5 dicas para não falhar nas boas-vindas de novos funcionários

As boas-vindas na empresa de um funcionário, ou onboarding, é o conjunto de procedimentos de capacitação e integração do colaborador recém-contratado a organização. Em inglês, onboarding significa justamente “embarcar”, mergulhar no contexto e cultura de uma organização.

Ele tem como objetivo reduzir o tempo que um novo integrante leva para se adaptar e atingir seu máximo potencial dentro de uma equipe.

O onboarding tem se tornado cada dia mais importante entre as empresas, devido a grande competitividade do mercado, em que as corporações não podem mais esperar de 3 a 4 meses para que um profissional esteja totalmente pronto para realizar suas tarefas com eficiência.

Quer conduzir um processo de Onboarding com sucesso? É só você responder esse formulário para baixar o eBook gratuito Onboarding para Novos Funcionários:


 

Muitas empresas ainda cometem diversos falhas nesse processo, pois acreditam que uma breve apresentação inicial na hora de efetivar a contratação é o suficiente para dar boas-vindas na empresa e fazer com que os novatos se sintam à vontade em suas funções.

No entanto, tem se tornado essencial dar uma maior atenção aos novos integrantes, desenvolvendo um efetivo processo interno de onboarding, já que esse é o momento certo para demonstrar a cultura corporativa e as normas e posturas da empresa.

A boas vindas na empresa aproxima o novo empregado à dinâmica empresarial e é uma responsabilidade do departamento de RH. Assim, como ele é responsável pela entrada e saída de qualquer colaborador, também deve se preocupar com as questões sobre integração na nova equipe.

Quer saber quais são os principais desafios do RH para este ano? Clique aqui e confira!

 

Por que as boas-vindas é um processo importante?

Muitas organizações cometem o erro de esperar que o novato consiga perceber sozinho o tipo de organização e as normas cotidianas a que está passando a fazer parte, entretanto, pode ser tarde demais.

Diversos profissionais acabam se desligando de empresas por não se sentirem parte delas e nem adaptados a sua nova equipe ou ambiente de trabalho. Muitas vezes, isso acontece justamente por falta de um processo de inclusão. Por isso é tão importante investir na boas-vindas na empresa e mostrar aos colaboradores como as coisas de fato funcionam dentro do ambiente de trabalho.

Profissionais quando já começam bem preparados, informados e seguros tendem a passar mais facilmente pela primeira fase de adaptação e experiência, o que gera, assim maiores benefícios para ele e para a própria organização.

Portanto, é importante que a empresa esteja pronta para realizar o processo de boas-vindas, mas também prepare sua equipe interna para receber o novo funcionário.

Para isso, é fundamental desenvolver algumas ações internas, como a integração com o time, imersão na cultura organizacional (o funcionário precisa ter claro em sua mente o posicionamento da empresa, quais os seus valores, visão e missão), criação de uma forte conexão da equipe para a recepção do novo colaborador e a utilização de ferramentas digitais para entender melhor as características individuais do profissional.

Pular essa parte, ou fazer de qualquer jeito, querendo que o funcionário já demonstre serviço no primeiro momento, pode trazer resultados negativos no futuro.

 

5 dicas para não falhar nas boas-vindas NA EMPRESA

1- Deixar os funcionários por conta própria

Ao iniciar um novo trabalho, os profissionais se encontram em posição vulnerável e desconfortável inicialmente, precisando do auxílio da nova organização para organizar sua nova rotina e se adaptar ao novo trabalho. Em casos que a empresa não oferece o auxílio necessário, ela acaba sofrendo com altos níveis de rotatividade de seus funcionários.

Portanto, é fundamental implementar processos formais de integração para construir a confiança e lealdade dos colaboradores, aumentando a retenção de talentos.

Você sabe calcular o turnover da sua empresa? Clique aqui e aprenda agora mesmo!

 

2- Demorar para iniciar o processo de onboarding

Muitos esperam o primeiro dia de trabalho para começar o processo de boas vindas na empresa. Entretanto, uma nova tendência que está trazendo bons resultados é a “pré-integração”, que visa envolver os novos contratados e iniciar o processo de boas-vindas antes do primeiro dia no trabalho.

Ela pode começar assim que o candidato assina o contrato. Isso pode “quebrar o gelo” para o novo profissional que, provavelmente, estará nervoso, permitindo que ele possa sentir à vontade. Isso reduz o número de desistências e o não comparecimento no primeiro dia.

 

3- Processo de integração muito curto

A maioria das empresas têm processos de boas-vindas com menos de um mês de duração. Esse período é muito curto. Por isso, para tirar o máximo proveito de suas novas contratações e maximizar o envolvimento e satisfação do colaborador é necessário estender os processos de integração por bem mais do que um mês.

 

4- Não ter uma equipe dedicada pela integração

É fundamental contar com uma equipe responsável por manter e desenvolver os procedimentos que envolvem as boas-vindas na empresa. Caso você tenha uma pequena empresa, poderá simplesmente atribuir a responsabilidade de integração a um empregado muito engajado, ou se contar com uma equipe de RH bem-estruturada, a responsabilidade será do departamento.

 

5- Não medir os resultados do processo

Assim como todos os processos desenvolvidos dentro da organização que contam com a finalidade de medir o desenvolvimento e desempenho dos funcionários, nas boas-vindas, os colaboradores também devem ter seus resultados monitorados. Assim, é possível medir e avaliar as mudanças necessárias para ter integrações cada vez mais bem-sucedidas.

Oferecer um kit de boas-vindas para os novos integrantes com itens básicos, como canetas, blocos de notas e calendários pode auxiliar a empresa em demonstrar o quanto ela está com boas expectativas em relação a ele.

Além disso, criar um dia de integração para que toda a equipe participe também pode ser uma estratégia de socialização eficiente para a maioria das empresas. É possível ainda atribuir a todas as novas contratações, um companheiro que possa lhes mostrar todo a organização. Isso cria vínculos entre membros da equipe, o que pode melhorar o ambiente de trabalho.

 

Importância boas-vindas na empresa

Quando não há o devido suporte no processo de boas-vindas na empresa para que o novo funcionário se integre facilmente, diversos problemas podem surgir com o tempo, gerando, cada vez mais, equipes menos leais, produtivas e engajadas. Isso irá afetar diretamente os negócios e na imagem da empresa frente a seus clientes. Portanto, busque sempre novas formas de desenvolver o onboarding de sua equipe e criar processos de socialização eficientes.

Assine nossa Newsletter e receba novos conteúdos para saber mais como criar times mais concisos e integrados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *