Controle de estoque consiste em realizar a gestão de mercadorias de uma empresa. Em outras palavras, registrar o fluxo de entrada e saída de artigos para viabilizar condições que otimizem o seu uso eficiente e minimizem a necessidade de investimento de capital.

Um rigoroso controle desse processo de gestão é fundamental para potencializar a rentabilidade de uma organização e reforçar a sua estrutura de negócio. Apesar disso, ainda é ignorado em muitas empresas pelo simples desconhecimento dos princípios básicos de uma boa administração.

O controle de estoque facilita o processo da gerência financeira, por isso é indispensável para otimizar os lucros. Sendo assim, para entender melhor o assunto, indicamos a leitura “Gerenciador financeiro: por que ter em sua empresa” 

Agora, para te ajudar e enxergar a diferença de um bom controle de estoque para os resultados da empresa, preparamos este material. Acompanhe o post e alavanque o seu domínio em gestão. Boa leitura!

O que é controle de estoque?

Toda empresa busca se desenvolver de forma saudável e lucrativa, por isso a sua gestão deve ser sólida e em constante evolução. Um dos pontos que facilitam a conquista desse objetivo é o controle de estoque.

O controle de estoque é o processo de monitoramento de todo fluxo de entrada e saída de produtos armazenados, para garantir um bom funcionamento de todas as operações que dependem, direta e indiretamente, dessas mercadorias.

Esse controle deve ser feito com planejamento sério e muita organização, já que quando bem implantado, garante eficiência empresarial para sustentar o negócio e reduz custos e perdas.

Em outras palavras, é possível prever necessidades de compra e reposição, reduzir a incidência de perdas por roubo ou por vencimento dos prazos de validade, otimizar o espaço físico de armazenamento, acordar melhores condições de negociação com os fornecedores, controlar o uso do investimento, dentre outros.

As demandas da empresa podem ser atendidas sem haver excessos e prejuízos, por isso o controle de estoque influencia a questão financeira. Além disso, é importante reconhecer que mercadorias paradas representam capital sem giro, o que impacta negativamente os resultados e reforça a necessidade de uma boa gestão.

Quais são as suas vantagens?

Confira mais algumas vantagens desse processo de gestão de ativos essenciais. 

 

Fim dos gastos desnecessários

Um controle de estoque eficiente permite que a empresa identifique produtos que estejam em falta ou em quantidade reduzida para a sua demanda comercial. Isso permite que compras equivocadas ou desnecessárias sejam evitadas, dando mais inteligência ao gasto de recursos e reduzindo, consequentemente, o prejuízo.

 

Suporte ao processo de vendas

Um bom controle de estoque também pode significar uma vantagem competitivas, já que o seu planejamento garante que nenhum produto esteja em falta e prejudique a efetivação de uma venda. Isso também pode reforçar a fidelização dos clientes e garantir a sua satisfação.

 

Conhecimento da aceitação do mercado

Outra vantagem do controle de estoque é a possibilidade de conhecer quais são os seus produtos de maior aceitação no mercado. Com um bom planejamento e análise do tempo de reposição, é possível identificar quais são as mercadorias com maior e menor procura. Assim, pontos fortes e pontos a serem melhorados podem ser estudados para otimizar as futuras estratégias de venda.

Como otimizar o controle de estoque?

Para te ajudar a otimizar o controle de estoque da sua empresa, separamos algumas dicas importantes que farão toda diferença. Confira!

 

Ferramentas tecnológicas

Um fator indispensável para ter um bom controle de estoque é o emprego da tecnologia. Atualmente, já existem diversos softwares de gestão empresarial que oferecem a automatização das etapas do processo e a integração dos principais setores envolvidos, tais como o de vendas, financeiro, contábil, administrativo, RH, entre outros.

Dessa forma, o fluxo de informações sobre os tipos e características de mercadorias, os seus custos,  a demanda de mercado, a quantidade de reposição, os fornecedores, e assim por diante é otimizado. Os processos operacionais e gerenciais ganham velocidade e eficiência.

 

Treinamento da equipe

Tão importante quanto empregar uma ferramenta digital para automatizar o controle de estoque é treinar a equipe de profissionais que alimentará o seu fluxo informacional. 

Com a garantia de uma equipe capacitada e ciente da importância e necessidade de manter o planejamento em dia, os dados usados para elaborar estratégias que potencializam os resultados da empresa se tornam mais confiáveis e precisos. 

 

Definição de periodicidade

Outra dica é definir a periodicidade em que as informações disponibilizadas no controle de estoque é verificada. Para garantir que todo processo que dependa dessa dados seja feito com veracidade e não exija retrabalho, é indispensável que uma conferência ocorra regularmente.

Para isso, selecionar alguns talentos pode ser interessante. Assim, o acompanhamento do controle rotineiro, a monitoração de todas as movimentações e a verificação da autenticidade das informações será feito com critério e qualidade.

 

Organização do inventário

Para intensificar ainda mais a eficiência do controle de estoque é recomendado criar um inventário. Para isso, será preciso listar todos os produtos que estão estocados, a quantidade de cada um e as datas de movimentação.

Esse documento ajudará a identificar todas as mercadorias que entram e saem da empresa, o tempo que levam para serem comercializadas. O inventário também deve ser rigidamente fiscalizado, revisado e atualizado periodicamente.

Cálculo do custo

Estocar produtos requer custos que vão além da aquisição. Controlar o estoque envolve diversos fatores como reservar um espaço físico, a manutenção desse ambiente, higienização do espaço e das mercadorias, treinamento da equipe de operação, remuneração, dentre outros.

Por isso, é importante avaliar os custos desse processo para que ele se adeque a realidade da empresa. Assim, o controle de estoque não será um gasto e sim um investimento, que a curto e médio prazo gerará retorno financeiro.

Viu só? Administrar o fluxo de produtos armazenados pode fazer toda diferença na rentabilidade e na gestão financeira de uma empresa. 

 

O controle de estoque é uma medida estratégica para manter as vendas com lucratividade e otimizar os resultados da empresa. Com planejamento, organização, fiscalização e profissionais qualificados, esse processo se torna um diferencial.

Muito legal, né? Que tal receber conteúdos como esse em primeira mão? Assine a nossa newsletter e veja muito mais!