4 dicas para contratar profissionais com competências digitais

Empresas enfrentam desafios múltiplos na hora de contratar profissionais com competências digitais. Isso porque esquecem-se de alinhar o perfil da própria organização ao que se busca em cada cargo, sendo importante modernizar a estrutura e cultura organizacional, para então aproximar-se do candidato ideal.

 

Hoje em dia, não há como falar em desenvolvimento sem que a tecnologia entre em pauta. É por meio dela, afinal de contas, que passamos a gerar mais produtividade, com menos recursos, e otimizando processos.

Consequentemente, todo esse investimento deve se traduzir, também, nos seus recursos humanos. O que expõe a necessidade de ter assertividade na hora de contratar profissionais com competências digitais.

Sabe nos dizer como anda esse processo na sua empresa? Pois, neste post, vamos apresentar a importância disso, e destacar 4 dicas para que você qualifique o processo seletivo e saiba contratar profissionais com competências digitais. Confira!

 

O que são as competências digitais?

Em geral, são as habilidades adquiridas necessárias para a realização de atividades dentro de um contexto tecnológico. Por exemplo: quem sabe lidar com o software de gestão de sua empresa já tem uma ou mais competências digitais.

No entanto, nos dias atuais, esse tipo de habilidade é exigida porque estamos no seio da Era Digital: as soluções passam, invariavelmente, pelo uso de tecnologias para agregar produtividade com economia.

Para os profissionais, vale a mesma condição. Quanto mais atualizados às tendências tecnológicas, melhor eles se adaptam às mudanças, garantindo excelente posição no mercado de trabalho.

 

Do que se tratam as competências digitais?

Dá para resumir facilmente o contexto, antes de falarmos sobre como contratar profissionais com competências digitais, explorando melhor algumas características desse tipo de profissional. São elas:

  • gestão de privacidade, que é a maneira de lidar com as suas informações pessoais, na internet, sem compartilhar os dados e vê-los perdidos ou extraviados;
  • empatia digital, a capacidade de demonstrar empatia por quem não maneje bem as novas tecnologias, e consegue direcionar o seu conhecimento para o aprendizado delas;
  • identidade digital, sendo a habilidade de mesclar a sua identidade pessoal e profissional nos âmbitos físico e on-line.
  • gestão de tempo, que influencia muito na produtividade, organização e eficiência do profissional;
  • gestão de segurança, que é a habilidade em reconhecer ameaças virtuais e, assim, não prejudicar o seu trabalho;
  • pensamento crítico, uma outra habilidade que reforçou a sua importância no meio digital, ajudando o profissional a não depender, exclusivamente, da tecnologia, mas em alinhar-se a elas.

Isso, por si só, já ajuda a avaliar o novo perfil do trabalhador contemporâneo, mas é um grande guia de orientação para você, que deseja saber como contratar profissionais com competências digitais. Já é uma interessante perspectiva do que buscar nos futuros contratados.

 

Quais são os desafios ao contratar profissionais com competências digitais?

Normalmente, o setor de RH tem dificuldade em avaliar os perfis mais alinhados às necessidades e objetivos da empresa. Principalmente, quando a empresa ainda não está devidamente inserida no contexto digital.

Além disso, falta ao profissional de RH o alinhamento com as mudanças do mercado. Por exemplo: a geração millennial — maioria no mercado de trabalho, hoje em dia — tem um perfil completamente diferente da geração anterior.

Ou seja: estratégias de atração, contratação e retenção de talentos não são mais as mesmas. Esse alinhamento é determinante para agregar mais assertividade e, assim, contratar profissionais com competências digitais.

Vamos ver, então, como trabalhar isso efetivamente no dia a dia da sua empresa?

 

Como contratar profissionais com competências digitais?

A seguir, selecionamos 4 dicas para você qualificar o seu processo seletivo. São elas:

 

1. Definir as competências para cada vaga

Antes de ofertar a vaga nos seus meios de preferência, que tal avaliar as necessidades, objetivos e particularidades de cada vaga — e cargos — na empresa?

Com isso, é possível avaliar o que você busca, em um profissional, e quais competências digitais são necessárias e, se opcionais, bem-vindas para qualificar ainda mais a contratação.

 

2. Gere desafios

O perfil atual de profissional não se contenta com a rotina inabalável. Desafios, transformações e novas ideias são sempre esperados por ele e, por isso, cabe à empresa essa flexibilidade na sua cultura organizacional.

Dizemos que isso influencia a cultura da empresa poque interfere na hierarquia vertical e rígida. Sem flexibilidade, as novas ideias não são ouvidas e, tampouco, implementadas. Por isso, tenha em mente que, para contratar profissionais com competências digitais, é preciso também modificar o DNA da empresa.

 

3. Gere um salário e benefícios compartíveis com o mercado

Isso não muda, independentemente da época: sem uma oferta de salário e benefícios compatíveis com o mercado de trabalho, a sua oportunidade vai ser pouco atrativa. E, dificilmente, vai atrair um talento com todas as qualidades identificadas para o cargo.

Dentro desse contexto convém observar, também, quais diferenciais podem despertar mais o interesse do seu público-alvo. Por exemplo: o home office já é uma modalidade requerida e desejada por muitos.

Se a sua empresa não está inserida no contexto digital, ela tem menos flexibilidade para agregar esse diferencial. Agora, quando ela em si já é mais móvel, pode construir uma identidade da qual cada colaborador vai se identificar mais.

>> Neste livro digital, explicamos o passo a passo para criar uma Carteira e Benefícios competitiva: clique aqui e acesse-o agora!

 

4. Segmente o processo seletivo

Outro ponto importante na hora de contratar profissionais com competências digitais: segmentação. Ao conhecer a realidade da empresa, as necessidades para o preenchimento do cargo e o perfil do profissional, você entende melhor onde encontrá-los.

Isso significa a divulgação nos meios onde esse profissional mais busca novas oportunidades e, principalmente, na realização de um processo seletivo que desperte ainda mais o seu interesse.

Com isso, gera-se assertividade do seu lado e engajamento dos candidatos. Um diferencial e tanto para a sua tomada de decisão após todas as etapas do processo seletivo serem cumpridas.

 

Aprendeu como contratar profissionais com competências digitais?

Com base nessas 4 dicas acima mencionadas, fica mais fácil construir um processo seletivo alinhado às principais tendências do mercado, bem como qualifica a sua empresa ainda mais.

>> Para ajudar ainda mais você nesse processo, acesse o nosso livro digital que possui um passo a passo efetivo de recrutamento e seleção. É só clicar na imagem que está logo abaixo!

Agora, queremos saber um pouco mais de você: na sua empresa, como anda o processo para contratar profissionais com competências digitais? Deixe um comentário, logo abaixo, e conte-nos quais têm sido os desafios para encontrar a pessoa certa para a oportunidade certa!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.