar profissionais que podem ser cortados sem atrapalhar o fluxo operacional da empresa.

 

RH e Gestão de Pessoas: setores que precisam atuar juntos

A diferença entre RH e Gestão de Pessoas precisa estar bem clara na rotina das empresas. Isso porque, sabendo exatamente o papel de cada uma dessas áreas fica mais fácil determinar de que forma cada setor pode contribuir com a empresa.

Em um mercado tão competitivo não saber separar e reconhecer a diferença entre RH e Gestão de Pessoas pode comprometer os resultados. E mais ainda, pode sobrecarregar os profissionais com funções que nada tem a ver com sua competência.

Após ler esse artigo questione-se para saber se a sua empresa está conseguindo separar essas áreas. Pois, quando cada um assume sua função é possível potencializar o engajamentos dos profissionais e consequentemente obter mais resultados.

 

Para ficar por dentro do RH e ler mais conteúdos de gestão de pessoas, siga a Xerpa nas redes sociais Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn e se mantenha sempre atualizado.

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *