Descubra como engajar sua equipe de finanças de uma vez por todas

Com o mercado financeiro cada vez mais dinâmico e competitivo, a produtividade se transformou em um fator essencial para a sobrevivência das empresas. No entanto, a verdade é que a sua obtenção está relacionada a um conjunto de ações, que vão desde investimentos em projetos, tecnologia e padronização de processos até as técnicas de gestão de capital humano. Um dos maiores desafios disso é garantir o comprometimento dos profissionais de modo que todos se sintam valorizados pela empresa.

Quer saber como engajar a equipe de finanças por meio de uma gestão mais humanizada? Então fique de olho neste artigo!

Conheça a equipe e avalie o clima organizacional

A baixa produtividade e a falta de envolvimento são problemas que afetam todas as empresas e podem vir de diversos motivos. Entre os diretamente relacionados ao colaborador estão a inaptidão para exercer determinada tarefa, a desmotivação, o conformismo e a baixa expectativa em relação ao futuro do negócio.

Por esses e outros, é fundamental que você conheça cada integrante da sua equipe – incluindo vocações, ambições, preferências e limitações. Com base na análise dessas características, é possível criar oportunidades para aumentar o desempenho de todo o time.

Como a qualidade do ambiente profissional também faz parte do sucesso da empresa, as pesquisas de clima organizacional podem contribuir com a gestão de resultados e pessoas. Através de um questionário simples e intuitivo, fica fácil de identificar quais os procedimentos que realmente necessitam de ajustes.

Nesse caso, além das normas e políticas internas, também é avaliada a conduta de todos os que fazem parte do setor. O resultado ideal desse procedimento é que os profissionais demonstrem coerência, tomem decisões rápidas, evitem a procrastinação e eliminem comportamentos que podem prejudicar o fluxo de atividades.

Defina metas a serem alcançadas

Uma forma objetiva e muito eficaz de garantir a produtividade de uma equipe financeira é a elaboração e implantação de metas. Esses objetivos a serem alcançados podem ser individuais e/ou coletivos, dependendo dos critérios que você considerar mais relevantes.

Quando uma empresa incorpora metas que devem ser batidas pelos colaboradores, a equipe torna-se mais engajada para atingir os resultados, elevando a produtividade e os lucros.

No entanto, é importante que você invista um pouco de tempo e atenção para definir as melhores metas, pois é muito comum haver líderes no mercado que traçam objetivos impossíveis de serem atingidos, sem considerar o nível de dificuldade de uma determinada tarefa. Portanto, dê atenção a isso para não causar efeito contrário no time, deixando seu pessoal desmotivado e prejudicando as tarefas.

Construa relacionamentos baseados em confiança

Um dos desafios de equipes de alto desempenho é a complexidade das soluções que precisam criar para resolverem grandes problemas. Para trabalharem em grupo, é fundamental que haja a confiança na empresa, no líder e nos demais colegas do setor financeiro.

Ou seja, você deve ficar atento a todos os processos que ocorrem na empresa para que nada prejudique o otimismo da sua equipe. Para isso, é preciso ser transparente e mantê-los informados sobre qualquer alteração nos procedimentos a fim de manter um bom fluxo de atividades, sem qualquer dúvida ou empecilhos.

A base para uma boa performance não é um conjunto de etapas que você coloca em prática como se fosse uma receita qualquer, mas um conjunto de compromissos que visam um bom relacionamento. O comprometimento do líder com os seus subordinados resulta em ações práticas que geram um eficiente trabalho cooperativo.

Para aumentar o vínculo com sua equipe é necessário reconhecer publicamente uma boa ideia, ser verdadeiro, assumir responsabilidade total por qualquer tipo de problema que possa acontecer e sempre cumprir o que foi dito em um diálogo coletivo.

Recompense sua equipe e personalize treinamentos

Um programa de incentivo ligado ao plano de metas pode auxiliar no aumento da produtividade. Na verdade, as premiações são uma forma de reconhecer a dedicação, estimular o desempenho e fortalecer o senso de importância que o funcionário tem de sua estadia na empresa. Ainda, quando as metas são coletivas, também enfatizam o conceito de reciprocidade, ou seja, incentivam a disposição de se ajudarem entre si.

Já a capacitação dos profissionais é uma das bases da produtividade. Por isso, é fundamental implementar ações com a intenção de gerar times mais fortes e completos — lembrando que esse planejamento deve considerar o perfil de cada colaborador e o levantamento dos reais objetivos da organização. Afinal, os treinamentos personalizados são muito mais eficientes que a transmissão de conhecimentos genéricos.

Dê feedbacks

Nunca se esqueça que o feedback é uma das práticas mais importantes da gestão do capital humano. Diálogos francos e estruturados devem fazer parte do cotidiano das equipes, com a finalidade de estimular o aprendizado e a melhoria dos procedimentos.

É o momento adequado para encorajar, orientar e elogiar, mas também para repreender eventuais desvios de conduta. O feedback lhe aproxima dos liderados, o que fortalece a confiança. Ao adotar essa prática, você poderá se tornar uma espécie de mentor, que auxilia a equipe na busca de crescimento profissional.

Utilize tecnologias de gestão

Por fim, não podemos deixar de indicar o uso de soluções que facilitem os processos da empresa. Utilizar sistemas específicos agiliza o trabalho da equipe financeira, diminui a incidência de erros, ajuda na detecção de problemas em processos e proporciona a melhora do desempenho geral.

Programas especializados em gestão financeira reduzem o tempo de entrega de tarefas e mapeiam tanto as atividades quanto o fluxo de caixa do setor. Isso garante total controle sobre o negócio, tornando-o mais eficaz e podendo conquistar um lugar de destaque no mercado.

Já sistemas de gestão de RH podem auxiliar na assertividade de admissões e dos demais processos referentes ao capital humano, como gerenciamento da folha de pagamento, demissões e controle de férias. Soluções desse tipo são essenciais para garantir a transparência e o cumprimento dos direitos dos profissionais, pois eles se atualizam exatamente quando a lei trabalhista entra em vigência.

Com a automação das atividades, os colaboradores exercerão as tarefas operacionais com mais atenção e dedicação, o que eleva as chances de descobrirem novos meios de cumpri-las estrategicamente.

Descobriu como engajar a equipe de finanças com as dicas expostas ao longo deste artigo? Então não perca tempo e coloque-as em prática o quanto antes para obter excelentes resultados no seu setor!

Gostou do post de hoje? Então entre em contato com a Xerpa, tire suas dúvidas e conheça ótimas soluções para Recursos Humanos.

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *