O número de acidentes que acontecem durante o trabalho no Brasil é muito alto a cada ano. Segundo dados apresentados pela Previdência Social, o número de afastamentos por acidente de trabalho foi de 1,8 milhão entre 2014 e 2018. 

Muitas pessoas não se preocupam com as ações necessárias de segurança, nem utilizam os equipamentos considerados essenciais em atividades que apresentam algum risco. 

Por conta disso, é necessário reforçar os cuidados e medidas preventivas dentro do ambiente de trabalho. Desta forma, as atividades serão realizadas da melhor maneira e com total segurança. 

1. Primeira dica: evitando problemas com extintor de incêndio

Nos dias de hoje, no ambiente de trabalho, estamos sujeitos à diversas questões que podem envolver acidentes e vários tipos de riscos. Por isso, todo tipo de cuidado é mais do que essencial. Contar com a presença de extintor de incêndio na empresa é fundamental. 

A falta desse equipamento pode causar problemas muito graves,caso aconteça algum incêndio. Dependendo do tamanho que a empresa tem, é necessário ter vários extintores de incêndio espalhados pelo ambiente. 

Outro ponto importante é sempre optar por fornecedores de extintor de incêndio que no período de troca e recarga, ofereçam extintores reserva, para que a segurança seja mantida. Nunca se sabe quando algum tipo de acidente pode acontecer. 

Lembre-se também de ficar atento aos locais de instalação. Além de entender a diferença de cada tipo de extintor de incêndio e utilizar o correto para cada tipo de projeto.

 

Em caso de acidente com fogo

É preciso agir com cautela e atenção quando se trata de algum tipo de incêndio. O primeiro passo é, de uma maneira segura, descobrir o que está pegando fogo e qual a extensão. 

Caso a empresa conte com brigadistas, eles vão passar as melhores orientações para todos os funcionários, além de utilizar o extintor de incêndio da maneira certa, dependendo da proporção. Mas a calma é essencial em todos os momentos. 

Se o ambiente contar com alarmes, não deixe de acioná-los. Pode ser que outras pessoas em outros ambientes, um pouco mais distantes do local de incêndio, não saibam do que está acontecendo. O alarme irá alertá-las. 

Quando sair, lembre de fechar portas e janelas, desligar a eletricidade e, se o ambiente que estiver pegando fogo estiver em um edifício, não use os elevadores. 

2. Segunda dica: Tela de proteção para maior segurança

Também conhecida como rede de proteção, tem a função principal de evitar acidentes que envolvem quedas, por exemplo. 

Em construções de grandes edifícios, estádios, entre outros, muitos trabalhadores acabam se envolvendo em acidentes por conta da falta de proteção. Para evitar esse tipo de problema, é indicado que se use plataformas e também tela de proteção.

Existem normas regulamentadoras que são exigidas na construção civil e é essencial que elas sejam seguidas, para que então, a segurança no trabalho possa ser mantida. 

3. Terceira dica: cuidados com instalações

No momento de trocar alguma porta existente na empresa, é necessário atenção e cuidado para que a instalação aconteça de maneira certeira e não cause problemas. 

A porta de ferro utilizada em indústrias, por exemplo, geralmente são muito maiores e bem mais pesadas do que as mais clássicas vistas em residências. 

Para não errar na instalação, a medição dos vãos é fundamental. Além disso, é importante não esquecer de nenhuma ferramenta para deixar a porta realmente fixa e firme.

Contar com os profissionais capacitados também é uma segurança a mais e garantia de um bom trabalho.

As informações certas

Neste artigo, apresentamos três dicas, mas é importante que você se mantenha sempre informado a respeito das normas de segurança no trabalho, para que as atividades ocorram com tranquilidade, conforto e segurança.

E se o interesse do assunto aumentar, recomendamos que você acesse esse artigo. Nele você conhecerá TUDO o que a sua empresa precisa saber sobre Acidente de Trabalho. Clique aqui e acesse!

 

*Este artigo foi escrito pela Soluções Industriais.