consultar-nome-sujo

Como consultar nome sujo: passo a passo para fazer a verificação

Saber como consultar nome sujo é importante para qualquer pessoa descobrir se existe alguma dívida pendente em seu nome. Essas inadimplências podem causar muitos problemas, como a dificuldade de conseguir crédito ou até mesmo a impossibilidade de abrir uma conta no banco. 

Fazer essa consulta não é difícil, precisando apenas:

  1. Acessar os sites dos órgãos de proteção ao crédito (ou visitar tais órgãos presencialmente);
  2. Ter o número do CPF em mãos;
  3. Conferir as informações disponíveis referentes ao CPF cadastrado.

Neste artigo, você confere mais detalhes sobre como consultar nome sujo de uma maneira simples, além de encontrar dicas para evitar a situação de inadimplência e manter a saúde financeira do seu dinheiro.

Continue a leitura a seguir!

O que significa ter “nome sujo”?

De acordo com o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), mais da metade dos brasileiros não sabem que estão com o nome sujo. Esse termo é popularmente associado a quem tem algum débito não regularizado e, portanto, é considerado inadimplente.

Ou seja: um brasileiro que está com dívidas em atraso está com o “nome sujo na praça”. Neste caso, os órgãos de proteção ao crédito são notificados e passam a restringir algumas ações dessa pessoa. 

Essas restrições são impostas entre 30 ou 60 dias após o prazo de pagamento ter expirado, e funcionam como consequências pelo indivíduo ser considerado um “mal pagador” enquanto não regularizar as contas pendentes. Tudo isso pode causar um estresse financeiro extremamente incômodo.

Motivos que levam ao nome sujo

Diversas situações podem levar uma pessoa à situação de inadimplência e, portanto, a ter a necessidade de consultar o nome sujo. Alguns exemplos desses problemas são:

  • Falta de dinheiro para cumprir os prazos de pagamentos;
  • Não pagamento da fatura do cartão de crédito, boletos ou carnês de lojas;
  • Ausência no pagamento de pensão alimentícia;
  • Conta corrente zerada para quitar dívidas com o cheque especial e outros tipos de empréstimos;
  • Contas correntes inativas.

É importante, então, saber que um bom planejamento financeiro é essencial para evitar esses e outros contratempos, garantindo que as contas não saiam do controle.

Quem monitora o status de crédito?

Existem diversos órgãos de proteção ao crédito que podem ajudar na hora de consultar nome sujo. A maioria das pessoas deve conhecer o SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e também o Serasa Experian — que são os dois dos serviços mais antigos no país.

Eles são geridos para garantir que o consumidor tenha em mãos os meios mais fáceis para consultar nome sujo com base nos dados de inadimplência oferecidos pelas empresas. 

Esse mesmo tipo de solução também pode ser encontrado em outros órgãos, como:

  • Boa Vista Serviços;
  • CCF;
  • CADIN;
  • SCR;
  • Cobrança indevida.

Como as opções são várias, fica mais fácil fazer a consulta sem muita burocracia.

Como consultar nome sujo no SPC e em outros órgãos

A consulta ao nome sujo pode ser feita tanto presencialmente — indo direto aos órgãos com os seus documentos pessoais (RG, CPF e comprovante de endereço) — quanto de forma online e sem sair de casa.

Para a opção via internet, o passo a passo para consultar nome sujo em diferentes órgãos de proteção ao crédito fica assim:

SPC e SERASA

Ao consultar nome sujo no SPC, tenha em mente os seguintes processos:

Atenção, pois no caso do SPC Brasil são cobrados diferentes valores para usar o serviço de consulta de um ou mais CPF.

SERASA

Já no caso do SERASA, a consulta é grátis. Para tanto, é necessário preencher um formulário básico de cadastro. Por meio dele, você pode ter acesso a uma série de produtos oferecidos além de poder consultar nome sujo, como:

  • Serasa eCred;
  • Serasa Antifraude;
  • Limpa Nome;
  • Serasa Score;
  • Cadastro Positivo;
  • Serasa Ensina e Você Consulta.

Para acessar o serviço, basta clicar neste link para ser direcionado ao portal do Serasa!

SCPC Boa Vista

Assim como no caso anterior, para consultar nome sujo no site do SCPC Boa Vista, basta digitar o número do seu CPF no campo requisitado.

Vale ressaltar, ainda, que o SCPC Boa Vista também oferece o serviço de consulta gratuitamente. Acesse o site aqui.

Existem diferenças nas consultas?

De maneira geral, não há diferenças nas consultas feita através de um órgão ou de outro, uma vez que os bancos de dados utilizados são basicamente os mesmos. O que pode acontecer em algum momento, é algum desencontro de informações entre os órgãos de consulta, podendo constar inadimplência em um e nenhuma dívida em outro.

Isso pode ocorrer por conta da atualização desses bancos de dados que são alimentados por diferentes fontes. Então, se você tem dúvida quanto a estar ou não com o nome sujo, o ideal é usar os serviços de forma combinada.

Dessa maneira, a consulta fica mais completa e é possível certificar-se com maior garantia se existem ou não pendências financeiras ligadas a um determinado CPF.

Como resolver o problema do nome sujo

Como já mencionado, manter o controle financeiro é essencial para evitar o nome sujo, assim como para resolver esse problema. Se, durante a consulta do nome sujo, seja constatado que existem pendências no CPF, é necessário entrar em contato com a empresa que está cobrando a dívida.

Entrando em contato com a empresa credora, fica mais fácil avaliar qual é a melhor ação para quitar o débito pendente e, assim, tirar o seu nome desses órgãos. 

O ideal é sempre tentar uma negociação com a empresa, seja para conseguir descontos no pagamento à vista da dívida, ou para realizar o parcelamento do valor total. Lembre-se que é muito importante cumprir com o que for acordado. Caso contrário, o nome continuará  marcado como sujo.

Para evitar a inadimplência, crie bons hábitos nas finanças pessoais, além de encontrar formas diferenciadas para manter o planejamento financeiro em dia. Empresas que proporcionam o benefício do salário sob demanda, por exemplo, vêem seus funcionários manterem as finanças em dia com muito mais facilidade.

Neste caso, o Xerpay é uma ferramenta que permite aos colaboradores antecipar parte de seus salários quando quiserem. O dinheiro pago é referente aos dias já trabalhados, e por isso mesmo evita possíveis “ciladas” financeiras como o uso do cheque especial durante o mês.

O Xerpay pode ser um dos benefícios mais valorizados por quem trabalha em uma empresa que se preocupa com o bem-estar financeiro de seus colaboradores. Para saber mais sobre a ferramenta, fale com um especialista!

 

Este artigo foi útil para você? Aproveite para compartilhar esse conteúdo com seus amigos, e ajude a expandir essa discussão, para que mais pessoas saibam como resolver esse problema financeiro!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.