6 cuidados necessários ao fazer empréstimos

cuidados ao fazer empréstimo

Muita gente considera os empréstimos grandes vilões das finanças pessoais, pois eles geralmente significam dívidas longas com altos juros para pagar. No entanto, em muitas situações, eles são necessários e até vantajosos. Basta conhecer os prós e contras envolvidos, bem como as melhores alternativas de crédito de acordo com o seu objetivo.

Pensando nisso, listamos neste artigo 6 cuidados necessários ao fazer empréstimos, para que você use essa alternativa da melhor maneira possível. 

  1. Avalie a sua necessidade de crédito;
  2. Faça um planejamento para pagar as parcelas;
  3. Conheça as modalidades de crédito disponíveis no mercado;
  4. Pesquise os prazos e taxas de juros;
  5. Cuidado com golpes e fraudes;
  6. Leia o contrato antes de assinar.

Quer saber mais? Continue acompanhando o post!

O que é empréstimo?

Empréstimo é um contrato no qual um cliente recebe uma quantia em dinheiro de uma instituição financeira, devendo devolver o valor com juros dentro do prazo combinado. 

Os juros, o número de parcelas e o tempo de pagamento são determinados pela credor, devendo ser respeitados pelo tomador sob pena de multas e punições.

Um dos motivos mais comuns que levam alguém a recorrer empréstimos é viabilizar a abertura ou a expansão do próprio negócio. Porém, lembre-se sempre: não é recomendável depender apenas do dinheiro de empréstimos para este fim, já que as parcelas a serem pagas se tratam de uma dívida.

Caso queira abrir uma empresa ou ampliar sua operação, procure variar as formas de conseguir capital, como recorrer a um investidor anjo ou fazer um IPO (se possível).

Empréstimos também são muito usados para cobrir dívidas altas e realizar sonhos, como viagens, casamento, intercâmbio e compras de carros ou imóveis.

Quais são os cuidados necessários ao fazer empréstimos?

São muitos os fatores que você deve considerar antes de pegar um empréstimo: juros, condições de pagamento e até a possibilidade de fraudes e golpes devem estar no seu radar para fazer tudo com total segurança.

Por isso, antes de fechar o contrato, confira a seguir a nossa checklist de cuidados necessários ao fazer empréstimos.

1. Avalie a sua necessidade de crédito

Por qual motivo você precisa do dinheiro? Pensar nisso é um dos primeiros cuidados necessários ao fazer empréstimos. Dependendo da sua realidade financeira, tomar crédito para fazer viagens ou ter mais dinheiro para compras pode tornar a sua situação ainda mais complicada.

Em outros casos, como renegociar a dívida do cheque especial, abrir uma empresa ou conseguir dinheiro para um imprevisto familiar, pegar o empréstimo pode ser realmente necessário.

O ideal é evitar recorrer ao empréstimo se você puder juntar dinheiro por alguns meses e adiar a compra, seja qual for. Caso o crédito seja necessário, ajuste seu orçamento pessoal para absorver essa dívida da melhor forma possível.

2. Faça um planejamento para pagar as parcelas

Antes de entrar em uma dívida, esteja preparado para sair dela. Um empréstimo não pode se tornar um compromisso que você não consiga honrar, e montar um planejamento financeiro é essencial para evitar esse tipo de problema.

O valor reservado para pagar as parcelas não pode ultrapassar 15% da sua renda mensal. Caso contrário, pode faltar dinheiro para contas básicas, como aluguel, água, luz e supermercado, o que fará com que você contraia novas dívidas.

Também tenha cautela ao aceitar propostas de empréstimos em suaves prestações, pois elas geralmente são muitas. Lembre-se: quanto menor for o período que essa dívida ficar com você, melhor será para as suas finanças. Imprevistos podem acontecer, e será melhor para você estar com o orçamento em dia quando eles vierem.

Outro ponto de atenção são os custos extras do empréstimo, como juros, tributos e encargos em caso de atraso no pagamento. Antes de fechar o contrato, considere sempre o Custo Efetivo Total (CET), que leva em conta todas essas variáveis.

>> Quer aprender a se planejar para acabar com as dívidas? Confira este outro post do blog:
Como sair do vermelho em 7 passos <<

3. Conheça as modalidades de crédito disponíveis no mercado

Não solicite crédito antes de conhecer as principais modalidades disponíveis no mercado. 

Esse é um dos principais cuidados necessários ao fazer empréstimos, já que as diferenças entre os tipos de crédito podem ser decisivas para conseguir condições de pagamento alinhadas ao seu orçamento.

Confira a seguir as opções mais conhecidas do mercado.

Cheque especial e cartão de crédito

Por serem parte do nosso dia a dia, muita gente se esquece que o cartão de crédito e o cheque especial são formas de tomar empréstimos de instituições financeiras.

A principal vantagem da dupla em relação aos outros tipos é a facilidade de acesso ao crédito. O limite já está pré-aprovado, basta utilizar de acordo com a necessidade.

No entanto, essa facilidade tem um preço: os juros dessas duas modalidades são os mais altos do mercado. 

Portanto, ao usar o cartão de crédito, pague a fatura em dia e jamais recorra ao parcelamento. E se precisar entrar no cheque especial, procure cobrir o valor utilizado o mais rápido possível, para não sofrer com as taxas.

Empréstimo pessoal

Apesar de também ter os juros altos, o empréstimo pessoal tem taxas de juros melhores que as do cartão de crédito e as do cheque especial.

Ao receber esse tipo de solicitação, o banco faz uma análise de crédito da pessoa, para verificar seu histórico financeiro e checar se o nome dela está limpo. Se estiver tudo certo, o crédito é liberado em menos de 24 horas, mediante assinatura do contrato.

As parcelas são pagas mês a mês, de acordo com os valores e os prazos combinados na negociação.

Empréstimo consignado

No empréstimo consignado, o pagamento é descontado diretamente do salário, aposentadoria ou pensão, com parcelas limitadas a 30% do total desses benefícios.

Trata-se da modalidade com a menor taxa de juros do mercado, já que instituição financeira não corre o risco de deixar de receber as parcelas.

A desvantagem é que essa opção não está disponível para todos, apenas para quem é aposentado, pensionista do INSS ou trabalha em uma empresa que tenha convênio com o banco.

Empréstimo com garantia

Nesta modalidade, é possível oferecer um bem de valor como garantia, para conseguir juros menores e mais prazo para pagar as parcelas. A ideia é que, se a pessoa deixar de honrar o compromisso, o banco tome para si o item penhorado para cobrir o valor do prejuízo.

Entre os itens aceitos como garantias em empréstimos estão carros, imóveis e joias, desde que estejam registrados no nome da pessoa que está solicitando o crédito.

Financiamentos

Financiamentos funcionam de forma muito parecida com os empréstimos pessoais, mas com uma diferença importante: os recursos devem ser utilizados da maneira pré-definida em contrato.

Os financiamentos mais comuns são os automotivos e os imobiliários. Por serem compras de alto valor, é normal que as pessoas procurem bancos ou financeiras para viabilizar a o sonho do carro ou da casa própria.

4. Pesquise os prazos e taxas de juros

Um dos principais cuidados necessários ao fazer empréstimos é fazer uma boa pesquisa dos prazos e taxas de juros oferecidos por diferentes instituições.

Você pode conversar com o gerente do seu banco para saber o que ele tem a oferecer, mas não se atenha a isso. Verifique em outros bancos, financeiras e sites de crédito on-line para comparar as opções.

Por terem operações mais enxutas, algumas empresas que só operam pela internet pode conseguir condições melhores, como taxas de juros mais baratas e processo de contratação mais simples.

5. Cuidado com golpes

Muitas empresas de fachada se aproveitam da necessidade das pessoas para aplicar o golpe do falso empréstimo, enganando os consumidores e tomando seu dinheiro. Para se prevenir, é fundamental conhecer a reputação da instituição de onde você está tomando dinheiro.

Não há problemas em pegar empréstimos em instituições menos conhecidas, mas sempre verifique se a empresa realmente existe e se tem autorização para oferecer crédito. Você pode se informar pelo site do Banco Central ou pelo telefone 145.

As mídias sociais também podem ajudar na sua pesquisa, por meio das opiniões de clientes no Facebook, Twitter e sites como o Reclame Aqui.

Além de fazer uma boa pesquisa, você deve tomar outros cuidados necessários ao fazer empréstimos, como:

  • desconfie de ofertas com excesso de facilidades (sem análise de crédito ou exigência de documentos, por exemplo);
  • é proibido solicitar depósito antecipado ao conceder empréstimo. Se alguma empresa fizer essa exigência, fuja da cilada;
  • não aceite pagar empréstimo em conta de pessoa física;
  • guarde o material publicitário do empréstimo, pois as informações que constam ali devem ser cumpridas;
  • cuidado com seus dados pessoais. Compartilhe apenas o que for necessário;
  • fique atento a sites falsos simulando grandes bancos: verifique a URL, se a conexão é segura e a informações de rodapé, como CNPJ, razão social e endereço.

6. Leia o contrato antes de assinar

Infelizmente muita gente ignora um dos principais cuidados necessários ao fazer empréstimos: ler o contrato antes de assinar.

Isso é fundamental para que a pessoa não tenha surpresas no meio do caminho, ficando ciente de todas as taxas de manutenção, reajustes, possibilidades de cancelamento e outros pontos importantes.

Dessa forma, se houver cláusulas com as quais você não concorde, há a possibilidade de negociar ou procurar outra instituição que atenda às suas expectativas.

Agora que você já conhece os principais cuidados necessários ao fazer empréstimos, está pronto para garantir a sua segurança financeira ao tomar crédito de instituições. Avalie a sua situação, faça um planejamento e fique atento a possíveis fraudes e golpes. Assim, você evita dores de cabeça e consegue pagar as parcelas com tranquilidade.

 

Gostou do post? Siga-nos nas redes sociais e acesse em primeira mão muito mais conteúdo sobre educação financeira. Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira outros artigos que você pode se interessar