Por que adotar uma cultura organizacional inovadora?

A cultura organizacional de uma empresa, quando bem estruturada, pode ser considerada uma ferramenta estratégica para atrair e reter talentos. Há muitos modelos no mercado, um específicamente vem fazendo sucesso entre as organizações, a cultura organizacional inovadora. Ela pode auxiliar as empresas que querem sair na frente e se destacar no mercado como sendo um lugar de referência para se trabalhar.

 

A importância da cultura organizacional

Já há algum tempo, as empresas têm percebido a importância de ter uma cultura organizacional. Ela corresponde às metodologias e diretrizes estabelecidas pela empresa para todos os procedimentos realizados no dia a dia. Esse conceito deve ser compreendido por todos os colaboradores, os quais devem basear suas ações e comportamentos nas normas e princípios pregados pela empresa.

Ter uma cultura organizacional é fundamental para qualquer negócio, pois é por meio dela que as empresas são capaz de manter seus colaboradores produtivos e alinhados às metas e objetivos da organização.

Quando não bem definida, os funcionários se tornam desmotivados, gerando um clima negativo de competitividade, em que cada empregado passa a não colaborar com sua equipe, trabalhando apenas para buscar as melhores oportunidades para si.

Portanto, para que sua empresa não caia nessa armadilha, é necessário desenvolver e estruturar sua cultura organizacional. Uma boa alternativa para ajudar sua organização crescer e, ao mesmo tempo, garantir que seus empregados se sintam parte de um objetivo maior é a cultura organizacional inovadora.

 

Mas, afinal, o que é cultura organizacional inovadora?

A importância da inovação nas empresas e de promover uma cultura organizacional baseada nela já se tornou um assunto muito comentado entre as organizações, devido a atual competitividade de mercado e os exemplos famosos de empresas de sucesso que já adotaram essa estratégia, como o caso do Google.

A cultura organizacional da inovação é um modelo que promove a iniciativa, a criatividade para solucionar problemas com estímulo a gestão participativa e a não aversão a riscos. Ela permite interações informais, valoriza a iniciativa, encoraja o conhecimento e os questionamentos para que se crie um ambiente de trabalho totalmente inovador.

Ela pode ser considerada uma nova fórmula usada pelas empresas para alinhar e focar seus colaboradores sem a existência de obstáculos internos que possam barrar novas ideias e estratégias. A cultura inovadora tenta, justamente, criar um ambiente “sem regras” e sem comportamentos repressivos que possam impedir o desenvolvimento natural das pessoas em sugerir melhorias.

Entretanto, ainda que pareça ser uma cultura totalmente diferente e sem regras, a cultura organizacional inovadora segue suas premissas. Ela é aliada a um conjunto de procedimentos e recursos preestabelecidos pela empresa e que exigem monitoramento constante.

 

Características gerais da cultura organizacional inovadora

  • Comportamento: ela molda todos os colaboradores para desenvolverem um comportamento dinâmico e apreciativo. Isso é a base para o sucesso em qualquer organização. Apenas quando toda a empresa se envolve e compartilha a mesma ideia será possível desenvolver esse modelo;
  • Regras: ainda que sejam diferentes das usuais, há um conjunto de direitos e deveres na empresa que devem ser seguidos por todos. Eles definem o quanto os colaboradores podem dar livre vazão à necessidade de pesquisar, gerar ideias e compartilhá-las com sua equipe;
  • Ambientes: esse modelo visa a criação de ambientes agradáveis, tanto visual, quanto sonoramente. Os espaços devem ser compatíveis com as necessidades dos colaboradores para cada momento, como salas específicas para criação e outras para descanso. Muitos detalhes são levados em conta nos ambientes da cultura inovadora, como as cores da parede, objetos no local, decoração, etc;
  • Visão: como toda cultura organizacional, a inovadora também deve ter seu foco e ser clara e de longo prazo. A cultura organizacional inovadora exige vetores inteligentes e coerentes, que estejam contribuindo constantemente para o aprimoramento dos negócios;
  • Processos: os procedimentos e recursos desse modelo visam estimular e auxiliar as ações criativas dos colaboradores. Eles são muito importantes para o desenvolvimento da cultura inovadora e são um pré-requisito para garantir a execução dos projetos dos funcionários, sem que haja a pressão constante de se ter resultados.

A cultura organizacional inovadora adequada para cada negócio vai depender de diversos fatores, competências, aspectos comportamentais, ambientes existentes, processos, recursos disponíveis e estratégias usadas. Para que seja bem-sucedida, a empresa deve seguir as premissas da abordagem e alinhar sua equipe.

 

Como funciona a cultura organizacional inovadora do Google?

A história da cultura adotada pela empresa multimilionária Google é a que mais chama a atenção e serve de exemplo para as demais empresas no mercado que querem adotar o modelo inovador.

Uma das mais desejadas por qualquer profissional, a empresa de tecnologia possui uma cultura organizacional inovadora consolidada e tem alto potencial para atrair e reter talentos.

Mas qual o segredo do Google? E como empresas menores podem seguir seu exemplo?

Há quem acredite que o Google só conseguiu desenvolver a cultura inovadora e seus ambientes diferenciados devido aos altos recursos financeiros disponíveis da empresa. No entanto, o dinheiro não é tudo para se garantir o sucesso desse modelo de cultura.

Para as empresas que querem aprender com a start-up que se transformou em uma das maiores empresas do mundo, encontrará dicas valiosas no livro “Como o Google Funciona”.

 

O Livro “Como o Google Funciona?”

O livro foi escrito por Eric Schmidt e Jonathan Rosenberg e reúne valiosas lições que fizeram da empresa uma gigante global, conhecida por sua missão de inovar incessantemente. Os autores descrevem como a tecnologia contribuiu para o crescimento do poder dos consumidores, aumentando a necessidade das empresas estarem preparadas para lidar com as novas exigências desses clientes.

Para isso, torna-se necessário aumentar a qualidade dos produtos e investir em uma nova categoria de profissionais, os criativos inteligentes, que são capazes de unir seus conhecimentos técnicos, tino comercial e uma criatividade ilimitada.

No livro, você encontrará ainda relatos curiosos e algumas histórias do dia a dia da organização, além de temas como estratégia, cultura corporativa, tomadas de decisões e contratações de funcionários.

Alguns conceitos-chave do livro são verdadeiros insights que podem guiar sua empresa a inovar. Eles são considerados os 4 pilares que permitiram o Google a estabelecer a cultura organizacional inovadora única e bem-sucedida. Confira:

Os 4 pilares para a cultura organizacional inovadora – Google

  1. Consciência de negócio: desde a criação da empresa, seus fundadores seguiam uma visão clara e objetiva do perfil de pessoas que deviam trazer para sua equipe, aqueles profissionais que tinham “as mentes brilhantes e inquietas”.
  2. Cultura de Dono: uma parte importante do livro trata do estilo desenvolvido pela empresa, chamado Cultura de Dono. Nesse modelo, todos os colaboradores podem criar ações para resolver os possíveis problemas da empresa, independente  de ser parte de sua função. Por meio do estímulo dessa atitude, os colaboradores passam a querer o melhor para a empresa, como se também fossem donos dela.
  3. Planejamento das equipes: para o Google, as pessoas produzem melhor quando trabalham em equipe, por isso, desenvolveram sua estrutura física baseada no compartilhamento de informações. Além disso, acredita que as equipes devem ser pequenas para que as responsabilidades sejam melhor divididas e, assim, haja maior agilidade e interação entre os membros. Assim, a cultura organizacional inovadora do Google passa a visão de que cada colaborador trabalha para a sua equipe.
  4. Importância do recrutamento: principalmente para as grandes e atrativas empresas como o Google, selecionar os novos membros do time e escolher aqueles que melhor se encaixam não é uma tarefa fácil. Portanto, ela ensina que é necessário focar nos candidatos que demonstram capacidade de aprender em qualquer situação, principalmente em grandes mudanças ou fracassos. No recrutamento, os entrevistados precisam provar que possuem habilidades interpessoais e sabem trabalhar em grupo.

O livro “Como o Google funciona” pode ser um grande guia para sua empresa estabelecer uma cultura organizacional inovadora e, assim, tornar-se bem-sucedida, capaz de inovar constantemente e atrair e manter talentos na equipe.

 

Quais lições o Google pode ensinar a sua empresa?

Como você já viu até aqui, adotar uma cultura organizacional inovadora pode trazer grandes resultados para os negócios. Portanto, se você visa transformar o ambiente de trabalho de seus funcionários para atrair, cada vez mais talentos, há alguns ensinamentos que a cultura organizacional do Google pode te passar, confira:

 

Ensinamentos cultura organizacional – Google

  • Maior atenção aos processos de contratação: um dos pilares do Google, deve ter grande atenção de sua empresa. Para desenvolver esse modelo em sua organização, é possível se preparar para realmente recrutar os melhores profissionais. É necessário buscar por pessoas que se mostrem criativas e habilidosas. O processo de contratação deve ser meticulosos e bem analisado. Prepare o recrutador para fazer perguntas criativas e fora do padrão.
  • Utilização das análises do RH: o Google dá grande atenção para os dados coletados pelo seu departamento de RH, pois trazem informações importantes sobre o potencial e desenvolvimento de seus colaboradores. Portanto, utilize essas análises como aliadas para as tomadas de decisões em seu negócio.
  • Criação de um ambiente democrático: a forma de hierarquia do Google é um grande exemplo para sua empresa se guiar na cultura organizacional inovadora. Ela dispensa muitas figuras de autoridade, com um número pequeno de gerentes e administração nas equipes. Isso irá auxiliar sua empresa a criar um ambiente mais aberto, em que os colaboradores se sintam à vontade para expressar suas opiniões e ideias.
  • Reconhecimento dos colaboradores: ao estimular a participação e contribuição de todos os colaboradores para resolver os problemas da empresa, é necessário igualmente recompensá-los. O Google ensina que quando uma empresa está disposta a arriscar para inovar, mesmo os erros são bons sinais e podem trazer novas ideias.
  • Envolvimento da comunidade fora do trabalho: o Google é visto como uma empresa compromissada com a comunidade graças à sua paixão e filosofia que dá um grande significado ao trabalho das pessoas. Ele promove encontros sociais para os membros da sua equipe se socializar e fortalecer os laços construídos na empresa. Portanto, busque formas de melhorar a cultura de sua empresa, focando na sua equipe e no relacionamento de seus membros.

 

Adote a cultura organizacional inovadora!

Não é necessário ser uma grande empresa como o Google para se focar no desenvolvimento e aprimoramento de suas equipes. Isso, todas as organizações, independentemente de seu porte, podem fazer. Portanto, para desenvolver a cultura organizacional inovadora em sua empresa, busque seguir as dicas desse artigo e dê maior atenção ao que mais importa para que seus resultados melhorem, seus colaboradores.

Receba mais dicas sobre cultura organizacional direto em seu e-mail, assinando nossa Newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *