Como saber se um boleto é verdadeiro: 5 dicas para evitar fraude

boleto falso

Em uma época na qual, cada vez mais pessoas utilizam a internet e o acesso é cada dia mais simples, barato e difundido, é muito raro encontrarmos quem não faz uso dos boletos impressos online, por isso, se preocupar em aprender como saber se um boleto é verdadeiro é muito importante.

Afinal, são poucas as empresas e servidoras que ainda enviam carnês de pagamento para os seus clientes, seja pelo custo, pelo tempo de entrega ou ainda pelo momento delicado que vivemos.

Nesse sentido, saber como conferir se o boleto é verdadeiro é fundamental para não cair em golpes na era digital. 

Ao saber como identificar fraude em boleto bancário, você não precisa se preocupar na hora de tirar as suas guias online ou de pagar aquela fatura que recebeu no e-mail. Sendo assim, pode aproveitar todos os benefícios e a praticidade que a internet costuma oferecer, sem ter receio de sofrer um golpe! 

Para te ajudar, criamos aqui um guia completo com as melhores dicas de como saber se um boleto é verdadeiro de maneira bem simples e rápida. Ficou curioso para saber mais? Continue acompanhando e descubra tudo!

Principais tipos de fraude em boleto bancário

Todos nós já vimos pelo menos uma vez uma notícia sobre fraude em boleto bancário na internet. Lojas fantasmas, envios de produto errados e roubo de dados são apenas alguns exemplos de cibercrimes bem comuns, mas que podem causar diversos problemas para os usuários. 

Por esse motivo, muitas pessoas ainda possuem medo de fazer compras pela internet. Afinal, mesmo que quase todas as grandes lojas do país já tenham aderido a esse formato de vendas, os números de crimes online continuam crescendo a cada dia. 

Nesse cenário, quem faz uso constante da web precisa estar atento aos principais golpes cometidos dentro do mundo online.

Apenas desse modo é possível contar com todas as facilidades que a internet proporciona, mas sem abrir mão da segurança que é fundamental para o nosso dia a dia.

Sendo assim, confira abaixo algumas das fraudes comuns relacionadas a boletos bancários:

Segunda via no e-mail

Você realizou uma compra online e gerou um boleto referente a ela, mas no outro dia recebeu uma nova via em seu e-mail? É preciso tomar muito cuidado com esses casos! 

É bem comum que usuários criminosos enviem boletos falsos para e-mails que encontraram na web, comumente informando que se trata de uma guia corrigida referente a compra realizada. 

Nesses casos a fatura enviada costuma ser bem parecida com a original, apenas com o diferencial de uma conta alternativa no código de barras. 

Sendo assim, sempre que realizar uma compra online, apenas pague boletos retirados dentro do próprio ambiente da loja. 

Em casos de segunda via, somente pague uma nova fatura caso a primeira já tenha vencido e você tenha solicitado mais uma guia. Desse modo, garante-se uma experiência online mais segura e o pagamento de um valor realmente referente ao produto adquirido. 

Lojas falsas 

Nos últimos tempos um dos crimes mais populares é a falsificação de lojas. Usuários criminosos criam ambientes online quase que idênticos ao de grandes lojas nacionais, oferecendo os mais diversos produtos, quase sempre em “super promoções”.

Nesses casos os consumidores acabam realizando toda a compra e pagando um boleto que acreditam ser referente ao produto, o qual nunca chega, já que tudo se trata de um esquema criminoso. 

A forma mais comum de identificar esses sites costuma ser através da URL, que mesmo que seja bem parecida com a original, possui elementos diferentes, como uma letra ou um ponto a mais. 

Para evitar cair nessa fraude, nunca finalize uma compra antes de conferir o endereço do local que está acessando e também confira se a página é certificada pelo Google.

Falso erro de pagamento 

O falso erro de pagamento também é um tipo de crime bem comum e que costuma fazer com que vários usuários sejam prejudicados em suas vidas financeiras. Nessas situações, depois de realizar o pagamento da fatura o consumidor recebe a mensagem de que ocorreu um erro, acompanhado de um novo boleto. 

Em grande parte dos casos os clientes acreditam no problema e realizam o depósito de um novo valor, o qual vai direto para a conta dos criminosos.

Desse modo, acabam pagando duas vezes por um único produto, o que é bem prejudicial, principalmente em casos de itens de grande valor.

Quer saber algumas dicas para nunca mais ficar com seu orçamento comprometido? Confira aqui: Armadilhas financeiras: o que são e 5 dicas de como podemos evitá-las.

Como saber se um boleto é verdadeiro em 5 passos

Agora que você já sabe quais são os principais tipos de fraude em boleto bancário, vale aprender como conferir se o boleto é verdadeiro. 

Desse modo, poderá economizar o seu dinheiro e fazer suas compras na internet a vontade, sem se preocupar com possíveis fraudes. Em linhas gerais, as melhores formas de reconhecer um boleto falso são:

  1. Não confie em boletos de fontes alternativas;
  2. Sempre observe o valor do seu boleto;
  3. Fique atento ao código de barras;
  4. Preste atenção nos dados do beneficiário;
  5. Confira a logomarca do banco e o nome da instituição.

Agora, entenda abaixo mais sobre cada uma dessas dicas de forma detalhada, para nunca mais cair em um golpe na internet. Confira!

1. Não confie em boletos de fontes alternativas

Quando realizamos uma compra online é função do E-commerce nos oferecer um boleto na hora, pronto para pagamento. Ou seja, a única guia na qual você deve confiar é aquela que é fornecida no ato da compra, dentro do próprio ambiente online da loja. 

Sendo assim, nunca confie em boletos que chegam em fontes alternativas, como o e-mail e principalmente o seu WhatsApp.

Além disso, também é importante ressaltar que a guia deve ser oferecida dentro do mesmo prazo de validade que a compra foi feita, nunca com mais dias do que o que foi informado anteriormente. 

Caso o seu boleto não atenda a alguma dessas características, desconfie e faça uma análise mais profunda para saber se um boleto é verdadeiro. Em caso de dúvidas, entre em contato com o site e confirme.

2. Sempre observe o valor do seu boleto

Quando realizamos o pagamento de um boleto, comumente o fazemos através do código de barras. 

Sendo assim, o número de digitação acaba ficando de lado, sendo pouco observado. No entanto, ele pode ser uma grande ferramenta para ajudar a saber se um boleto é verdadeiro.

Isso porque os números finais do código de barras são sempre exatamente iguais ao valor pago no boleto de bancário. Caso não sejam, significa que a fatura está errada ou foi adulterada. 

Por exemplo, se o valor da sua guia for de R$475,77, o número final do seu boleto deve ser “xxxxx47577”. Portanto, vale sempre ficar bem atento nessa informação antes de realizar o pagamento, pois ela é uma forma bem simples e rápida de evitar os temidos golpes de internet. 

3. Fique atento ao código de barras

O código de barras, quando lido por uma ferramenta de identificação, representa a conta para a qual o pagamento do boleto será transferido. Sendo assim, ele está diretamente ligado às fraudes, pois é a principal fonte de alteração utilizada pelos criminosos. 

Quando estiver com o seu boleto em mãos, verifique se o código de barras que está sendo exibido na parte superior é o mesmo exibido na parte inferior.

Além disso, vale pesquisar os números referentes ao código do banco emissor da guia. Eles são sempre os três primeiros números exibidos no código da fatura. 

Por fim, caso o aplicativo do seu banco não consiga fazer a leitura do código, vale desconfiar do boleto. Isso pode acontecer por diversos motivos, desde uma área meio apagada até a existência de uma alteração criminosa. 

Em qualquer um dos casos a melhor opção é entrar em contato com a emissora da guia e não realizar o pagamento até obter uma resposta oficial. 

4. Preste atenção nos dados do beneficiário

Os boletos enviados por lojas de e-commerce costumam constar as principais informações sobre o benefício com o pagamento. 

Ou seja, nome da empresa, seu CNPJ e também o endereço de sua sede. Com base nesses dados é possível fazer uma pesquisa simples e descobrir se as informações são verdadeiras. Essa é uma forma simples de identificar um boleto falso.

Dentro do site da Receita Federal é possível consultar a razão social e o CNPJ de todas as lojas cadastradas em território nacional.

Além disso, também é interessante conferir se o endereço da loja fornecido no boleto corresponde ao da sede da empresa informado no Google. 

Caso os dados  não batam, principalmente em relação ao estado de residência da loja, vale desconfiar do boleto. 

5. Confira a logomarca do banco e o nome da instituição 

Em grande parte dos casos, quando recebemos um boleto não costumamos olhá-lo com atenção. No entanto, muitas vezes os cibercriminosos cometem erros básicos, os quais poderiam ser facilmente identificados através de uma rápida observação. 

Uma delas costuma ser a incoerência entre a logomarca do boleto e o nome da instituição. Ou seja, a imagem do ícone corresponde a uma empresa, enquanto o nome, CNPJ e razão social informados são de outra.

Se trata de um engano bem simples, mas que pode evitar a queda em diversas fraudes e pagamento de valores bem altos por engano. 

E aí, o que você achou dessas técnicas de como saber se um boleto é verdadeiro? Agora com toda a certeza você nunca mais vai cair em um crime com boleto incorreto. 

Estresse financeiro: melhore o clima da sua empresa

Aprender as técnicas de como saber se um boleto é verdadeiro é fundamental para garantir um bom uso do seu dinheiro, especialmente aquele que você adiantou só pra garantir um bom desconto na sua loja online favorita.

Mas adiantou de onde, você pode se perguntar. Já adiantamos que não foi do cheque especial, um grande gerador de estresse financeiros para a maioria das pessoas.

Conheça o app Xerpay e saiba sua empresa pode mudar a forma como os funcionários lidam com o seu salário e gerando mais satisfação e motivação no trabalho.

O Xerpay pode ser um dos benefícios mais valorizados por quem trabalha em sua empresa. Fale com um especialista e conheça mais!


Sendo assim, compartilhe esse post nas redes sociais e ajude os seus amigos a também terem um melhor controle de suas finanças e a não cair em nenhum golpe virtual!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira outros artigos que você pode se interessar