Dia do trabalho: você sabe porque ele existe?

O Dia Mundial do Trabalho é celebrado no dia 1º de maio em diversos lugares do mundo. No Brasil e em muitos outros países, a data é um feriado nacional. Você sabe como e por que surgiu essa comemoração?

De onde veio o Dia do Trabalho?

Também chamado de Dia do Trabalhador, o feriado de 1º de maio tem muita história. Tudo começou em 1886 nos Estados Unidos, quando os trabalhadores de Chicago organizaram uma manifestação reivindicando a redução da jornada de trabalho para 8 horas diárias. Nesse mesmo dia se iniciou uma greve geral no país, que foi seguida por diversos conflitos que ficaram conhecidos como Revolta de Haymarket. Os acontecimentos resultaram em repressões violentas, mortes de manifestantes e muitas pessoas feridas.

Em 1889, a organização Internacional Socialista se reuniu em Paris e decidiu convocar anualmente manifestações para pedir a redução da jornada para 8 horas diárias. Na época, era comum que os trabalhadores fizessem jornadas de 13 e até 16 horas por dia. A data escolhida para a reivindicação foi 1º de maio, em homenagem à manifestação de Chicago. As manifestações na França também foram reprimidas e resultaram em mortes, o que reforçou a data como um dia de luta dos trabalhadores.

Foi apenas em 1919, entretanto, que a França definiu a jornada de 8 horas diárias e proclamou o 1º de maio como feriado. Em 1920 a União Soviética também adotou o feriado e vários países seguiram o exemplo.

O 1º de maio no Brasil

No brasil, desde 1895 o 1º de maio já era comemorado pelo movimento operário como dia de luta dos trabalhadores e costumava ser marcado por protestos. Em 1917, a cidade de São Paulo protagonizou uma das maiores greves gerais da sua história e o movimento dos trabalhadores ganhou força.

Foi só em 1925, entretanto, que o 1º de maio foi consolidado e transformado em feriado nacional por um decreto do presidente Artur Bernardes, que tinha o objetivo de ganhar a simpatia dos trabalhadores.

Durante o governo de Getúlio Vargas, o Dia do Trabalhador passou a ser comemorado com festas populares, desfiles e celebrações públicas. O presidente aproveitou a data para promover seu governo e anunciar as principais medidas de benefícios ao trabalhador:

  • 1º de maio de 1940: instituição do salário mínimo, que supriria todas as necessidades básicas de uma família.
  • 1º de maio de 1941: criação da Justiça do Trabalho, órgão do poder judiciário voltado para as causas trabalhistas.
  • 1º de maio de 1943: criação da Consolidação das Leis do Trabalho, conhecida como CLT, que até hoje rege as relações de trabalho no país.

Hoje, o feriado é uma data muito lembrada pelos sindicatos e ainda é marcado por diversas manifestações pelos direitos dos trabalhadores.

O Dia do Trabalhador em outros países

Em Portugal, só depois do fim da ditadura, em 1974, é que se voltou a comemorar o 1º de maio e a data passou a ser feriado. Em Moçambique foi proibido celebrar a data enquanto o país era colônia de Portugal: só em 1974, com a sua independência, o dia passou a ser comemorado anualmente.

Muitos outros países celebram o feriado no dia 1º de maio e em alguns a data é comemorada em outros dias. Veja o mapa:

1demaio mapa.png

legenda.png

Fonte: Wikipedia

Na Austrália, o dia da celebração varia de acordo com a região. Já nos Estados Unidos e no Canadá, o Dia do Trabalhador é comemorado na primeira segunda-feira de setembro desde 1887, quando o presidente Grover Cleveland transferiu a data temendo que a comemoração no mês de maio lembrasse os tumultos dos manifestantes de Chicago.

Mesmo em países onde o dia 1 de maio não é feriado oficial, é comum haver comemorações e manifestações organizadas nesse dia em defesa dos trabalhadores.

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *