8 dicas para construir uma gestão de recursos humanos eficiente

A gestão de recursos humanos é um conjunto de técnicas utilizado pelas empresas para potencializar as habilidades dos profissionais e alcançar resultados.

Neste artigo falaremos sobre a importância da gestão de recursos humanos para a conquista de resultados na empresa. Qual a história da gestão de recursos humanos? Como posso aplicá-la de maneira eficiente na empresa? Neste conteúdo você encontrará dicas para alcançar a excelência na gestão de recursos humanos.

 

A importância da gestão de recursos humanos na empresa

Criar um ambiente favorável e investir na carreira dos seus profissionais são algumas das técnicas de gestão utilizadas pelas empresas para manter seus colaboradores engajados

A gestão de recursos humanos é um conjunto de técnicas utilizado para conseguir potencializar as habilidades dos colaboradores.  e consequentemente conquistar resultados.

O gerenciamento e o conhecimento dos seus colaboradores, individualizando pontos fortes e fracos, e buscando alternativas para explorar seus talentos é o caminho certo gestão de recursos humanos.

E conseguir realizar uma boa gestão de recursos humanos, só é possível quando há um planejamento estratégico por trás. Dar um passo sem se planejar é apostar em um investimento às cegas, que difere totalmente dos objetivos da gestão de recursos humanos.

Os responsáveis pela gestão de recursos humanos precisam ter uma visão macro da empresa e conseguir mensurar os erros a serem corrigidos, lutando constantemente pelos resultados.

Na visão desses gestores, o colaborador tem papel crucial nos resultados e ele fará de tudo para que seu profissional se mantenha motivado. Ao longo dos anos, com mudanças constantes, a gestão de recursos humanos passou a seguir um perfil mais humano.

 

A história da gestão de RH

“A gestão de pessoas é representada pelas pessoas e organizações, sendo que, se não houver pessoas e organizações, não há necessidade de existir a terminologia Gestão de Pessoas. Isto acontece porque as organizações são compostas de pessoas e precisam delas para atingir suas metas e cumprir sua missão. Da mesma forma que as pessoas necessitam das organizações para alcançar seus objetivos pessoais”. (CHIAVENATO 2005)

Frederick W. Taylor (1856-1915) e Henri Fayol (1841-1925) são dois dos precursores da gestão de pessoas no universo dos recursos humanos. Por meio deles foi criado um movimento da administração científica, que tinha como objetivo eliminar as improvisações e reorganizar processos organizacionais.

 

Mais mudanças por décadas

Na década de 40 os gestores passaram a analisar mais as individualidades dos colaboradores e começaram a ter uma visão maior sobre as condições de trabalho em consequência de resultados.

Mas foi apenas na década de 60 que se começou a utilizar mais o termo administração de recursos humanos, pois através dele era possível analisar e ter uma visão macro dos colaboradores.

Na década de 90, uma nova era da informação surgiu realizando uma grande mudança nos ambientes corporativos. Os trabalhos passaram a se tornar menos centralizados e os colaboradores ganharam uma importância maior na busca por objetivos e resultados da empresa.

A partir daí, começaram a surgir descrições de cargos, diferenciação de salários, plano de carreira, retenção de talentos e outras ferramentas que tinham como objetivo oferecer um bom ambiente de trabalho.

 

As melhores dicas de gestão

Se ao longo do tempo existiram sempre diferenças de hierarquia, atualmente o foco está na proximidade entre comandados com superiores, líderes e gestores.

Essa relação mais próxima entre os profissionais proporcionou uma chance maior de manter um colaborador disposto a lutar pelos objetivos da empresa. Criou-se um laço de confiança entre líder e subordinado, contribuindo assim com o desempenho da equipe.

Mas você sabe como aconteceu a evolução da gestão de recursos humanos ao longo do tempo? E quais pontos são realmente importantes para planejar uma boa cultura organizacional focada na gestão de recursos humanos?

Para tirar essas dúvidas e dar dicas de como realizar uma gestão de recursos humanos perfeita, preparamos um material exclusivo para você atingir a excelência no momento de gerir seus colaboradores. Confira abaixo!

 

RH com menos burocracia

O papel dos recursos humanos vai muito além do que burocracia. Com uma visão macro de administração, os profissionais atuais precisam se envolver com os projetos de uma forma geral.

Entregar ao setor de RH apenas os trabalhos de nível operacional é restringir a gestão de recursos humanos de profissionais que também são responsáveis por manter a equipe motivada, engajada e disposta.

Achar que o RH tem apenas a função de contratar, demitir, realizar pagamentos e outros processos burocráticos é limitar a cultura organizacional da sua empresa, privando-a de crescer no mercado.

A gestão de recursos humanos depende completamente de um bom RH, que obrigatoriamente precisa estar na linha de frente, trabalhando lado a lado com os gestores.

 

Contrate as pessoas certas

Uma boa gestão de recursos humanos passa primeiramente por um bom processo de admissão. Não adianta ter as melhores ideias se você não tem os melhores colaboradores para executá-las. É essencial acertar nas contratações e para isso é preciso construir o perfil ideal para suas vagas.

Contratar errado não só é perda de tempo, mas também é jogar dinheiro fora. Quando processos de contratação são mal feitos, as chances da taxa de rotatividade aumentar é muito grande, influenciando completamente na constância de resultados da empresa.

O papel da gestão de recursos humanos nos processos de admissão é crucial. Gestores e profissionais de RH tem a responsabilidade de traçar o perfil certo para escolherem a pessoa certa, minimizando assim as chances de erros.

 

Crie um bom clima organizacional

Priorizar o clima e o entorno da equipe em relação ao trabalho a ser executado é uma das prioridades da gestão de recursos humanos. Criar um bom clima organizacional estimula os colaboradores a se dedicarem mais ao trabalho e a lutarem juntos pelos objetivos.

Quando o ambiente é bem estruturado para que os colaboradores se desenvolvam e coloquem suas habilidades na execução das tarefas, os resultados aparecem constantemente.

Quando a relação entre os profissionais é respeitosa e amistosa, todos tendem a ficar mais motivados e consequentemente desejam ficar por mais tempo na empresa.

 

Ofereça bons treinamentos

Oferecer bons treinamentos e capacitações é uma das ferramentas utilizadas na gestão de recursos humanos e que pode motivar e reter seus talentos. O colaborador que se sente valorizado está sempre engajado para crescer profissionalmente e disposto a ajudar a empresa a alcançar resultados.

Quando gestores e líderes de recursos humanos reconhecem que seus colaboradores têm boas qualidades, mas que sempre podem evoluir e crescer com uma capacitação, são os verdadeiros visionários.

Quando se consegue planejar estrategicamente, além dos trabalhos rotineiros do dia a dia, a empresa consegue investir suas forças nos melhores perfis, para que eles atuem sempre em alto nível.

Por exemplo, se um jogador de futebol tem como ponto fraco o cabeceio, quanto mais ele treinar cabeceios maior a chance dele se aprimorar nessa habilidade.

Na empresa também é assim, quando mais seu colaborador treinar e se capacitar, mais próximo à excelência das suas tarefas ele vai estar.

 

Delegue as funções corretamente

A gestão de recursos humanos passa por uma reorganização de tarefas. Delegar um trabalho para o profissional certo não só facilita a execução do mesmo como acelera o caminho do resultado.

O bom gestor é aquele que conhece o perfil de cada um dos seus colaboradores e sabe quais seus pontos fortes e fracos.

As empresas que mais se destacam no mercado são aquelas que delegam corretamente as tarefas. Ter em mente também o que é prioridade é fundamental, para que assim você consiga traçar a estratégia correta e escolher os profissionais certos para executá-las.

 

Seja assertivo no feedbacks

O setor de recursos humanos tem papel fundamental na gestão de pessoas. Quando se traçam metas e objetivos para os colaboradores fica mais fácil para destinar um tempo para os feedbacks.

Mas um grande número de empresas não sabe como realizar essa gestão de recursos humanos. Dar feedbacks positivos e negativos se torna um bicho de sete cabeças e alguns gestores preferem evitá-los, erroneamente, para não criar problemas e desentendimentos com seus colaboradores.

Bom colaborador é aquele que aceita elogios e críticas e que busca melhorar o tempo todo, esse é o verdadeiro talento. Bom gestor é aquele que não tem medo de dar feedbacks, mas que consegue com segurança e profissionalismo relatar a sua equipe no que eles precisam melhorar.

A grande questão nesse caso são as estratégias operacionais para conseguir mensurar os erros e traçar caminhos mais assertivos para as equipes.

É fundamental também que o setor de recursos humanos não faça distinções de cargo quando for dar feedbacks. Erros podem ser cometidos em qualquer cargo e os profissionais precisam ser alertados.

O feedback constante se tornou essencial na rotina das empresas. Perceber um erro e realocar a equipe pelo caminho certo, mantendo um diálogo aberto e transparente, pode salvar os resultados da sua empresa.

 

Trabalho em equipe é essencial

Gestão de recursos humanos requer trabalho em equipe. Tanto quando se fala de planejamento estratégico para criar um ambiente de trabalho favorável aos colaboradores, como na execução de tarefas em conjunto.

Na questão de planejamento é muito importante que todos os setores estejam trabalhando em conjunto.

Quando apenas o setor de RH tem a responsabilidade de gerir os colaboradores, ignorando os líderes e gestores de setor, a chance de saber os reais resultados dos seus colaboradores é equivocada muitas vezes, tornando as correções impossíveis.

E quando falamos de execução de tarefas, nunca se alcança resultados satisfatórios quando apenas um membro da equipe está engajado com o projeto. A partir do momento em que algum dos profissionais da engrenagem da empresa não se dedica, a equipe fica sobrecarregada e os resultados ficam comprometidos.

A gestão de recursos humanos não é um trabalho solitário, mas de dedicação dos setores, que precisam manter colaboradores engajados. E é claro que uma responsabilidade dos próprios colaboradores, que precisam estar sempre se doando 100% no ambiente de trabalho.

 

Adote um sistema de gestão

Adequar-se às novidades de mercado e ao universo da tecnologia é a melhor forma de manter-se atualizado em relação a otimização dos processos e construção de uma cultura organizacional sólida.

Um sistema de RH eficiente não só transforma a empresa no mercado, deixando-a mais competitiva, mas também contribui com os processos burocráticos do dia a dia. Processos de seleção, admissão, pagamentos e outros se tornam mais ágeis e dinâmicos.

Mas como contratar o sistema de gestão de recursos humanos ideal? Essa decisão requer um planejamento estratégico, pois é necessário definir o perfil da sua empresa, dos seus colaboradores, traçar suas necessidades e gastos.

Várias tecnologias estão disponíveis no mercado. Porém, é necessário definir qual o sistema que mais se adequa a sua cultura organizacional, para que o investimento seja bem feito e o custo-benefício valha a pena.

 

A gestão de recursos humanos muda seus resultados

Realizar uma boa gestão de recursos humanos influencia completamente nos resultados da sua empresa. Tratar seus colaboradores de qualquer forma, em um mercado tão competitivo, é como dizer para eles que você não se importa com o trabalho que ele faz.

Retirar do colaborador a sensação de que ele é importante e fundamental na equipe, é cometer um erro grave para a conquista de resultados. O colaborador precisa estar motivado, disposto, engajado, se sentir como peça fundamental na equipe.

Gestores e profissionais de RH precisam a todo tempo se desafiar para construir um ambiente favorável na empresa. O grande caminho da boa gestão de recursos humanos é aquele que dá ao colaborador a possibilidade para que ele se desenvolva pessoalmente e profissionalmente na empresa.

 

Para refletir

Diante de tantas dicas de gestão de recursos humanos ao longo deste artigo, você deve estar se questionando se faz ou não uma boa gestão na sua empresa. E convidamos você a refletir sobre o número de saída de colaboradores nos últimos anos, sobre atrasos nas entregas de trabalhos e falta de resultados.

Caso alguns desses pontos estejam abaixo do esperado e beirando o negativo é melhor repensar urgentemente sobre que tipo de gestão de recursos humanos você vem adotando.

Assuma hoje seus erros e corrija os caminhos colocando sua equipe no caminho certo dos resultados.

 

Quer saber mais sobre gestão? Confira nosso artigo “Seus gestores estão contribuindo para o sucesso da cultura organizacional de sua empresa?”, clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *