Comprar carro à vista ou financiar

Comprar carro à vista ou financiar? Descubra o que é melhor!

Assim como adquirir um imóvel, a conquista do carro próprio também é um dos maiores desejos de todos os brasileiros. Além das facilidades que um veículo oferece, é um bem de alto valor agregado e que pode ser parte considerável do patrimônio total de uma pessoa. 

Nesse sentido, existem duas formas principais de se fazer este investimento: comprar um carro à vista ou financiar. Diante dessas duas alternativas, para tomar a melhor decisão na hora da compra é necessário fazer muita pesquisa e também montar um planejamento financeiro pessoal.

Além disso, é essencial que seja feita uma análise minuciosa de qual será o impacto que a decisão de financiar ou comprar à vista, vai causar no orçamento doméstico.

Um dos erros mais comuns na hora de decidir se a compra do carro novo será à vista ou financiado, por exemplo, é cair na tentação de que, financiando, você continua com o dinheiro na conta e passa a ter também um carro novo na garagem. 

Parece não existir nada melhor, não é mesmo? Só que essa decisão não é necessariamente a mais adequada. E é por isso que discutiremos aqui como e quais são as melhores maneiras de comprar um carro, bem como se vale mais a pena comprar carro à vista ou financiar. Continue acompanhando e saiba como tomar a melhor decisão.

Vantagens e desvantagens de comprar um carro à vista

Muitos especialistas financeiros defendem que comprar à vista é sempre a melhor opção.  Porém, para tomar essa decisão, alguns fatores importantes devem ser levados em conta. O principal deles é: o consumidor já tem reservado o valor total do carro almejado?

Se a resposta for sim, e se o gasto de todo esse valor de uma só vez não vai comprometer outras contas e compromissos, o pagamento à vista é a melhor opção.

Agora, se a resposta for não, ou seja, se o consumidor ainda não tem todo o valor reservado, contando também com um valor de segurança para as contas do dia a dia, pagar à vista pode prejudicá-lo e muito.

Para enxergarmos de uma forma mais ampla, portanto, vamos traçar um comparativo entre as principais vantagens e desvantagens de comprar um veículo à vista. Confira abaixo!

Vantagens de comprar um carro à vista:

Comprar um carro a vista se caracteriza pelo fornecimento de todo o valor do veículo já na sua retirada, sem necessidade de pagar parcelas ao longo dos meses. Como você deve imaginar, nesse formato o comprador conta com vantagens como: 

  • Maiores descontos, que superam até mesmo os rendimentos de aplicações financeiras;
  • Melhor margem de negociação;
  • Evita o pagamento de juros e taxas;
  • Não compromete a renda dos meses subsequentes;
  • Maior facilidade e rapidez na hora de revender;
  • Aumento do score financeiro;
  • Facilidade em negociar financiamentos para investimentos maiores, por não ter dívidas pendentes.

Sobre a primeira vantagem apontada acima, Judas Tadeu Grassi Mendes, fundador e diretor presidente da EBS Business School, exemplifica:

“Por exemplo, se você tem seu dinheiro investido em poupança que rende mensalmente 0,5% e no ano passado todo rendeu 7,2%, mas a loja vai dar um desconto à vista de 15%, então é melhor tirar o dinheiro da caderneta e quitar a compra.”

 Agora, em contrapartida, seguem as principais possíveis inconveniências de comprar um carro à vista.

Desvantagens de comprar um carro à vista:

No entanto, é evidente que gastar toda a reserva financeira de uma só vez também pode trazer desvantagens aos compradores de veículos. Alguns exemplos delas são:

  • Possível necessidade urgente do dinheiro;
  • Ter rendimentos de aplicações maiores que os descontos da compra à vista.
  • Se endividar e perder o controle das finanças pessoais.

É claramente visível que a compra de um carro à vista realmente tem muito mais benefícios do que perdas. 

Contudo, o mais importante a ser considerado aqui é o contexto financeiro do consumidor. E também o seu perfil – se é alguém que tem total controle sobre seus ganhos e gastos, ou se é alguém que ainda não faz este tipo de administração do próprio dinheiro. 

A circunstância financeira a qual o consumidor está submetido é sempre o que vai sinalizar com maior precisão se a compra à vista é realmente a sua melhor opção.

>> As novas gerações têm desafiado as empresas a se transformarem de diversas maneiras. Entenda os 4 fatos sobre millennials e a geração Z no ambiente de trabalho e saiba como adaptar sua empresa para receber melhor estes talentos. <<

Vantagens e desvantagens de financiar um carro

O financiamento de qualquer bem, assim como o de automóveis, é sempre um tema bastante controverso. 

Isso porque, como o financiamento traz muitos benefícios para as instituições financeiras, sendo um de seus produtos mais rentáveis, muitas são as ofertas deste tipo de empréstimo

Afinal, o financiamento nada mais é do que um tipo de empréstimo. Não é à toa que, até o pagamento total do financiamento, o bem fica vinculado à instituição financeira como garantia. 

Dentro destas ofertas, valores de juros e taxas são disponibilizados e devem ser minuciosamente analisados e negociados pelo consumidor interessado. 

Esta avaliação é extremamente importante para que haja o entendimento preciso sobre as condições de contratação do financiamento e se o mesmo realmente compensa para o comprador.

Portanto, financiar um carro é uma ótima opção principalmente para as pessoas que ainda não têm o valor total necessário para o investimento, apenas uma parte. 

Sendo assim, o valor de entrada também é um fator que modifica as condições do empréstimo. Quanto maior o valor inicial dado, menores serão os valores de juros e taxas a serem cobrados, pois a garantia que a instituição financeira tem de pagamento é maior.

A partir deste entendimento mais objetivo sobre o que é o financiamento, vamos analisar com precisão suas principais vantagens e desvantagens.

Vantagens de financiar um carro

Quando financiamos um carro, adquirimos certa parte do valor com uma instituição financeira, o damos a vista para o portador do veículo e posteriormente pagamos mensalmente para a organização que nos “emprestou”. Nesse cenário, várias vantagens podem ser notadas, tais quais:

  • Parcelas fixas mensais;
  • Possibilidade de renegociação das condições;
  • Possibilidade de ter o bem, mesmo sem ter todo o dinheiro para pagar;
  • Dívida com instituição financeira e não com loja ou concessionária, o que facilita a negociação;
  • Possibilidade de adiantamento das parcelas, o que diminui os juros;
  • Possibilidade de vender ou trocar de carro, apenas transferindo ou renegociando o financiamento.

Sobre as vantagens do financiamento, é importante levarmos em consideração a seguinte explicação dos administradores da NoxCar, uma das maiores revendas de carros de Florianópolis e São José:

“Muita gente não entende bem como funciona o financiamento. Financiar significa aumentar as dívidas. No entanto, não é contrair uma dívida ‘ruim’, aquela que pode deixar o nome sujo, por exemplo, mas sim no sentido econômico de viabilizar um investimento.”

Ou seja, não é porque uma nova dívida será assumida que esse é, necessariamente, um fator prejudicial. É necessário entender qual é a sua situação financeira para definir o melhor modo de encarar essa compra, bem como de administrar os valores referentes ao novo bem que estará em sua garagem.

Desvantagens de financiar um carro

Falar sobre financiar um carro costuma ser sinônimo de diversas desvantagens ao consumidor. Mesmo que esse cenário esteja em fase de mudança, com implementação de taxas de juros menores, vários pontos negativos ainda se fazem notáveis, como:

  • Acréscimos de juros e taxas;
  • Muita burocracia na contratação;
  • Comprometimento de parte da renda dos meses subsequentes;
  • Acúmulo de mais uma parcela, dentre outras referentes a diferentes compras;
  • Desvalorização do bem, causada pelo tempo e pelo desgaste;
  • Dificuldade em negociar quaisquer outros financiamentos, por ter a dívida pendente;
  • Possível cobrança indevida da Taxa de Abertura de Crédito (TAC), proibida pelo Banco Central do Brasil;
  • Possível cobrança indevida da Tarifa de Emissão de Carnê (TEC), também suspensa pelo Banco Central do Brasil há alguns anos.

Em relação à quarta desvantagem listada, o especialista, palestrante, educador financeiro e fundador da Academia do Dinheiro, Mauro Calil. diz: 

“Enquanto as parcelas do financiamento do carro, adquiridos em 60 parcelas iguais, da compra de roupa, divididos em três vezes no cartão de crédito, estiverem dentro da programação mensal de gastos o indivíduo vai continuar comprando em suaves parcelas. 

Ele só pára quando essas suaves parcelas, de tudo que foi comprado, compromete o pagamento das compras.”

Com base nisso, concluímos que o financiamento é um compromisso financeiro muito sério e precisa ser muito bem analisado e planejado para que as desvantagens não se tornem uma realidade. 

Essa responsabilidade também é muito importante para que o risco da negativação do consumidor não aconteça, prejudicando sua relevância e sua possível participação em futuros investimentos no mercado.

Comprar carro a vista ou financiar: como escolher o melhor formato

Nos últimos anos a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para a venda de automóveis tem sido um grande incentivo para as pessoas finalmente realizarem este desejo de comprar um carro zero.

Porém, não só a baixa de impostos deve ser levada em consideração na hora de negociar um automóvel ou qualquer outro bem. Deve-se prestar muita atenção também em fatores como as condições de venda e as taxas de juros.

Assim, considerando todas as vantagens e desvantagens da compra de um carro à vista ou financiar, é possível concluir que o principal fator de sucesso ou fracasso perante a qualquer uma das escolhas é o contexto financeiro do consumidor.

Variáveis como o valor de entrada, o número de parcelas, a instituição financeira e até mesmo a marca, o modelo e os acessórios adicionais do carro que o consumidor almeja comprar, fazem total diferença no resultado

Nesse cenário, separamos aqui algumas dicas para você aplicar em sua vida financeira e entender qual é a melhor opção para o seu caso. Confira! 

Verifique o quanto você tem de caixa 

Quando decidimos fazer a compra de um bem material importante como um carro é comum começarmos a economizar um pouco alguns meses antes. 

Afinal, isso permite que tenhamos uma margem maior para negociação, bem como uma maior tranquilidade para a realização dos trâmites iniciais, como vistoria e transferência documental. 

Nesse sentido, antes de definir se você vai comprar carro à vista ou financiar, saiba exatamente qual é a quantia total que você dispõe. 

A partir disso se tornará mais simples fazer um cálculo não apenas do valor palpável pago no carro, mas de todo o custo que a aquisição terá. 

Faça um cálculo da sua estabilidade financeira 

Ao assumirmos um compromisso mensal, como no caso dos empréstimos, é fundamental que tenhamos mensalmente uma quantia fixa que garanta o pagamento em dia

Nesse sentido, antes de comprar carro a vista ou financiado é necessário ter plena ciência se sua situação financeira permite assumir parcelas a longo prazo. 

Comumente empréstimos para veículos são realizados para períodos grandes, acima de três anos. Sendo assim, é bacana estar estruturado em um emprego com um bom salário ou ter uma garantia de verba mensal, em casos de autônomos. 

Ou seja, caso você esteja pensando em deixar a empresa para a qual trabalha ou investir em um novo empreendimento, a opção financiada talvez não seja a ideal para esse momento. 

Entenda qual é a sua prioridade 

Você prefere ficar sem nenhuma reserva financeira, mas com seus próximos pagamentos livres ou ter uma parcela mensal a pagar e manter aquele dinheiro guardado para imprevistos?

Essa é uma pergunta muito importante a se fazer na hora de decidir se vai comprar carro a vista ou financiado. Afinal, de acordo com a resposta obtida se tornará bem mais simples entender qual caminho faz sentido com as suas prioridades. 

Ao passo que uma parcela alta compromete bastante o pagamento, abrir mão do seu valor de caixa pode ser perigoso frente a um imprevisto financeiro. 

Sendo assim, para analisar esses casos é necessário ter uma educação financeira bem desenvolvida. 

No Brasil esse é um assunto que ainda possui pouca pauta e precisa ser mais evidenciado. Muitas vezes, os consumidores acabam perdendo muito dinheiro ou até mesmo deixam de lucrar com possíveis investimentos porque não conhecem as possibilidades do mercado ou porque erram feio na hora de aplicar o dinheiro. 

Realize um planejamento a longo prazo

Então, a principal dica para a hora de escolher entre comprar um carro à vista ou financiar é: faça todos os cálculos necessários para obter resultados precisos e esclarecedores. Não somente cálculos que indicarão os valores de taxas e juros, mas também os que determinarão o seu bem-estar financeiro a curto, médio e longo prazos. 

E claro, não se esqueça de considerar possíveis emergências. Empréstimos imediatos muitas vezes saem pelo dobro de seu valor original. 

E então, este artigo te auxiliou no entendimento das vantagens e desvantagens de comprar um carro à vista ou financiar? Já decidiu através de qual opção você vai trazer um veículo novo para a garagem?

 

Deixe suas opiniões e dúvidas nos comentários e te ajudaremos a entender de maneira ainda mais profunda qual é o melhor formato de compra para você!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.