como trabalhar em uma fintech

Saiba como trabalhar em uma fintech com estas 6 dicas práticas

Fazer parte de um mercado em expansão e ter a possibilidade de participar de projetos inovadores são fatores que têm atraído muitos profissionais para as fintechs. Prova disso é que, entre as 25 startups mais desejadas pelos trabalhadores brasileiros, 10 são deste segmento, segundo a lista Linkedin Top Startups. E a Xerpa está entre uma delas!

Além disso, atualmente, o Brasil é o país com o maior número de empresas de tecnologia voltadas para o setor financeiro. São 550 fintechs e a perspectiva é de crescimento, tendo em vista que o mercado concentrou mais de R$ 111 bilhões em investimentos somente no ano passado. 

Neste ritmo acelerado, o segmento está em fase de amadurecimento e busca profissionais que possam contribuir com este movimento. 

Por isso, enumeramos 6 dicas neste texto para você que deseja saber como trabalhar em uma fintech.

Como trabalhar em uma fintech: passo a passo

1. Revise o seu currículo — e o seu perfil no LinkedIn

Dar uma boa olhada nas suas experiências é o primeiro passo para qualquer guinada na carreira. E é o seu currículo o primeiro contato que os recrutadores terão com você. Por isso, ele precisa estar atualizado e alinhado à sua perspectiva profissional para o futuro. 

Preencha seus dados com cuidado, enxugue as informações e mantenha o que é relevante. Lembre-se também de dar ênfase à frase para o objetivo do currículo. Ela precisa expressar exatamente o que você procura e almeja em uma vaga de emprego. 

Seu perfil no LinkedIn também pode ser um grande aliado neste processo. Se você ainda não possui um, já passou da hora de começar. A maior plataforma de networking do mundo funciona como um excelente local para fazer novos contatos. Com um perfil bem estruturado, é possível ganhar visibilidade e chamar a atenção das empresas do seu interesse. 

Tem dúvidas sobre o Linkedin? Leia o post LinkedIn: como funciona a maior rede de networking do mundo para saber o que é, como funciona e de que forma você pode otimizar o seu perfil para se destacar entre os recrutadores! 

 

2. Atualize seus conhecimentos

As fintechs são empresas que respiram inovação e visam oferecer soluções rápidas para o universo das finanças com o apoio da tecnologia. Portanto, ter facilidade com o mundo digital é fator essencial para quem deseja conquistar um espaço neste setor. 

E a transformação digital ocorre em uma velocidade difícil de acompanhar. Que tal investir em cursos rápidos para reciclar as ideias e ampliar suas qualificações? Falta de tempo, atualmente, não é desculpa: você consegue encontrar boas opções de treinamento online para se manter informado sobre as novidades. 

Vale lembrar ainda que, por mais que a empresa seja brasileira, ela pode utilizar tecnologia estrangeira ou receber aportes do exterior. Por isso, ter fluência em outros idiomas é necessário. E se você já domina o inglês, por exemplo, mas quer saber como se destacar para trabalhar em uma fintech, pode investir em outras línguas, como sueco e mandarim. 

 

3. Conheça o mercado

Para saber como trabalhar em uma fintech, você precisa entender o que é uma fintech e o que estas empresas desejam em seus profissionais. Como são startups, elas costumam ter uma cultura organizacional inovadora. Isto significa fugir um pouco da rotina tradicional da maioria das empresas e valorizar habilidades comportamentais específicas.

O ambiente das fintechs costuma ser bem mais ágil e dinâmico e visa estimular o trabalho colaborativo para engajar o grupo.

Por estarem em fase de consolidação, estas empresas avançam em desafios a cada dia e querem pessoas que estejam dispostas a se adaptarem à velocidade deste ambiente. Isto demanda flexibilidade e facilidade em absorver novos conhecimentos entre aqueles que integram o time. 

Por outro lado, é normal que funcionem com equipes enxutas. Nestes casos, ter um perfil versátil e conseguir se encaixar em funções diversas pode ser considerado um diferencial para trabalhar em uma fintech. 

Pesquise e procure saber também quais os tipos de fintechs existentes no mercado, para definir o seu alvo. Assim, você conseguirá identificar melhor como seu perfil pode se encaixar neste contexto. 

 

4. Destaque suas habilidades

Quando pensamos em habilidades, logo vêm à nossa mente itens como domínio de ferramentas, conhecimentos específicos, enfim, tudo aquilo que sabemos a técnica para se fazer.

No entanto, empresas modernas como as fintechs atentam especialmente às habilidades subjetivas, relacionadas à personalidade do profissional. 

Resiliência, espírito de equipe e boa comunicação com os colegas são alguns atributos valorizados pelas empresas deste universo. Sendo assim, reflita sobre sua trajetória e dê destaque a projetos ou conquistas que demonstram que você possui estas competências. 

Quer entender melhor este assunto? Então leia o post Hard skills e soft skills: o que são e como avaliar essas habilidades

 

5. Fique de olho nas vagas

Você já fez uma análise criteriosa do seu currículo, identificou seu potencial e estudou o mercado para saber como trabalhar em uma fintech. Agora, é hora de “ligar o radar” a procura da vaga dos seus sonhos. 

Não é tão difícil assim de encontrar. Além dos sites das próprias empresas, existem portais específicos de recrutamento online, como o Indeed.

A sessão de Vagas do LinkedIn também é bastante usada por empresas para esta divulgação. Além disso, use a rede social profissional para acompanhar as páginas das empresas que estão na sua “mira” para não deixar passar uma boa oportunidade. 

Outra opção é o site da Associação Brasileira de Fintechs, que representa o setor e costuma publicar informações sobre empresas que estão contratando. 

 

6. Prepare-se para um novo tempo

É chegada a hora de recomeçar. Você provou que sabe como trabalhar em uma fintech, seguiu as dicas e conseguiu uma posição. Esteja preparado para o que vem por aí. Você provavelmente vai encontrar novas rotinas. Em muitos casos, poderá ser um formato muito diferente do qual você estava acostumado. 

E é justamente a capacidade de adaptação do profissional que o fará ganhar espaço e crescer na empresa. É o que frisou a diretora da área de Gente e Cultura da iZettle, fintech suíça, em entrevista à Infomoney.

“O mercado das fintechs exige mais do que um profissional bem qualificado: precisamos de pessoas que tenham versatilidade de habilidades, pois as áreas se interligam; que estejam dispostas a crescer junto e que tenham os mesmos valores que os nossos.”

Portanto, mergulhe na realidade da empresa e integre-se ao seu propósito. Afinal, fazer parte desta revolução digital no mundo das finanças é um desafio que vale a pena encarar!

 

E por falar em “mergulhar” neste universo, que tal se manter atualizado sobre mudanças, avanços e investimentos das fintechs? O Portal Fintech reúne estas e outras informações para te ajudar a entender como a tecnologia está revolucionando as finanças. Acesse e fique por dentro das novidades! 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.