contratar pessoas sem experiência

Contratar pessoas sem experiência vale a pena para a empresa?

Ao contratar pessoas sem experiência, as empresas embarcam em uma longa jornada ao desconhecido. Afinal, é uma oportunidade valiosa para ingressar um jovem talento ao mercado de trabalho, lapidando-o para que se desenvolva como pessoa e profissional. Vale a pena, portanto, se o RH conta com um bom plano de desenvolvimento.

 

É preciso um emprego para ter experiência e, em contrapartida, é preciso experiência para ter um emprego. Esse é o dilema existencial que muitos talentos profissionais de primeira viagem enfrentam ao buscarem a primeira oportunidade de emprego. 

Mas, para as empresas: realmente, vale a pena contratar pessoas sem experiência

Trata-se de um assunto interessante, e que rende pano para uma conversa longa e produtiva. Por isso, fizemos um compilado completinho para que você possa discutir com as suas atuais considerações a respeito, independentemente de qual seja.

Venha conosco, então, e vamos descobrir se compensa para as empresas contratar pessoas sem experiência!

Por que contratar pessoas sem experiência?

Todo processo seletivo demanda exigências específicas para que o cargo seja ocupado. Por exemplo:

  • formação acadêmica;
  • experiência profissional;
  • fluência em um ou mais idiomas;
  • conhecimento em tecnologias (gerais ou fundamentais para determinadas tarefas);
  • habilidades e atitudes de diferentes perfis (como criatividade, facilidade para interagir com outras equipes etc.).

Às vezes, essas competências são mais ou menos exigidas do que em outros cargos. E é evidente que os especialistas de recursos humanos devem estar muito atentos ao melhor conjunto de características entre os candidatos selecionados.

Só que isso não acontece com tanta frequência — seja pela falta de interesse na oportunidade, carências no método de filtragem de candidatos ou mesmo de profissionais qualificados (ou que pratiquem salários incompatíveis com o nível hierárquico que a empresa procura).

Assim, contratar profissionais sem experiência pode ser um caminho de excelência para todos! 

 

Para a empresa

Digamos que um profissional acabou de sair da faculdade e não vê a hora de ingressar no mercado de trabalho. Se o RH conhece o perfil necessário para ocupar um cargo, os recrutadores podem focar em características pessoais, como liderança, pró-atividade etc..

E, assim, fica mais fácil aproximar-se de profissionais identificados, de imediato, com o perfil e a cultura organizacional das empresas. Em seguida, por meio de treinamentos e outras técnicas de desenvolvimento, a lapidação desses talentos se mostra fundamentalmente valiosa.

Não à toa, programas como estágios ou mesmo o Jovem Aprendiz oferecem oportunidades interessantes de construir uma carreira promissora — e profissionais promissores — desde as suas primeiras chances no mercado de trabalho.

Mais economia e assertividade, portanto, para construir um time de pessoas talentosas e que vão retribuir em gratidão e resultados para a organização.

Sem falar que, ao contratar pessoas sem experiência, você não está trazendo na bagagem “vícios” que outras organizações podem ter exercitado no perfil desse colaborador. Em geral, são profissionais jovens e determinados que vão ter o maior interesse em aprender.

E vale dizer: eles vão crescer de acordo com a cultura da sua empresa. Uma aliança de auxílio mútuo.

 

Para o colaborador

Não é segredo que o mercado está instável em decorrência das recentes crises econômicas e políticas no país. Para se ter uma ideia, o desemprego tem atingido a média de 13 milhões de brasileiros.

Por isso, muitos profissionais bons estão à deriva nesse espaço de incertezas e desafios para recoloram-se no trabalho. Quando você foca em contratar pessoas sem experiência, há como oferecer algo que falta a muitos brasileiros: uma oportunidade.

Para o colaborador, isso se converte em mais afinco, gratidão, produtividade e vontade em agarrar a vaga e crescer, ali dentro. Sem falar que fomenta o mercado de trabalho e inspira mais pessoas a buscarem esse comprometimento — internamente pode inspirar os outros funcionários a agirem da mesma maneira.

>> A Xerpa elaborou uma Ficha do Processo Admissional. Com ela, você conseguirá guiar todo esse processo de forma efetiva (e sem deixar nada para trás). Clique aqui e baixe a ficha!

Quais são os riscos em contratar profissionais sem experiência?

É claro que contratar pessoas sem experiência tem os seus pontos positivos, mas existem riscos e cuidados que devem ser avaliados, também. 

Por exemplo: assim como você está dando as primeiras chances profissionais para alguém sem experiência, você está abrindo as portas — e desculpem a redundância — para alguém sem experiência.

Alguém, portanto, com nenhuma prática sobre os processos, as dificuldades e os desafios que podem surgir, no dia a dia, aumentando o risco de decisões equivocadas, por exemplo.

Consequentemente, aumenta-se a necessidade de ter uma liderança próxima, focada em auxiliar (e não apenas em delegar), assim como a atenção em lapidar os colaboradores é maior.

Portanto, o RH e os gestores devem estar alinhados quanto a isso, oferecendo um espaço que promova o crescimento junto das atividades cotidianas. Não à toa, falando claramente: contratar pessoas sem experiência é um investimento.

Pode ser custoso — e é — trabalhar o desenvolvimento dos seus recursos humanos. Mas se o RH sabe os meios mais assertivos para isso, os retornos material e intangível são significativos!

Como fazer esse tipo de trabalho diferenciado de contratação?

Para finalizarmos este artigo, vamos deixar algumas dicas rápidas para que você saiba o que buscar, ao contratar pessoas sem experiência profissional na sua empresa:

  • observe além daquelas qualificações que ilustram os currículos;
  • avalie, no processo seletivo, a conduta, a postura e o perfil dos candidatos;
  • saiba, antecipadamente, quais são esses valores e como eles podem ser avaliados nas entrevistas e testes;
  • tenha um lema: contrate pelo caráter, e desenvolva as habilidades;
  • foque em um trabalho incessante de capacitação e treinamento. Isso vai garantir (aliado a um bom processo de avaliação de desempenho) que, ao contratar profissionais sem experiência, eles cresçam junto com a organização;
  • identifique as principais características para o preenchimento de todos os cargos na empresa. Isso qualifica ainda mais o processo de recrutamento e seleção.

Viu como são dicas práticas e relevantes de serem aplicadas na rotina do RH? Com o tempo, contratar pessoas sem experiência pode se tornar um dos grandes ativos da sua marca.

E, como você deve saber, são esses detalhes que repercutem positivamente e constroem o valor da sua empresa em todo o mercado!

 

Agora, queremos também ouvir um pouquinho do que você já viu e ouviu: quais são os pontos positivos e de atenção, na sua opinião, em contratar pessoas sem experiência? Vamos discutir aqui, basta deixar um comentário logo abaixo!

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.