Por que os seus custos com plano de saúde continuam subindo?

custos com planos de saúde

Muitas empresas veem nos benefícios de saúde um custo que foge da realidade financeira da organização. De certa forma, esse pensamento é até compreensível, afinal, trata-se de um investimento que nem todo mundo consegue oferecer aos funcionários, e quem disponibiliza esse benefício, se depara com custos com planos de saúde cada vez mais caros.

Pensando nisso, em parceria com o nosso blog, a Pipo preparou este conteúdo, para que você entenda por quais razões este aumento acontece, e de que forma você  pode controlar esses gastos.

Além de apontar os principais motivos da alta constante no valor dos planos de saúde, vamos oferecer dicas de ações que podem ser adotadas internamente para prevenir o uso do plano em excesso e outras medidas para reduzir os custos com esse benefício.

Os 5 principais motivos do aumento nos custos de planos de saúde para empresas

Pesquisas indicam que os planos de saúde para funcionários correspondem ao segundo custo mais alto de uma empresa, atrás apenas das folhas de pagamento. 

Por falar em pagamento, esse também acaba ficando um tanto menor devido ao benefício: os colaboradores chegam a pagar até 35% da remuneração com custos com a saúde.

É claro que esse percentual depende do tipo de empresa e do plano escolhido, mas utilizamos o valor com referência do máximo praticado pelo mercado. 

No entanto, saiba que a falta de normas reguladoras para reajustes de contratos empresariais é um dos principais motivos para a disparada nos preços. 

Além disso, temos os demais fatores:

1. Problemas de acordo na hora da aquisição do plano

Os planos de saúde são cheios de detalhes que precisam ser vistos e bem compreendidos no momento da contratação, mas nem sempre isso acontece. 

Todos os procedimentos e seus respectivos valores precisam estar claros para a empresa e, consequentemente, para os colaboradores. 

Quando isso não é feito, aumenta-se o valor sem entender o motivo.

2. Falta de informação e mau uso do plano

Você sabia que quanto mais os colaboradores utilizam o plano mais ele tende a subir

Se não, saiba que essa é uma falta de informação por parte das operadoras, e a carência de conhecimento das políticas dos benefícios de saúde é outro fator que contribui para a elevação do custo.

Afinal, se todas as empresas soubessem disso, certamente, pensariam em estratégias para promover o uso consciente pelos colaboradores. 

Entenda que aqui não estamos incentivando a deixarem de se consultar ou realizar exames e sim, usar de forma racional e de acordo com as reais necessidades.

O aumento do custo por conta  desse fator se chama sinistralidade. Esse procedimento é adotado pelas companhias para frear o uso do benefício por qualquer motivo, pois muitas vezes, o paciente resolve realizar consultas ou exames sem necessidade. 

3. Planos de saúde também têm inflação

Outro motivo que impulsiona o aumento do plano é a inflação, porém, neste caso, estamos falando da inflação dos serviços médicos, o chamado VCMH: Variação do Custo Médico Hospitalar

Como a expectativa de vida dos brasileiros é cada vez mais alta, a cada ano gasta-se mais com saúde, e isso reflete nos valores dos planos de saúde.

4. O plano pode não ser o ideal para o seu negócio

Entender os detalhes do serviço e, a partir disso, saber se ele oferece o que o seu negócio precisa é outro fator que pode ajudar a optar por planos mais certeiros para os seus colaboradores. 

Exemplo disso é quando a empresa opta por programas de saúde existentes nos planos que não condizem com a realidade da sua equipe.

5. Falta de ações preventivas

É um erro não investir em ações preventivas para cultivar bons hábitos nos funcionários antes de contratar planos e benefícios de saúde. Uma solução que está ao alcance da empresa é planejar programas de prevenção à dependência do cigarro, do álcool e de outras drogas e incentivar a preferência por um estilo de vida saudável.

Como diminuir esses custos, afinal?

Frente a todos esses desafios é preciso buscar alternativas para minimizar os custos com saúde e facilitar para que a oferta do benefício não seja vista como um sacrifício para a empresa. Tenha atenção a essas dicas e faça bom proveito delas!

Conheça o seu time

Entender as necessidades em saúde do seu negócio é o primeiro passo para oferecer vantagens aos seus colaboradores que visam preservar a saúde. Exemplo disso é se eles utilizam o plano com frequência, quais são as especialidades mais procuradas por eles, se há mães e pais que precisam inserir seus beneficiários, entre outros.

Faça novas cotações

As corretoras são especializadas em fazer cotação de preços de planos de saúde, pois buscam entender a realidade da empresa e indicar o melhor custo-benefício. Por isso, avalie em investir em empresas consultivas, que vão personalizar os serviços e escolher a melhor operadora para a sua realidade. 

Considere a coparticipação

Se a companhia ainda não adota a coparticipação saiba que esse é um excelente recurso para reduzir os custos com saúde, pois o colaborador ficará responsável por uma parte do pagamento. Especialmente nos casos em que houver a inclusão de dependentes, essa pode ser uma boa solução para ambas as partes.

Eduque a sua equipe 

Anteriormente falamos sobre o uso errado do plano de saúde e, às vezes, até do excesso, e você percebeu como isso pode refletir no preço, certo? Sabendo disso, é importante orientar os colaboradores para fazer um uso consciente dos serviços.

Observe o conflito de interesses

Tenha em mente que empresas podem lucrar oferecendo um plano que faz mais sentido para elas do que para a sua empresa, mas deveria ser o contrário. Por mais desafiadora que a situação seja, priorize aquelas em que você confia e sabe que o foco está em resolver o seu problema e não em ganhar comissão.

Considere o pós-venda

Outro impacto nos custos está atrelado ao tempo gasto solucionando problemas. E como dissemos anteriormente, os planos e seguros de saúde contam com muitos detalhes que, se não forem bem avaliados, resultam em perda de tempo do setor em resolver questões burocráticas.

Promova a saúde e o bem-estar na empresa

Investir em medidas para incentivar hábitos saudáveis também é um dever da empresa que visa reduzir os custos com planos de saúde empresariais. Ofereça palestras e cartilhas com orientações que incentivem a prática de atividades físicas, a prevenção a doenças, a alimentação equilibrada — fundamental para ter uma boa saúde — entre outros.

Acompanhe o uso

Analisar a forma como os colaboradores têm utilizado o plano é um passo importante para fazer boas — e necessárias — adaptações na hora de renovar o plano. Atente-se a essas informações e faça bom uso delas para auxiliar na oferta do benefício para o seu time de um jeito inteligente e menos oneroso.

Se você chegou até aqui percebeu como os planos de saúde são minuciosos e têm detalhes que devemos ficar atentos para conseguir oferecer aos colaboradores sem impactar tanto a saúde financeira da organização, não é verdade? Invista nas dicas que oferecemos aqui e acompanhe as melhorias na sua empresa!

O que acha de aproveitar essas informações e fazer uma cotação com a Pipo? Queremos conhecer melhor a realidade da sua empresa para oferecer a melhor solução em saúde. 

Vem ver como funciona!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira outros artigos que você pode se interessar