como não perder talentos na empresa

Como não perder talentos na empresa para a concorrência?

Toda empresa que visa prosperar dedica tempo e muito estudo para conhecer, atrair e reter clientes. Estrategicamente, suas necessidades, demandas, gostos e preferências são ouvidos com atenção para que suas ações comerciais ganhem destaque diante da forte concorrência do mercado. Mas frente a essa prioridade, muitas empresas acabam se esquecendo de algo tão importante para a evolução organizacional quanto os clientes: sua força de trabalho.

Alguns dos principais erros que fazem com que as empresas percam talentos são:

  • não ouvir o colaborador; 
  • não inovar em benefícios; 
  • excesso de burocracia; 
  • não oferecer possibilidade de desenvolvimento;
  • não oferecer um plano de carreira atrativo;
  • não reconhecer o valor do profissional.

Se você quiser saber mais como o RH (Recursos Humanos) da sua empresa pode evitar essa rotatividade de profissionais, recomendamos a leitura do artigo “Como reter talentos e diminuir a rotatividade pessoal” 

As organizações precisam ficar atentas a isso, porque o perfil do colaborador atual é mais exigente e prioriza a qualidade de vida acima de tudo. E todo gestor sabe que funcionários felizes aumentam a probabilidade da empresa otimizar os seus números

Acompanhe este post e aprenda dicas de como não perder talentos na empresa, comercializando a sua marca para a sua própria força de trabalho.

O que leva os colaboradores a escolherem a concorrência?

Toda empresa busca profissionais que saibam otimizar tarefas, alavancar resultados, trabalhar em equipe, tenham senso crítico e agreguem valor à organização continuamente. E eles estão cada vez mais disputados no mercado de trabalho, por isso as empresas precisam cuidar de seus principais talentos.

E diferente do que muitos acreditam, o pedido de demissão não está ligado somente a uma oferta salarial superior de uma empresa concorrente. Como já dissemos, atualmente, o colaborador busca qualidade de vida, por isso o RH precisa aprender como não perder talentos na empresa.

Inovar a sua oferta de benefícios, atendendo as necessidades da sua força de trabalho com exclusividade e dando condições ímpares para equilibrar a sua vida pessoal e profissional é um dos principais passos.

Funcionários satisfeitos se envolvem com os propósitos da empresa, compartilham seus valores e buscam o mesmo objetivo. Em outras palavras, comercializam sua cultura organizacional como embaixadores da marca. 

Desta forma, além de otimizar os resultados com a qualidade do seu trabalho, a imagem da empresa no mercado ainda ganha força, potencializando o seu poder comercial e a sua popularidade diante de novos talentos.

Quais são os erros mais comuns que levam a perda de talentos?

Dificilmente um bom colaborador se desliga de uma organização quando está se sentindo útil, com uma boa perspectiva de crescimento, tem boas condições de trabalho, sente identificação com a cultura e tem um salário compatível com as suas habilidades. Contudo, uma série de erros pode fazer com que ele se desmotive e acabe buscando novas oportunidades, e a empresa o perca para um concorrente. 

Por isso, o RH precisa aprender como não perder talentos na empresa. Confira a seguir os principais erros que levam a perda de profissionais especiais.

 

Não ouvir o colaborador

Um passo importante para reter talentos é ouví-los, o RH deve reservar um tempo para ouvir o feedback dos seus principais colaboradores e assim, conhecer qual é a sua opinião sobre a organização, suas expectativas, necessidades, preferências, frustrações, reclamações, preocupações, dentre outros. 

Para entender como não perder talentos na empresa é preciso conhecê-los. Não ouví-los pode gerar insatisfação e desligamentos.

 

Não inovar em benefícios

Aqui vale ressaltar a importância indispensável de inovar o plano de benefícios oferecidos pela organização. Estender vantagens é uma prática comum, mas proporcionar privilégios exclusivos ou personalizados eleva significativamente a satisfação da força de trabalho. Não inovar é um erro!

Quando feito, o empregado sente que está sendo ouvido pela empresa e que ela trabalha para que a sua qualidade de vida seja uma prioridade.

 

Excesso de burocracia

Como não perder talentos de alto nível se todo processo que eles quiserem movimentar exijam regras infinitas, protocolos e normas? Principalmente nas grandes empresas, os funcionários enfrentam trâmites desmotivadores. E isso pode gerar descontentamento pela falta de poder de decisão. 

O RH deverá rever essa questão se quiser reter talentos estratégicos. Neste caso, o excesso de burocracia é um erro. 

 

Não oferecer possibilidade de desenvolvimento

Outro erro comum é não oferecer condições para que eles se desenvolvam profissional e pessoalmente. Seja por meio da oferta de cursos, treinamentos, workshops, descontos em instituições de ensino, convênios com escolas de idiomas, dentre outros.

Talentos costumam ser ativos, por isso a oferta de capacitação é um atrativo de retenção.

 

Não oferecer um plano de carreira atrativo

O plano de carreira é um dos mais importantes pontos para entender como não perder talentos na empresa. Grandes profissionais aspiram cargos de destaque, por isso estão sempre buscando oportunidades de desenvolvimento. A sensação de estagnação pode ser perigoso para a organização, por isso o RH deve desenvolver um plano de carreira atrativo para cada um de seus talentos.

O funcionário precisa enxergar um futuro promissor junto a empresa para se manter fiel a ela.

 

Não reconhecer o valor do profissional

Como não perder talentos na empresa se ele não se sente devidamente valorizado? É um erro não reconhecer a sua importância profissional para a evolução da organização.

Os reconhecimentos moral, profissional e pessoal são fatores diferenciais para a sua qualidade de vida.

O que a empresa deve fazer para reter talentos?

Além de corrigir esses erros, a empresa deve seguir algumas dicas para reter seus principais talentos! Confira:

  • não buscar alternativas de correção somente quando o problema surgir;
  • criar vínculos reais com o colaborador, não só os financeiros;
  • optar por uma comunicação aberta e transparente, ganhando a confiança do funcionário;
  • oferecer benefícios que supram necessidade pessoais do colaborador, como creches no local de trabalho, salário sob demanda, horários flexíveis;
  • não abrir mãos dos benefícios básicos ofertados por qualquer empresa;
  • fortalecer a cultura organizacional, reforçando o posicionamento da marca e sua filosofia de gestão;
  • capacitar constantemente suas lideranças.

 

Viu só? Tem como não perder talentos para a concorrência seguindo essas dicas fundamentais. A força de trabalho é a ferramenta de valor mais importante de uma organização, pois carrega sua imagem e suas metas. Por isso, o RH deve ser cuidá-la com todo respeito e apreço.

Gostou? Então compartilhe nas suas redes sociais com quem também precisa de uma ajudinha para inovar o RH.

 

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.